30

abr10

Ibama pode salvar mata de Suape ou decretar sua destruição

Desmatamento recorde em Suape: agora nas mãos do Ibama

A aprovação, esta semana, de projeto de lei autorizando desmatamento de mangue, restinga e mata atlântica em Suape, num total de 691,4 hectares, ou seja, 385,1 a menos que a proposta original, não só desacatou moção do Partido dos Trabalhadores, como também parecer da Comissão de Meio Ambiente da casa. Os cinco parlamentares do PT foram favoráveis ao desmatamento. A proposta, enviada pelo Executivo, recebeu 28 votos a favor e 11 contra.

Agora, resta ao Ibama decidir ou não pela anuência, uma vez que a legislação federal determina que cortes superiores a 50 hectares, mesmo autorizados pelo governo estadual, precisam de parecer do instituto. O Ibama também deve cobrar ao Estado a compensação dos danos ambientais, uma exigência da lei que permite esse tipo de desmatamento, coisa que até hoje Suape não fez.

Tem gente que comenta que é mais provável que o Ibama abra as portas para a horda de operários destruidores do que proíba a consumação da tragédia. E contam com essa aprovação para mandar a coisa para a justiça, de modo que o destino da vegetação local seja decidido nos tribunais.

Mas, no caso do Ibama, pelo menos eu ainda não sei se está abduzido pelos intere$$es e$cu$os de quem quer mais é ganhar dinheiro e que a natureza se exploda, assim como Anatel e Aneel estão abduzidas pelo empresariado de energia e telefonia, que pinta e borda com a população com horríveis serviços e não é punido com rigor. Vem punindo latifundiários que promovem desmatamento ilegal, mas será que barra também a $anha desenvolvimentista de governos estaduais?

Isso vamos ver daqui para lá. Mas uma coisa já se sabe: se o Ibama permitir, a coisa vai para o tribunal.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo