17

set10

[Pernambuco] Município do interior adota carne de bode

Carne de bode é inserida no cardápio de escolas de Jataúba

Uma escola do agreste pernambucano encontrou uma forma de atrair mais os alunos para a sala de aula: acrescentou na merenda escolar a carne de bode. A carne é vendida no meio da rua. Os caminhões não param de chegar, e as negociações são feitas no boca a boca. “O preço é R$ 70. O grande sai por R$ 120”, disse o agricultor Josenildo José de Souza.

Em Jataúba, o rebanho de ovinos e caprinos é de 31.600 cabeças – mais que o dobro da população, estimada em 15 mil pessoas. Devido à fartura, o alimento foi inserido na merenda das escolas. “No município existe muito bode. Isso enriqueceu muito, tanto a alimentação escolar quanto para os agricultores”, contou a professora Maria José Ramos.

“O preço é garantido. A gente começa os 10 meses letivos. A gente vendeu, esse ano, 25 toneladas de bode para merenda”, disse o presidente da Associação de Criadores de Jataúba, Izael Monteiro.

Outro motivo é o valor nutricional da carne de bode. Cem gramas tem 131 calorias – metade do valor calórico encontrado na mesma porção da carne de boi. Ou seja, a carne de bode engorda menos. Ela também é muito rica em ferro.

“Auxilia no crescimento e desenvolvimento. Também evita a anemia. É um alimento que se torna riquíssimo, já que de 20% a 50% das alimentações é feita na escola”, afirmou a nutricionista Erenice Guenes (foto 1).

Hoje ainda é querer demais que o poder público enxergue o vegetarianismo (completo) como o melhor e mais ético hábito alimentar e o fomente nas escolas e na população. Hoje se vê como muito mais correto ajudar os pecuaristas, pequenos, médios ou grandes, do que poupar animais da exploração e da morte por abate.

Infelizmente a visão atual é “fabricar”, explorar e matar animais não humanos, negando-lhes qualquer dignidade e direito, para ganhar dinheiro. Usar e matar seres sencientes para movimentar a economia. E o governo amparar esse regime.

Eu sonho com o dia em que matar animais vai ser visto pelos governos não mais como uma atividade que atrai riquezas, mas um crime contra a vida senciente, contra os direitos dos animais. Mas vejo que ainda vai demorar bastante.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo