20

jun11

O que o vegano usa (Parte 6: Gel dental Condor Fresh Sensation)

Atualização (23/03/2012): Uma triste novidade me chegou via SAC. Enviei a seguinte mensagem anteontem:

Olá.

Eu sou consumidor assíduo do gel dental Condor Fresh Sensation, visto que ele não contém ingredientes de origem animal nem é testado em animais. Porém, não consigo encontrá-lo nas lojas de Recife/PE, estando atualmente em falta há algumas semanas na única loja onde eu encontrava esse gel dental.

Eu gostaria de saber, portanto, quais são os fornecedores na cidade do Recife que obtêm o gel dental Fresh Sensation e os distribuem para as lojas. Se for possível, por favor me forneçam o telefone dessas distribuidoras.

Grato,

Robson Fernando de Souza

E recebi isso como resposta ontem:

Bom dia!

Agradecemos seu contato e compreensão.

Informamos que não estamos mais fabricando o gel dental adulto somente na linha de gel infantil.

Obrigada.

Condor S/A

Ou seja, o Condor Fresh Sensation não é mais fabricado e vendido. Uma opção a menos para os veganos – uma tragédia se considerarmos que pastas dentais veganas já são tão poucas e difíceis de se encontrar.

imagrs

8 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Fernando Cônsolo Fontenla

março 23 2012 Responder

Robson, existem apenas 2 comentários na igreja ateísta e nenhum deles é um post seu. Por acaso você salvou sua resposta em algum lugar ou seu esforço em responder foi perdido para sempre?

Hime-chan

janeiro 17 2012 Responder

Hm.. Você saberia onde posso comprar deste gel dental online? Sou catarinense, frugívora e onde moro não existe nada da Condor… Aliás, procurei online também e o único lugar que tem possui apenas um em estoque…

Atualmente estou usando gel dental infantil da Condor que comprei (online) nas lojas americanas, mas tenho medo de isto ser ruim para os meus dentes… Nas americanas não tem Condor adulto…

Se você não souber onde, poderia eu enviar o dinheiro para você comprar uma caixa com 10 pra mim e mandar pelo correio?

Desculpe ficar pedindo favores…

Obrigada!

Raphael

junho 21 2011 Responder

Robson, lá no AC sei que tenho exagerado e sido grosso ao contra-argumentar com você. Mas tenho uma estória legal que achei que você gostaria de saber (parece-me ter passado despercebida por você na ocasião em que comentei lá). Se não couber tudo neste comentário, vou botar mais algum ou alguns.

Refiro-me à casa que meus sogros construíram. Extraordinária. Os tijolos não são de barro, mas sim uma mistura especial que, depois de levantada a parede, não precisa rebocar – consumindo assim menos material durante a construção e, portanto, gerando menos resíduo.

O telhado é alto, o pé direito tem 5m de altura. E o contorno da casa é poligonal (em vez das tradicionais casas quadradonas). Assim, a casa fica mais ventilada e iluminada, diminuindo a necessidade de ligar lâmpadas e ventiladores.

O local (nas proximidades de Aldeia e da Guabiraba) não tem tubulação da Compesa, e logo atrás da casa tem uma mata, portanto eles têm uma fossa forrada com cascas de árvores, pedras e folhas que filtra o resíduo sólido, deixando para a mata apenas água e substâncias não nocivas (os sabonetes, shampoos, sabões de lavar roupa, são todos biodegradáveis, de fabricantes certificado pelo IBAMA, principalmente a linha BioWash). Regularmente eles retiram da fossa esse resíduo, e os enterram junto com cascas de frutas e outros resíduos orgânicos, para servir de adubo.

Claro que essa água resultante não dá para beber, mas dá pelo menos para umedecer o solo sem agredi-lo. Tanto que os camaradas estão querendo colocar um sistema de irrigação utilizando essa água, também para a plantação. É dela que eles tiram a maior parte do que comem. Desse modo, compram menos coisas fora, e assim geram menos resíduos de caixas e embalagens.

Visito-os regularmente e acho tudo isso muito interessante e prático. No momento eu moro num “apertamento”, mas considero construir uma casa parecida com a deles, com todas essas ideias verdes. É claro que isso custa dinheiro, sempre é mais caro ser verde. Mas até que dá para fazer.

E eles também são vegetarianos totais. Além de não comer carne e demais derivados animais (leite, ovo, etc), também não comem alimentos de origem industrial. Nisso somos diferentes, mas sei respeitá-los e quando vou lá como apenas o que eles comem. Da mesma forma, quando os dois vêm à minha casa, trazem sempre a própria comida (tem que ver, cada laranja do tamanho de um coco).

Enfim, é isso. Achei que você iria achar bacana.

    Robson Fernando de Souza

    junho 21 2011 Responder

    Ótimo. Assim espero que você repense seu comportamento perante meus textos no Acerto de Contas.

Andrew

junho 21 2011 Responder

Caro, como vai?

Por favor, responda a este blogue: http://igrejaateista.tumblr.com/post/6590541766#disqus_thread .

Grato.

forte abraço

    Robson Fernando de Souza

    junho 21 2011 Responder

    Andrew, sinceramente prefiro não comentar esse tipo de texto. Ele claramente reflete preconceitos bem grosseiros (apesar da linguagem polida) que duvido que uma contra-argumentação seja suficiente pra mudar. É um compêndio de preconceitos, aliás.

    Já tentei debater algumas vezes com gente que pensa coisa do tipo, mas tentar fazê-los mudar de ideia é como ensinar peixe a escrever.

    Abs

    Edit: mudei de ideia e deixei um comentário de tamanho mediano lá: http://igrejaateista.tumblr.com/post/6590541766#comment-230992789

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo