25

ago11

Carne suculenta: você sabia que…

Sabe quando aquela carne que você (caso seja onívor@) come em churrascos e restaurantes é bem suculenta e macia, dando “água” na boca ao mastigar e aquele prazer que não acaba mais e deixa a maioria das pessoas com gostinho de quero-mais?

Já parou para pensar por que a carne vermelha sob certas condições é tão suculenta e aprazível?

Pois bem. Com a palavra, um especialista em carne vermelha e churrasco:

Isso mesmo. Toda aquela suculência e “gostosura” não é tanto pelo músculo. É muito mais a gordura. Aquele liquidozinho que você sente de leve quando morde a carne é pura gordura. Em grande parte gordura saturada, que é bastante acusada de favorecer doenças cardiovasculares e influenciar o desenvolvimento de obesidade.

Para enriquecer este post, vamos dar uma olhada na tabela de uma pesquisa do Inmetro datada de 2001, contendo informações de quanta gordura saturada e colesterol certos tipos de carne possuem:

Agora que você sabe plenamente que o que faz a suculência e maciez da carne é a gordura e essa gordura não é nada saudável, fica o convite à reflexão. Será que vale a pena continuar comendo um alimento cuja essência gustativa vem de sua parte mais nociva (sem contar que a carne sempre depende de temperos vegetais e sal para ter um sabor minimamente aprazível)?

imagrs

7 comentário(s). Venha deixar o seu também.

douglas

outubro 19 2011 Responder

Sabia. E?????

BrightCapiXaba Netto

agosto 27 2011 Responder

Claro que sim! Foi o consumo de carne que nos tornou o que somos hoje, sua preparação impulsionou a busca por condimentos que a tornassem mais aprazível .

    Robson Fernando de Souza

    agosto 27 2011 Responder

    O consumo de carne teve implicações no Paleolítico, que durou centenas de milênios. Mas será que se pode dizer o mesmo dos últimos 5 mil anos, em que a pecuária se desenvolveu até o ponto atual?

    Será que a carne produzida em grandes cercados ou em fazendas-fábrica, e que hoje é cada vez mais denunciada como aumentadora da probabilidade de se contrair diversas doenças, vai continuar aumentando o cérebro humano? Aliás, será que a pecuária atual vai sequer dar à humanidade tempo de experimentar um contínuo crescimento cerebral multimilenar?

raphael

agosto 25 2011 Responder

Sim concordo robson , mas tu é vegetariano e tem aquela barriga de cabra´, e ai

    Robson Fernando de Souza

    agosto 25 2011 Responder

    kkkkkkkk

Alexandre

agosto 25 2011 Responder

Vale sim! Ôxe!

Bora pro churras?

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo