01

jun11

Tornado em Joplin: elefantes estão sendo explorados no trabalho de remoção de destroços

Elefantes escravos de circo estão sendo explorados para remoção de destroços do tornado da cidade estadunidense de Joplin. Ou seja, não bastassem serem aprisionados, torturados e escravizados nos bastidores do picadeiro, agora estão sendo forçados a um trabalho que tratores e guinchos fariam sem nenhuma dificuldade.

É como se os Estados Unidos tivessem sofrido um retrocesso tecnológico, voltando séculos atrás, para uma época em que veículos automotores não eram sequer um sonho e animais não humanos eram usados para trabalhos pesados como o arado e o puxar de carroças e carruagens e para o transporte.

Numa época em que a tecnologia se tornou pau para toda obra, alguns ousam a ética e retrocedem séculos para explorar animais não humanos como se não houvesse meios de fazer tais trabalhos sem crueldade por trás.

Não duvido nada, aliás, que essa exploração escrava de elefantes “de circo” tenha envolvido o pagamento de generosas quantias aos criminosos donos do Circo Picadilly, que acabaram lucrando com o que podemos encarar como uma verdadeira tragédia dupla: o desastre do tornado e a escravidão violenta daqueles animais. E, caso se apresentem na cidade ainda, terão lucrado em dobro pela exploração dos elefantes: na remoção de destroços na cidade e na apresentação circense.

Para quem não viu ainda o que mostrei quando o Fantástico deu aquele show de alienação e apologia à escravidão animal ao exaltar a exploração da elefanta Tai, do filme Água para Elefantes, eis dois vídeos (os últimos) que mostram como os animais são violentados para que apresentem números em circos.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo