30

maio11

Eating Colors: as muitas cores da alimentação vegana

O site Eating Colors é uma iniciativa do Vista-se para divulgar ao mundo o que nós veganos comemos.

Para quem pensa que nossas refeições se restringem a saladas mixurucas ou à combinação pura de feijão e arroz, esse site mostra a imensa diversidade a que os veganos têm acesso.

Fabio Chaves, fundador e autor do Vista-se, pode falar melhor:

www.EatingColors.com

Após 4 anos de existência do ViSta-se e fazendo materiais para a comunidade que fala português, em especial para o público brasileiro, decidi fazer uma ação mais ampla. Mais simples, mas mais ampla. Quando alguém pensa no que um vegano come, logo imagina muita folha, raízes e coisas monocromáticas. Mas quem é vegano sabe que é exatamente oposto: Veganos comem cores.

E é “comendo cores” (Eating Colors) que se vive bem e de maneira saudável. Associar o veganismo à forma colorida e alegre de se alimentar é o que chamamos de “ativismo gastronômico” e é nesse campo que o Eating Colors vai atuar.

Numa conversa via MSN, alguém te pergunta: “Nossa, mas o que você come??”. Eis uma boa situação para colar a URL do Eating Colors. Sacou? Você vai dizer que come de maneira maravilhosa sem ofender ninguém. Vai divulgar o veganismo sem precisa mostrar animais mortos. Há momentos em que é preciso mostrar toda a verdade dos matadouros (www.terraqueos.org), mas há momentos que uma pegada mais sutil pode render bons frutos.

Todas as fotos que aparecem no site são de comidas veganas feitas e comidas por este que vos escreve e vão ser atualizadas sempre, quase todo dia. É minha contribuição bem pessoal para o veganismo.

Por que em inglês?
Um dos motivos é que eu nunca havia feito nada assim amplo. O outro motivo é que fica “cool” e um dos públicos que quero atingir é o que abriga meus colegas de profissão: designers. Do que gente descolada gosta? CORES.

Restart?
Não, nada a ver. Mas se eles gostarem da ideia, por que não? :)

Be nice to animals. Not only to pandas. :)

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo