19

fev10

Poesia: Involução não é opção

Poesia escrita em março de 2009

Não adianta.
De nada adianta me pedirem para voltar a ser o que eu era antigamente
Onívoro, consumidor de refrigerante, religioso e conformado com a realidade
Garanto que isso não acontece por mais que me insistam

Não vou ser feliz tentando ser tudo aquilo de novo
Ser o contrário do que sou hoje
Pelo contrário, eu preferiria morrer a me degenerar
Sofrer tentando involuir por causa da argumentação tronxa
De quem tenta me convencer com emoção
De que estou errado

Digo isso porque sinto como é ser ocasionalmente pressionado
Por quem não entende esta consciência
Por quem acha que ser o que sou hoje
[é tolice, frescura e não adianta nada para o mundo

Já me sugeriram, em sessões de “aconselhamentos” passionais e tolos
Com argumentações sem argumentos
Que eu deixasse de ser vegano e amante de sucos
Que eu abandonasse a vontade de interferir
[nas injustiças que os antiéticos poderosos promovem contra nós
Que eu voltasse a crer num deus pessoal
[forjado por minhas necessidades psicológicas
Que eu voltasse a acreditar na mitologia de Jesus como se fosse fato real

Vociferam, em momentos de irritação
Que “carne é bom e vegetarianismo é ruim”
Que estou fraco por causa da minha alimentação ética
Que a culpa por certo problema leve e passageiro de saúde
[de que onívoros sofrem direto
É do meu vegetarianismo
Aquele mesmo que já me protegeu de tantos outros problemas mais sérios

Falam que comprar refrigerante é melhor do que comprar suco
Mesmo os próprios que me falaram isso
[tendo, anos atrás, dito exatamente o contrário!
O que os fazem pensar que vou esquecer tudo aquilo que eles próprios
[me alertaram no passado, quando eu era viciado em refrigerante?
Suco não é mais caro não
E ainda por cima é muito mais saudável
Veem que gripes não me derrubam mais?
Foi graças a essa bebida tão deliciosa e salutar
A polpa que eu misturo com água e adoçante e bato no liquidificador

Me dizem, com um fervor fundamentalista
Que Deus existe
Mas quem é esse Deus?
Javé, Odin, Zeus, Olorum, Rá, Allah, Lug, Júpiter, Marduk, Inti, Tupã?
Quem é “Ele”?
Como me provam que “Ele” existe?
Como podem me provar
Que todos esses anos de estudos e de interação com a Razão
E com todo tipo de literatura científica e cética
Me encaminharam ao erro?
Como podem ter certeza
De que meu conhecimento e consciência abençoados pela Antropologia
E pelo estudo de Mitologia
Estão equivocados e que apenas um deus entre dezenas de milhares
[é real?

Pregam, insistem, enchem a paciência
Tentando me convencer, sem argumentos
De que Jesus “é o Senhor”
Repito o que eu disse: como podem me provar que esse é o único deus,
[o único mito real?
Como invalidam para mim o islamismo, a wicca, a religião inca, o hinduísmo
[ou o zoroastrismo?

Quando digo que vou para a rua protestar pacificamente contra um aumento
Vêm logo tentando me convencer de que “não vai adiantar nada”
Me dizendo indiretamente que o certo é ser conformista e aguentar tudo calado
Não aceito o conselho
Pensar assim é antidemocrático, é alienação
E alienação numa democracia é para mim uma vergonha terrível

Se não podem me aconselhar sobre como ser uma pessoa melhor
Peço que se abstenham de falar
De me prestar “conselhos” para que eu abandone minha consciência
E regrida para uma pessoa alienada
Que não acredita no poder cidadão
Que não se importa mais com os animais e o meio ambiente
Que é relaxada para com a própria saúde
Que não vê lógica ou força psicológica em um ateu feliz

Podem se irritar ou clamar a contraditória “justiça” do seu deus
Que não vou regredir, involuir
A um estado de consciência que eu tinha quando era preadolescente
Eu deveria ser menos consciente e menos preocupado
[com minha participação neste mundo?
Não, não
Involução não é opção
Podem vociferar com irritação ou fé
Que eu não vou ouvir
Fico de bico fechado até que baixem o fogo
E aceitem conversar direito e racionalmente
Para dizer por que eu deveria regredir
Em relação ao que sou, penso e gosto hoje
Mas vou logo dizendo
Que, se não é para conscientizar, não adianta insistir
Não vou ser uma pessoa menos consciente só porque acham ser melhor assim.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo