06

mar12

[OFF] Folha.com pinta estereótipo de ciclistas infratores

Uma galeria de fotos, publicada hoje na Folha.com, me chamou a atenção, no que tange à forma como aborda uma categoria de pessoas que também pode ser considerada, a grosso modo, uma minoria oprimida. Ela mostra ciclistas em comportamentos tipificados pelo Código Brasileiro de Trânsito como infrações. Ver as imagens e suas descrições – que, sutis, não chegam a disparar críticas diretas – dizem por si só.

Porém, tal galeria se mostra muito tendenciosa quando consideramos que grande parte dessas infrações se dá justamente pelo fato de que, mesmo em São Paulo, não é reservado um espaço respeitoso ao trânsito de ciclistas. Taxa-se ali, pelo contrário, os ciclistas como “bandidos”, como culpados pela situação de marginalidade no trânsito a que estão relegados hoje em dia – e até mesmo pelos acidentes, alguns fatais, que eles próprios sofrem ocasionalmente.

Nenhuma foto mostra ciclistas subindo as calçadas ou se aventurando no meio dos carros em avenidas que já possuam ciclovias. O mais próximo disso foi a exibição de um ciclista usando uma faixa reservada a motocicletas numa avenida não identificada. Em outra foto, talvez por engano, diz-se na legenda que o ciclista estaria sem capacete, quando na verdade ele está com um capacete branco e vermelho.

A Folha.com faz assim um desserviço aos ciclistas e à própria discussão pública sobre mobilidade urbana e meios alternativos de transporte, ao estigmatizar os ciclistas com a pecha de infratores de um trânsito opressivamente dominado por veículos motorizados, e também ao evitar relativizar a situação deles e mostrar a ordem de coisas que os obriga a driblarem a legislação de trânsito de modo a poderem ter um mínimo direito de ir e vir.

 

P.S: Espero em breve poder estrear como ciclista casual, visto que agora tenho uma bicicleta, que, porém, precisa de diversos ajustes para se tornar funcional no dia-a-dia e nas pedaladas coletivas de que quero participar – e também preciso de prática e condicionamento físico. Passarei a sentir na pele como é usar um meio de transporte marginalizado pela sociedade, e quem sabe o ciclismo casual entre como tema secundário do Consciencia.blog.br ainda esse ano.

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Mateos

agosto 25 2012 Responder

Infelizmente os ciclistas são quase sempre tratados com descaso pela sociedade e pela mídia.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo