18

mar10

Vergonha: países não querem preservar atuns

Convenção Cites rejeita suspender comercialização de atum vermelho

A conferência da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora Silvestres (Cites) rejeitou nesta quinta-feira (18), em Doha, a proposta de Mônaco, que suspenderia o comércio de atum vermelho no leste do Atlântico e no Mediterrâneo.

O principado de Mônaco havia proposto inscrever a espécie, de alto valor comercial, no Anexo 1 da Cites para proibir sua negociação internacional e proteger sua população, vítima da pesca abusiva.

O Japão, principal consumidor da espécie Thunnus thynnus, conhecida como atum azul ou vermelho, se opunha à medida, e recebeu amplo apoio de países em desenvolvimento.

A proposta foi rechaçada por 68 votos. Vinte participantes votaram a favor e 30 se abstiveram.

Uma proposta europeia, que previa uma futura inscrição do atum azul no Anexo 1, também foi rejeitada por 72 votos a 43 e 24 abstenções.

Um capítulo da triste novela da decadência dos peixes do mundo a inspirar vergonha e indignação. O dinheiro (pesca é lucrativa, lembre-se), o paladar e a falsa necessidade de carne branca prevaleceram sobre os direitos dos animais marinhos e a necessidade de se preservar os atuns. A cúpula política da humanidade não quer a preservação dessas espécies, quer continuar matando mais e mais animais em prol dos altos lucros da indústria pesqueira — francamente incentivada por grande parte d@s nutricionistas –, mesmo que essas espécies estejam em risco iminente de extinção.

Se carne humana fosse um prato apreciado por uma espécie “superior”, a humanidade estaria implorando por misericórdia e clemência para não ser exterminada e extinta. Mas, como são “nada mais” que animais, como são bichos que não podem se defender das imensas redes de arrasto da pesca comercial nem implorar por um pingo de piedade depois de sequestrados de seu habitat, o ser humano extermina implacavelmente sua espécie.

Agora os atuns-vermelhos estão completamente desprotegidos, a caminho do triste fim de sua espécie, graças à fome humana por carne e dinheiro.

“Para os animais, todos os homens(sic) são nazistas.” Isaac Bashevis Singer

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Sidney Nicéas

março 19 2010 Responder

“Se carne humana fosse um prato apreciado por uma espécie “superior”, a humanidade estaria implorando por misericórdia e clemência para não ser exterminada e extinta”. Eita verdadezinha incômoda!!! Abraço, Róbson!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo