03

jul11

[OFF] As leis do novo capitalismo no Brasil

Com o impulso desenvolvimentista desprovido de justiça síndico-trabalhista e sustentabilidade no Brasil, vemos avançando uma forma peculiar de empregaticiedade capitalista, que explora mão-de-obra juvenil e lhes aproveita a ânsia de comprar e consumir os produtos da moda e as últimas tecnologias.

Encontrei nos comentários desta notícia no Terra uma listinha de “leis”, de autoria desconhecida e que não encontrei no Google. Ao autor/a, caso venha reivindicar a autoria deste texto, me mostre nos comentários daqui algum post de blog que tenha sido escrito antes das 22h de 02/07/11 (instante em que foi postada a lista nos comentários da notícia no Terra).

A lista abaixo é um alerta à geração Y, que, de tão facilmente impressionável pelas maravilhas das últimas tecnologias e tão despolitizada, vem sendo empregaticiamente manipulada à vontade pelo empresariado nacional e multinacional.

 

As leis do novo capitalismo no Brasil
de autoria desconhecida

1. Faça contratos com o máximo de tempo que puder;

2. Prefira contratar mão de obra jovem, pois, além de pagar baixos salários à juventude – da qual boa parte tem especialização e estudo -, a mesma não reclama e aceita tudo o que lhe é imposto;

3. Aumente a produção, pois a juventude aguenta;

4. Procure pressionar os trabalhadores de uma forma não agressiva, pois isso [ser agressivo na pressão] levaria à ruína do plano;

5. Iluda a juventude com promessas de crescimento dentro da empresa e procure desenvolver e roubar as boas ideias dela. Com isso, o brainstorming poderá ter algo de útil para a corporação;

6. A juventude não tem experiência necessária para saber que está sendo enganada. Ela se fascina com as tecnologias do mundo e faz de tudo para tê-las. Isso é bom, pois as horas-extras serão feitas sem dificuldade alguma;

7 – Na hora de escolher aqueles que serão efetivados pela empresa, decida por aqueles que mais batem com o perfil, ou seja, “dão o sangue” pela corporação e não reclamam de nada;

8 – Não introduza mudanças de uma forma repentina. Toda e qualquer modificação que prejudique o trabalhador deverá ser feita devagar, aos poucos . Todos reparam quando o copo de água transborda de uma vez. Mas quem vê o vento fazendo erosão em uma rocha? Por isso, faça tudo com cautela.

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Bárbara de Almeida

julho 4 2011 Responder

o.O (…) Tô anotando tudo, para utilizar quando for abrir um negócio próprio., rs. Mas, de verdade mesmo e falando sério, até onde eu trabalho tem dessas… Triste!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo