16

ago10

Se “homem” significa “ser humano”, então por que ninguém diz “homem do sexo feminino”?

Desde o ano passado eu me posiciono contra o uso unissex da palavra homem, como sinônimo de “ser humano” ou “humanidade”. Percebi de ontem para hoje uma curiosidade bastante sórdida e contraditória sobre essa forma de usar o termo.

Ainda são raras as pessoas que, como eu, evitam falar/escrever “o homem” no sentido de ser humano genérico. A gigante maioria diz com toda naturalidade: “Ué, homem significa ser humano também”.

Pergunto a essa maioria então o seguinte: por que ninguém fala “o homem do sexo feminino”, supondo-se que homem seja um termo neutro? Se podemos chamar qualquer pessoa por homem dada sua “neutralidade” (vide “os homens”, usado até hoje na literatura), que mal há em dizer que há homens do sexo feminino, que a mulher é o homem fêmea? Por que não se fala, por exemplo, que metade dos homens têm a capacidade de engravidar e dar à luz?

Percebo que ninguém pensa assim, ninguém tenta realmente incluir as mulheres na abrangência conceitual do termo homem, mesmo quando ele é referente a abranger “todos os sexos”.

Uma demonstração desse uso é quando procuro no Google por “homem do sexo feminino” (com aspas). Os resultados somam nada mais que 28 ocorrências, sendo a maioria referente a mulheres de comportamento masculinizado, homens gays e/ou afeminados ou questionamentos de quando alguém fala despercebidamente o pleonasmo do “homem do sexo masculino”. Uma das ocorrências diz respeito à gramática androcêntrica que temos no português. Nenhuma delas chamava com naturalidade a mulher de homem do sexo feminino. Duas delas são daqui do Arauto e uma é referente ao artigo da Wikipédia Uso da palavra homem.

Convido você leitor/a a refletir sobre isso. Perceberá isso como uma evidência de que, no fundo, não há nenhuma neutralidade de gênero verdadeira no uso da palavra homem.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

rayssa gon

agosto 16 2010 Responder

ahhhhhhh tem alguns posts do alex castro que tratam exatamente disso! poxa, fica dificil de achar agora. :S

richard dawkins tbm comenta um pouco sobre esse machismo disfaçado em Deus , um Delirio.

mas, fora isso, eu vejo e revejo que as pessoas usam homem como “coletivo” e nem se dão conta da carga ideologica que essa construção carrega. :S

    Robson Fernando

    agosto 16 2010 Responder

    Pronto, quando vc achar esses textos de Alex Castro, poste aqui nos comentários =)

    bjs

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo