28

out11

Belo Monte: vários comentários reacionários na Folha.com são racistas. Denunciemos à Justiça

Atualizado em 28/10/11 às 21h45 com prints de 5 dos 7 comentários racistas

Denunciei no último post o estouro-de-boiada de comentários reacionários de defensores cegos do desenvolvimentismo contra o protesto de cidadãos de todas as raças (em especial indígenas) no canteiro de obras de Belo Monte. Mas naquele momento ficou sem destaque que diversos daqueles comentários são racistas, incidem em claro preconceito contra indígenas enquanto raça/conjunto étnico.

Exorto desde já os leitores a denunciarem os comentaristas racistas da Folha.com à Justiça. Abaixo o link dos comentários mais explicitamente racistas:

Exortação a “sentar o couro” nos índios “vagabundos” (print)

Comentário explicitamente racista associa indígenas a “vagabundagem, rapinagem [e] alcoolismo” (o comentário foi removido pela Folha antes de eu resolver printar)

Chama índios de “monte de preguiçosos” e manda “arrumar uma roça e uma enxada pra arar” (o comentário foi removido pela Folha antes de eu resolver printar)

Chama índios de “vagabundos”, acusa-os de “querer ganhar cestas básicas, bolsa família do governo e dinheiro das ONGs” e de “pinta[r]-se de selvagens pra aparecer na TV” (print)

Diz que “os índios dão até as índias às ONGs” (print)

Comentário ofensivo e depreciativo afirma que índios “não produzem nada” e que “índio bom é indio em museu, de preferencia embalsamado” (print)

Afirma que índios “só querem andar em picapes último modelo,vender as reservas de ouro e madeira de suas terras e depois beber cachaça com o dinheiro” e exorta o Estado a “coloca[r] esses indios para trabalharem” (print)

Há outros comentários bastante ofensivos, mas que não tenho certeza de se são explícitos e se podem ser interpretados pela Justiça como demonstrações óbvias de racismo. Em relação a esses, eu convido cada denunciante a tirar suas próprias conclusões.

O racismo anti-indígena continua nos comentários de outra notícia relacionada: Juíza determina desocupação de canteiro de obras de Belo Monte. Alguns comentaristas dizem, entre outros absurdos, que “índio tem que ir para o mato cagar tatu que comeu”, que as forças armadas deveriam intervir em Belo Monte para “mostrar para esses índios […] que o Brasil não se escreve com Z” e ordenando que os índios “vão embora para a Bolívia, Colômbia ou saiam do caminho” para o “crescimento” do país.

Esse tipo de comportamento é criminoso e inspira punição pela lei. Racismo também atinge indígenas. Desde já, precisamos nos mobilizar para denunciar quem propaga pela internet preconceito e ódio contra índios.

Denúncias devem ser enviadas para 6camara@pgr.mpf.gov.br (6ª Câmara – Índios e Minorias), a http://denuncia.pf.gov.br/ e à digidenúncia do MPF-SP

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Natália

outubro 28 2011 Responder

Discordo do comentário acima. Não é a direita brasileira que é de dar nojo, afinal o esquerdíssimo Aldo Rebelo quer acabar com o meio ambiente. O que é de dar nojo, na verdade, é a ignorância das pessoas, que só querem mesmo saber do umbiguinho medíocre delas, estão pouco se fodendo pro coletivo, pro ambiente, pra vida fora do aquário onde elas vivem. Não é uma questão de direita ou esquerda.

    Robson Fernando de Souza

    outubro 28 2011 Responder

    O problema, Natália, é que Aldo Rebelo há muito não é mais de esquerda. A práxis ideológica dele é claramente conservadora e capitalista, aquilo não condiz com a ideologia esquerdista, mas sim com a direita conservadora.

Porra_Serra_

outubro 28 2011 Responder

Nossa, essa direita brasileira é de dar nojo.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo