28

fev12

Fazenda alemã usa internet para consumidores escolherem porco a ser morto para consumo

postado na ANDA

A fazenda Meine Kleine, situada em Berlim, na Alemanha está escandalizando os defensores dos Direitos Animais por ter criado uma espécie de “Big Brother suíno”, em que os porcos são listados numa “competição” no Facebook e os internautas podem votar qual deles será morto e transformado em meros pedaços de carne.

Um dos porcos virou “estrela na internet”, apenas porque ele foi escolhido para ser abatido. As embalagens de salsichas levam uma foto do rosto de cada porco escolhido para a morte “em memória” deles.

O pretexto da criação do “Big Brother suíno”, que poderia também ser chamado de “Big Brother da Morte”, segundo o fazendeiro Denni Buchman, é o de “conscientizar” as pessoas sobre o consumo desenfreado de carne e convencê-las de que “deveriam comer menos carne e demonstrar mais respeito pelos animais”.

Porém, é muito questionável a essência de uma iniciativa que explora e mata para tentar convencer as pessoas a respeitarem os animais. Não há coerência em desrespeitar e matar no intuito de “pedir para respeitarem mais e matarem menos os animais”. A iniciativa tem sim uma feição evidente de jogo de marketing para atrair mais consumidores. Com esta jogada, os fazendeiros estão educando as pessoas a serem ainda mais insensíveis em torno do ato de matar animais para consumo, visto que lhes dá um controle parcial sobre o processo de abate.

O Facebook da fazenda já está fazendo campanha para os internautas escolherem os dois próximos porcos a serem mortos. A quem entende e sabe escrever em alemão, vale entrar lá e protestar.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo