08

mar11

O “homenageado” do Dia Internacional da Mulher: José Serra #serracafetao

Ironicamente “homenageio” a palavra homem e um homem no Dia Internacional da Mulher. Mas boas entendedoras e entendedores entendem logo o porquê de cada “homenagem”.

Pois bem, o homem a quem “dedico” este 8 de março é… José Serra.

Refrescando a memória:

Serra pede que ‘meninas bonitas’ consigam votos de pretendentes

Ao encerrar o seu discurso em ato da campanha presidencial na tarde desta quinta-feira em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o candidato José Serra (PSDB) apelou até para as “meninas bonitas” irem a campo em busca dos votos dos seus pretendentes masculinos. E orientou as moças a usarem a internet.

“Quero me concentrar agora no que vamos fazer até domingo. Temos que não apenas votar, temos que ganhar voto de quem está indeciso, voto de quem não está ainda muito decidido do outro lado”, disse, acrescentando que cada um dos seus apoiadores deve buscar ao menos mais um voto.

Disse que os que trabalham na saúde, área em que Serra atuou como ministro, podem conseguir cinco votos para ele. E acrescentou: “Se é menina bonita, tem que ganhar 15 [votos]. É muito simples: faz a lista de pretendentes e manda e-mail dizendo que vai ter mais chance quem votar no 45“.

Por mais que Dilma esteja parecendo uma “Rousserra” no momento, com ajuste fiscal à moda neoliberal, ameaça de volta da CPMF e gente da laia de Nelson Jobim e da pró-corporações audiovisuais Ana de Hollanda, ainda posso dizer que escapamos de algo muito pior.

Na declaração em questão, José Serra encarnou a mentalidade de um cafetão, por tentar explorar a beleza de suas eleitoras para ganhar votos, tal como um cafetão lucra com o sexo das prostitutas que emprega. Me autorizo a uma pergunta um tanto tolinha, mas coerente: por que a “menina bonita” imaginada por Serra estaria hoje namorando o parceiro em vez de com algum outro que estava afim dela? Por amor ou porque ele votou 45 no segundo turno presidencial das eleições de 2010?

Serra acabou inventando (ou tentando popularizar) um novo tipo de cabo eleitoral: @ cabo eleitoral sexual, que promete namorar e transar com você caso você vote n@ candidat@ que elæ divulga. Felizmente, pela altíssima rejeição que a declaração teve em todo o Brasil, o que rendeu a hashtag #serracafetao no trends do Twitter às vésperas do pleito, a iniciativa dificilmente vai ser repetida por candidat@s a vereador/a e prefeit@ em 2012 – encontrariam derrota certa nas urnas.

Serra deu uma lição de machismo e cafetinagem, um exemplo de como um/a candidat@ a presidente não deve agir para conquistar o respeito e os votos da população. Por isso mereceu a “homenagem” do Arauto da Consciência neste Dia Internacional da Mulher. Um dia dedicado não necessariamente às declarações carinhosas vindas dos homens, à exaltação da beleza e da idealizada candura das mulheres, mas sim ao reconhecimento da luta delas por uma sociedade igualitária, que trate com iguais respeito e condições sociais todos os gêneros.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

rayssa gon

março 9 2011 Responder

de muitas das bobagens que serra fez na campanha dele, essa foi a segunda melhor. desculpe, mas nenhum supera a bolinha de papel atomica.

mas convocar suas “eleitoras bonitas” foi realmente muito sem noção.

    Robson Fernando

    março 9 2011 Responder

    desculpe, mas nenhum supera a bolinha de papel atomica.

    kkkkkkkkkkkkkkk

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo