24

jan11

Genocídio no Japão

Japão sacrifica 410 mil frangos para conter gripe aviária

O Japão irá sacrificar 410 mil frangos de uma importante granja na cidade de Miyazaki, no oeste do país, para combater uma epidemia de gripe aviária, informou um funcionário do governo. A decisão foi tomada após 20 frangos serem encontrados mortos na manhã de hoje na fazenda.

Autoridades decidiram matar todas as aves do complexo, para evitar uma disseminação maior do problema. O complexo fica a apenas alguns quilômetros de outra fazenda, onde já estão sendo sacrificados cerca de 10 mil frangos.

Ontem, o primeiro-ministro Naoto Kan estabeleceu uma força-tarefa [genocida] para conter a disseminação da gripe aviária, segundo funcionários. Foram os primeiros registros de uma epidemia de gripe aviária nessa cidade japonesa desde 2007.

Em Miyazaki, que fica 900 quilômetros a sudoeste de Tóquio, uma epidemia de febre aftosa no ano passado obrigou criadores a sacrificarem quase 300 mil animais de suas fazendas.

Na primeira metade desse mês já presenciamos um genocídio, um extermínio em massa de animais escravos da pecuária. E agora somos obrigad@s a presenciar mais um episódio em que a humanidade demonstra viver sustentada nos alicerces da violência e do derramamento de sangue em massa.

Lembremo-nos que o extermínio massivo é parte dos procedimentos da pecuária. Seus cativos não têm direito à cura, até porque os remédios veterinários que consumiriam para a cura poderiam contaminar a carne/leite/ovo consumid@ pel@s onívor@s. @s pecuaristas não dão a mínima para a vida e saúde de “seus” bichos; visam sim, estritamente, a qualidade da carne/leite/ovo que os mesmos fornecerão de modo a dar dinheiro. Animal doente de aftosa ou gripe veterinária é produto estragado, logo deve ser descartado – simples assim para @ pecuarista. Sua vida vale tanto quanto um pedaço de carne podre.

Os zoogenocídios que aqui denuncio não foram os primeiros nem serão os últimos. Só veremos o fim desse tipo de crime contra os animais não humanos – pelo menos no que concerne aos animais “de criação”, pois também são muito praticados zoogenocídios ecológicos – quando a pecuária cair em desgraça graças à consolidação popular do vegetarianismo e ao veganismo.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo