30

jul10

Transcrição do discurso de ódio de Datena (CALA BOCA DATENA)

O site da ong ATEA mostra a transcrição completa do discurso cheio de ódio e preconceito de José Luiz Datena contra ateus, proferido na última terça.

O link é este:

Discurso ateofóbico de Datena transcrito com todos os detalhes

Alguns podem achar que pode não ser exatamente o que o apresentador disse, já que ainda não divulgaram o vídeo do sermão odioso, mas posso dizer que minha memória dos trechos do Brasil Urgente que vi bate com as partes correspondentes na transcrição.

Abaixo os trechos principais:

Olha, eu continuo dizendo que eu acredito que as pessoas que estão comigo, me assistindo há tanto tempo (12, 13, anos) fazendo esse tipo de jornal, eu acredito que as pessoas comunguem da mesma crença que eu: deus. Não importa se você é judeu, se você é muçulmano, se você é católico, se você é evangélico, vocês acreditam em deus. Eu parto dessa pressuposição. Quem não acredita em deus não precisa me assistir não, gente. Quem é ateu não precisa me assistir, não. Mas se eu fizer uma pesquisa aqui se você acredita em deus ou não é capaz de aparecer gente que não acredita em deus. Porque não é possível, cada caso que eu vejo aqui é gente que não tem limite, é gente que já esqueceu que deus existe, que deus fez o mundo e coordena o mundo. É gente que não acredita no inferno. Esse é o detalhe.

***

E eu sou contra a pena de morte. Mas num caso como esse… Ah, Datena, mas você está sendo muito agressivo! Agressivo? O cara é reu confesso, imagina se ele mata um filho seu de dois anos de idade, um neto seu de dois anos de idade, qual seria sua posição? Falta de deus no coração! Você quer ver como as pessoas que me seguem, por isso que eu acredito em deus. O meu amigo Edgar Ortiz sempre me diz ‘Deus é maioria, o bem é maioria’, quer ver? Eu fiz a pergunta ‘Você acredita em deus?’ E tem 325 pessoas que não acreditam [2573 acreditam]. Vocês que não acreditam, se vocês quiserem assistir outro canal, não tem problema nenhum. Eu não faço questão NENHUMA de que ateu assista o meu programa. Nenhuma. Agora, quem acredita em deus, seja evangélico, seja muçulmano, seja judeu, seja católico, qualquer religião, entendeu, de quem acredita em deus, continue comigo. Quem não acredita não precisa nem votar, não. Não precisa, de ateu não quero assistindo o meu programa. Ah, mas você não é democrático! Nessa questão, não sou não. O sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites. É por isso que a gente tem esses crimes aí. Agora, vocês que estão do lado de deus, né, como eu, como eu, podiam dar uma lavada nesses caras que não acreditam em deus. Votem em massa ali no 0xx11 8080-1155. Pra provar que o bem ainda é maioria. Mas votem, quero ver trinta mil votos das pessoas que acreditam em deus. Porque não é possível, quem não acredita em deus não tem limite. Não tem limite.

***

O Márcio, o sujeito quando foi pego, deixa direto essa pesquisa aí, que eu quero ver como as pessoas que são crentes, que são tementes a deus, são muito maiores que quem não teme a deus. Mas quero mostrar também que tem gente que não acredita em deus. É por isso que o mundo está assim. Essa porcaria. Guerra, peste, fome e tudo o mais, entendeu como é que é o negócio? São os caras do mal, entendeu? Se bem que tem ateu que não é do mal, mas o sujeito que não respeita os limites de deus é porque… ahn… não sei. Não respeita limite nenhum.

***

Não importa a sua religião, eu respeito a sua religião. Entendeu? Ó lá! Tem quase mil ateus ali [18427 a 939]. Quase mil ateus. Quase mil ateus, gente que não respeita deus. Entendeu? Provável que entre esses ateus exista gente boa que não acredita em deus, não é? Mas que não é capaz de matar alguém. Mas é provável que tenham bandidos votando até de dentro da cadeia! Entendeu? Né? Vou provar pra esses caras que o bem é maioria. Eu quero ver 30 mil votos ali, no mínimo! 30 mil votos! Se acredita em deus ou não. […] Eu quero provar que a maioria acredita disparadamente em deus. Vamos chegar a 30 mil rapidinho. Ô Márcio? Esse sujeito é um sujeito violento que não acreditava em nada. Esse não acreditava em nada mesmo. Pra fuzilar um menino de dois anos no colo da mãe, não acreditava em absolutamente nada.

***

A mãe até tentou se defender pra correr com a criança atrás do carro. Foi perseguida e morta. Mas olha, veja você, viu, Márcio Campos, que mesmo, mesmo com tanta notícia de violência, com tanta notícia ruim, o brasileiro prova de uma forma definitiva, clara, que tem deus no coração. Quem não tem é quem comete esse tipo de crime. Quem mata e enterra pessoas vivas, quem mata criancinha, quem estupra, quem violenta, quem bate nas nossas mulheres… o Brasil de norte a sul, leste a oeste, está provando, pra todo mundo, que acredita no pai, no criador. Já, já, vamos chegar a 30 mil votos de pessoas que acreditam em deus [22358 a 1042]. Sabe? MAs Datena, você está fazendo uma pesquisa religiosa! EU TÔ! PRA MOSTRAR PRA ESSA GENTE DO MAL, e muitos deles, muitos deles, não to dizendo que todos que não acreditam em deus são pessoas capazes de matar porque tem gente que não acredita em deus e não mata nem uma barata, mas que muitos bandidos devem tar votando ali do outro lado, ó. Muitos bandidos devem tar votando ali do outro lado. Tem gente que não é capaz de matar uma barata. Não acredita em deus mas não mata uma barata. Agora, tem muito bandido votando do outro lado [23315 a 1072]. Quase 1070 pessoas. Não é? Quem não acredita em deus geralmente não tem limites.

***

Deixa a pesquisa aí! Das pessoas que acreditam em deus. Porque tem gente que acredita em deus e tem medo de falar. Vamos bater logo 50 mil votos, 40 mil votos, aí. Tem quase 2 mil que não acreditam [36705 a 1471]. Entendeu? Quase 2 mil que não acreditam. Eu respeito até gente que não acredita em deus e que é gente de bem. Tem gente de bem que não acredita em deus. Que acredita que ele mesmo seja deus. Entendeu? Mas que não é capaz de matar ninguém. Que não comete nenhuma atrocidade. Mas os bandidos que matam, mas que matam com prazer, esses não acreditam em deus também. Entendeu? Então vamos provar que o bem é maioria e que deus existe. Vá por favor, 0xx11 6060-1155, quase 40 mil pessoas dizendo que acreditam em deus, quase duas mil dizendo que não acreditam. Ah, Datena, eu sou ateu mas eu nunca matei ninguém. É. Se você não acredita em deus, você acredita em quem? Você mesmo? Se você não acredita em deus, nunca matou ninguém, nunca fez mal pra ninguém, muito bem, parabéns. Mas quem mata com crueldade, quem enterra vivo, quem estupra, quem violenta criança, também não acredita em deus. Não acredita. Pode até falar que acredita mas não acredita. Entendeu? Essa é a história. Agora, apesar de todo esse quadro negativo que nós enfrentamos, quase 40 mil pessoas tiveram coragem de vir a público [38883 a 1549] e dizer ‘eu acredito em deus.

***

Deixa a pesquisa aí. Tão me pedindo pra tirar a pesquisa POR QUÊ? Eu quero chegar a 50 mil votos de pessoas que acreditam em deus [42430 a 1679]. Porque mesmo nessa situação que nós vivemos no Brasil e no mundo, o bem é maioria, isso que eu quero mostrar, mais nada. Que o bem é maioria. O bem é maioria.

***

Olha, as pessoas estão me perguntando, quem está ligando agora aqui, por que que eu tô fazendo essa pesquisa, ‘você acredita em deus’. Porque eu vejo tanta barbaridade há tanto tempo que eu acredito que a maior parte dessa barbaridade seja realmente a ausência de deus no coração. Isso eu acredito mesmo, professo isso. Falo isso e vivo isso. Entendeu? Mas tem gente que já me ligou e disse assim: Datena, eu nunca acredito em deus, nunca matei, nunca roubei, nunca fiz mal pra ninguém. Tudo bem. Eu até respeito essa posição. Mas a maioria de quem mata, de quem estupra, de quem violenta, de quem comete crimes bárbaros, já esqueceu de deus há muito tempo. Há muito tempo. E até nós, que permitimos que essas pessoas maldosas façam isso, acreditamos em deus mas temos vergonha de falar que acreditamos em deus. Eu não, eu sempre falei. Mas muita gente tem. Tem ou não tem? Tem ou não tem? Pensa bem se não tem. Não é? E pra você que é gente boa, porque prum bandido, prum canalha que não acredita em deus e mata, é capaz de matar um menino de dois anos de idade, pra esse eu não vou fazer nenhuma pergunta, mas pra você que é gente de bem e que não acredita em deus, que acha que o mundo surgiu do nada, me explique o nada absoluto. Vamos voltar até onde a ciência explica que o mundo começou a existir, que é o big bang. Aquela explosão deu origem a uma nuvem de poeira e aí os planetas se formaram, o universo está em expansão, agora vamos voltar para o começo, que é o que o mundo vai fazer – vai voltar pro começo, um dia vai voltar ao começo – me explique o nada absoluto. O que é que existia antes dessa primeira explicação que a ciência dá? Tente explicar pra mim, você que não acredita em deus, o que que é o nada. Só de você já pensar no nada e explicar ou tentar explicar o nada já é alguma coisa. Por isso que é impossível que deus não exista. Sabe? Por isso que é impossível, é claramente impossível que deus não exista. Não tem essa possibilidade na minha concepção e de bilhões de pessoas. Não é?

É por tudo isso – e também por outros dias, em que ele também esbanjou preconceito, ainda que de forma mais “light” – que eu e os ateus ofendid@s do Brasil clamamos em protesto: CALA A BOCA DATENA!

Em breve ele verá as consequências (judiciais) de seu discurso de aversão inflamada contra quem não acredita no deus dele.

imagrs

5 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Samory Pereira Santos

julho 30 2010 Responder

Quero saber onde tá o filme, e o quem habitava o coração daqueles que foram “capaz de matar um menino de dois anos de idade” em Deuteronômio 2:33-34.

    Robson Fernando

    julho 30 2010 Responder

    Samory, o vídeo ainda não está online. Toda a comunidade ateísta está doidinha esperando a divulgação no YouTube.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo