15

fev12

Consciencia.VLOG.br: resposta ao Eu Ateu sobre vegetarianismo

Felizmente Yuri Grecco, do vlog Eu Ateu, não é de desrespeitar vegetarianos e veganos, ao contrário de certos “desmascaradores”. Porém ele faz algumas afirmações no vídeo dele, em que ele expõe sua posição de carnista convicto – embora se mantenha obscuro em relação aos porquês de discordar dos Direitos Animais -, que são passíveis de respostas do lado veg(etari)ano, como a afirmação de que onívoros adultos de fato optariam racionalmente por comer animais e a insinuação de que vegetarianismo estrito faria mal a crianças.

Abaixo, o vídeo de Yuri e, em seguida, as três partes da minha resposta.

Vídeo de Yuri:

Minha resposta:

Referências feitas no meu vídeo:

Os mitos da racionalidade e do livre-arbítrio do onivorismo – Parte 1 / Parte 2

Comer carne não é uma liberdade individual inofensiva

Falácia de evidência anedótica
Falácia de composição
Falácia de distorção de fato

Busca por “frigoríficos” no Instituto Humanitas Unisinos

imagrs

8 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Guilherme R Brunoni

março 15 2012 Responder

Ufa, acabei de ver os vídeos, e é muito pior do que eu pensava. Primeiro você é contra os onivoros (que comem carne e vegetais) e os carnívoros (que comem exclusivamente carne – nem sei se existe um carnívoro 100%, acho que não), e acham que os dois são sinonimos. Em várias passagens pelos vídeos voce usa onívoro quanto gostaria de dizer [imagino] carnívoro. Bom, tratar como sinonimos preferencias alimentares distintas já mostra o quanto voce conhece sobre o assunto. Outro é o carater evangelizador da pregação vegana que voce propoe ao afirmar “Vegano, não coloque dedo na cara do onívoro (sim, voce diz onivoro nessa parte) (…) pois ele pode ser um potencial vegetariano”. Então voce quer transformar as pessoas para que todos tenham a mesma crença e atitudes que você. Isso é religião. Acredito que os VERDADEIROS vegetarianos e veganos, que eu conheço muito bem, são completamente contra as suas crenças. O verdadeiro vegetariano sabe que o que comemos é uma ESCOLHA PESSOAL, INDIVIDUAL, e merece respeito.

Guilherme R Brunoni

março 15 2012 Responder

Velho, você usa de modo recalcitrante as palavras onivorismo e carnismo, lado a lado, de modo a parecerem sinônimos. Você realmente tem alguma idéia do que voce esta falando?

Eliana Angel Fontes Silva

fevereiro 21 2012 Responder

Muito boa resposta!Só gostaria que você me esclarecesse em qual pesquisa científica foi baseada a conclusão de que existem pessoas que necessitam da carne!Um abraço!

    Robson Fernando de Souza

    fevereiro 21 2012 Responder

    Obrigado, Eliana =) Na verdade foram algumas pessoas que já ouvi, que dizem que têm alergia a inúmeros vegetais e só conseguem obter certos nutrientes de carnes, já que são alérgicos às alternativas vegetarianas.

Eli Vieira

fevereiro 17 2012 Responder

Muito bom, Robson. Ponderado e racional como sempre.
Feliz aniversário!

    Robson Fernando de Souza

    fevereiro 17 2012 Responder

    Valeu, Eli =) E obrigado por ter apreciado o vídeo =)

ruth iara

fevereiro 17 2012 Responder

A conscientização a respeito de que a escravidão animal deve acabar deve se fazer o quanto antes. Não importa o tempo de adaptação dos organismos. Teremos de ter paciência com os trâmites desta mudança. Teremos de ter paciência com a longa transição que de certa forma já está ocorrendo a séculos. Os cavalos devem deixar totalmente de ser usados e os militares devem andar de bicicleta em vez de andarem a cavalo pelas cidades, as carroças praticamente já estão abolidas em muitos lugares. Alguns idosos nunca irão deixar a carne e algumas pessoas devem insistir em alimentos veganos que são deliciosos. Se deixarmos os supermercados e lojas de alimentos decidem o vamos comer, mas também podemos decidir em parte o que eles vão vender. Podemos escolher que haja casas especializadas em vegetarianismo e podemos isso porque estamos unidos hoje pela internet hoje, Robson, nos que queremos muito a libertação dos animais.

Crianças: ou você cuida da alimentação delas ou ficam totalmente a mercê das balas, chocolates e refrigerantes e fazem coro a esta indústria que um dia acaba dando muito lucro também as farmácias.

Ser onivoro pode não ser uma escolha, pois vivemos num mundo onívoro, mas ser vegetariano é escolha.

Abraço!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo