17

jun10

Governo é favorável à vivissecção e ajudará em campanha pela tortura de animais

Ouça: governo e cientistas lançarão campanha pelo uso de cobaias

Na briga contra organizações de direitos dos animais que querem acabar com pesquisas envolvendo cobaias, cientistas e governo criaram uma campanha publicitária tentando convencer a opinião pública da importância desses estudos.

A partir da próxima quarta-feira, serão feitas inserções na televisão, no rádio e em jornais e revistas.

Os anúncios têm dois motes. Um é que “quase todos os medicamentos e vacinas são resultado de pesquisas com animais de laboratório”, salvando muitas vidas. O outro é que, depois da Lei Arouca, aprovada em 2008 para regular o uso de cobaias, nenhum animal deixa de ser tratado com “ética e dignidade”.

A iniciativa já recebeu R$ 1 milhão, diz Marcelo Morales, biólogo da UFRJ e um dos responsáveis pela campanha. O dinheiro vem do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e do Ministério da Ciência e Tecnologia. E o valor pode aumentar.

Segundo ele, por mais que agora existam regras para a pesquisa, os grupos de direitos animais continuarão a ser contra. A ideia, então, é convencer a população, que hoje “não tem noção” da importância das cobaias. “Acham que o cientista está lá para matar ratinho”, afirma.

“Muitos não sabem que, sem os animais, medicamentos contra diabetes e o coquetel anti-Aids, por exemplo, não seriam possíveis.”

As organizações envolvidas, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e a Academia Brasileira de Ciências, desejam evitar que episódios como o de 2008 se repitam.

Na época, um laboratório da USP foi destruído por vândalos que se disseram membros da organização Frente de Libertação Animal [Se se diziam membros da ALF, a única coisa que conseguiram foi difamar e “queimar” o nome da organização. O laboratório em questão sequer era destinado à vivissecção.].

Se você tiver estômago, ouça na página da notícia a propaganda enganosa, hipócrita até o talo, que vão colocar nos rádios.

Pelo visto esse governo quer mais que a população permaneça ignorante, permaneça alienada. Em vez de começar a dedicar um mínimo de respeito aos animais não-humanos, empreende, junto à laia de cientistas que quer a permanência do atraso na ciência brasileira, uma campanha de alienação e desinformação, afirmando de forma enganosa que os animais “de laboratório” estão sendo tratados com “ética e dignidade” — o que tod@ defensor/a dos direitos animais sabe que não é verdade — e que é necessário continuar torturando seres sencientes para “não deixar que vidas parem no meio do caminho”.

Se fazem tanta questão de “salvar vidas” e tratar cobaias com “ética e dignidade”, por que não começam então a fazer experimentações com cobaias humanas involuntárias?

Espero que os movimentos de defesa dos direitos animais não deixem isso barato. Uma campanha massiva de conscientização é mais que necessária nesse momento em que as forças governamentais mais uma vez investem em alienação, desinformação e ignorância.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Andréia Souza Innocenti

agosto 19 2011 Responder

Um absurdo , gostaria de saber onde está os direitos dos animais , deveria ser crime hediondo, e porque ninguém toma providencias legais.

Jorginho

agosto 28 2010 Responder

Sou absolutamente contra uso de cobaias e ponto final!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo