05

maio10

Ibama é enfraquecido e pode ser manipulado em breve para liberar ecocídio de Suape

Notícia de ontem, trazida para cá com atraso, mas que é interessante para se pensar nos muito prováveis interesses escusos por trás do fato relatado:

Exonerados servidores do Ibama que exigem compensação ambiental em Suape

Os chefes do setor jurídico e da fiscalização do Ibama em Pernambuco foram exonerados, nesta terça, em portaria publicada no Diário Oficial da União (veja abaixo).  Rogério Guedes e Leslie Tavares (foto) têm posicionamento desfavorável à anuência, pelo instituto, de desmatamento de mangue,  restinga e mata atlântica em Suape sem que seja exigido da empresa o cumprimento do passivo ambiental, isto é, das pendências em relação a autuações, multas e compensações por danos ambientais causados por supressões anteriores de vegetação nativa. Os substitutos já estão nomeados pela mesma portaria.

Já expressei aqui que o ideal, em vez de exigir compensações para o ecocídio, seria abortar por completo a ameaça de destruição. Mas a notícia mostra que provavelmente está sendo promovida a abdução do Ibama em prol da liberação total desse crime legal. E o pior de tudo é que os motivos da exoneração não foram divulgados.

Isso é trágico para os ecossistemas de Suape, uma vez que mostra que tem gente que pode estar na surdina eliminando opositores para fazer aquilo que lhe interessa. Reitero que é necessário que continuemos protestando fortemente contra esse abuso do governador “É” Motosserra.

Fica a esperança no Poder Judiciário, que teoricamente não pode sofrer intervenção do Poder Executivo da mesma forma que o Ibama sofreu com o fato acima.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo