31

maio10

Segundo os jornalistas, a morte de búfalos não é tão importante quanto a humana

Choque entre carros e manada de búfalos deixa 1 morto no RS

Uma pessoa morreu e cinco ficaram feridas na madrugada deste domingo, após um acidente entre três carros e uma manada de búfalos no quilômetro 415 da BR-386, no município de Montenegro, no Rio Grande do Sul.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal 12 búfalos escaparam de uma fazenda que fica às margens da estrada e invadiram a pista. Três carros que passavam pelo local se chocaram contra sete animais.

O veículo mais danificado foi um Gol, com placa de Montenegro, que bateu em quatro búfalos. O passageiro Alexandro Ferreira Pacheco, de 33 anos, morreu na hora.

Já o motorista, Antônio Pedro Ferreira Cavalheiro, de 47, sofreu ferimentos graves e foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro do município. As outras vítimas tiveram lesões leves. Os sete búfalos morreram.

Não foi como da outra vez em que se culpou o lado animal pelo acidente, mas a morte dos búfalos foi minimizada, tanto no título — só contou a morte humana, não a morte dos outros animais — como na própria notícia — a morte dos búfalos só foi falada no finalzinho.

O jornalismo brasileiro precisa aprender a respeitar mais a vida animal não-humana, perceber que sua morte em condições não-naturais não é menos lamentável que a morte humana em tragédias.

E atentemos para o detalhe que os búfalos estavam fugindo da fazenda. Estariam em busca de liberdade? Estariam fugindo de uma vida de maus tratos na fazenda?

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo