19

mar11

Notícia antiga sobre Suape vs. Natureza: projeto de rodoferrovia já ameaçava ilhas do estuário

Notícia de 2009, pré-lei 14.046*, publicada na Folha de Pernambuco, já mostrava como o governo e as empresas avançavam sobre as ilhas até pouco tempo antes desabitadas, destruindo suas preciosidades naturais:

Publicada licitação para rodoferrovia

Uma das obras mais atrasadas do Complexo Industrial Portuário de Suape pode finalmente sair do papel. Na última quinta-feira, a administração do porto publicou, no Diário Oficial do Estado, um aviso de licitação para execução das obras de implantação do acesso rodoferroviário às ilhas de Tatuoca e Cocaia, em Suape. De acordo com o diretor de Engenharia e Meio Ambiente de Suape, Ricardo Padilha, a licitação é para construção da via, que terá cerca de 10 km e sairá da PE-28, estrada que dá acesso a Gaibu, seguindo até as ilhas.

“O projeto foi pensado para fazer um contorno sem atravessar o porto interno de Suape. Dessa forma, a estrada contornará as ilhas sem causar nenhum conflito para os negócios a serem instalados”, afirmou Padilha. A execução do projeto está estimada em R$ 81 milhões. A abertura das propostas está prevista para 20 de maio.

Segundo Padilha, a opção por uma rodoferrovia é para atender a todas as empresas do complexo. “A construção de uma rodoferrovia atende a todos, inclusive aos negócios que ainda estão sendo fechados”, explicou. A princípio, a ideia era que a rodovia servisse prioritariamente à indústria de navios. Com a implantação de um terminal de minérios da Ilha de Cocaia, o acesso foi redesenhado para atender aos demais empreendimentos.

A previsão é de que as obras tenham início em agosto. “Com o início do verão, teremos melhores condições para executar as obras”, destacou Padilha. A obra terá duração de 12 meses.

Segundo foi falado no Orkut, onde foi redivulgada essa notícia na época (abril de 2009),

Vale salientar que Tatuoca e Cocaia são duas ilhas que são verdadeiros paraísos e nesta área está localizado o que restou do manguezal… E o Impacto Ambiental? E os pescadores Nativos, de que sobreviverão? A ponte irá acabar com as praias do rio Massangana (Bar do Doido e Imediações), além da área dos sítios…

Em instantes, trarei nova notícia sobre como Tatuoca, Cocaia e as outras ilhas do estuário do Ipojuca/Massangana/Tatuoca são um tesouro ecoturístico prestes a ser criminosamente perdido, para não dizer já perdido parcialmente.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo