11

fev11

Tortura em nome da ciência (Parte 19)

Medicamento com curry pode ajudar na recuperação após AVC

Testes realizados com cobaias animais sugerem que um novo medicamento híbrido, fabricado em parte com curry, pode ajudar a regenerar os neurônios depois de um acidente vascular cerebral (AVC), indicaram pesquisadores americanos nesta quinta-feira.

O composto molecular do curry contém curcumina, um pigmento natural de cor amarela extraído do açafrão (Curcuma longa ou açafrão-da-terra) muito popular no sudeste asiático e no Oriente Médio.

Testes em humanos com o medicamento, que restaura as ligações que alimentam os neurônios, poderão ter início em breve, de acordo com o cientista Paul Lapchak, do conceituado centro médico Cedars-Sinai.

A nova droga não ataca os coágulos que provocam o AVC, mas, quando administrada durante uma hora em coelhos (que seria equivalente a três horas para humanos), “reduziu os ”déficits motores” – problemas musculares e de coordenação motora – provocados pelo derrame“, segundo o estudo.

Essa notícia me relembrou que, além de ratos, camundongos, cães e primatas, coelhos também são explorados e torturados nos laboratórios ao redor do mundo.

Os coelhos em questão foram induzidos, por ação d@s cientistas torturadoræs, ao derrame cerebral, um dano cerebral que até hoje não se sabe reverter totalmente. Imagine coelhos sofrendo durante a crise do AVC, e depois se movimentando de forma muito precária. Foi isso o que aconteceu.

Para quem vê os animais não humanos como coisas, como meros instrumentos de trabalho a serem manejados com prisão e tortura, é muito normal e nada imoral ver esse tipo de ação acontecendo. Mas para quem os respeita, resta a lamentação e a reiteração da consciência de que deveria haver protestos frequentes em centros de pesquisa e laboratórios que vivem de torturar e matar esses seres que gostariam muito de conhecer a liberdade e o direito à vida mas são proibidos de ser livres.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo