05

maio12

Artigo julga o ateísmo como um dos “causadores de todos os males que afligem a humanidade”

Não apenas cristãos das linhas mais tradicionalizadas costumam escrever artigos despejando preconceito e mentiras sobre o ateísmo. A ATEA denunciou via Facebook, agora há pouco, um artigo, escrito por Felipe Salomão, diretor do Instituto de Divulgação Espírita de Franca/SP, e publicado no Portal GCN.

Diz o tal texto:

Como são espíritos que já jornadearam por inumeráveis vidas, em diversificadas situações e circunstâncias, trazem consigo a bagagem evolutiva que lhes é própria, à qual cabem aos pais acrescentarem a sua participação através de ensinamentos e exemplos, sobretudo combatendo-lhes o egoísmo, o orgulho e o ateísmo que são os causadores de todos os males que afligem a humanidade. Todos os pais se apressam em vacinar seus filhos contra moléstias que poderiam acometê-los no corpo físico, mas, com relação à saúde do espírito, raros são os que lhes aplicam a vacina moral da religiosidade que os livraria da loucura, da obsessão, do crime…

Além de proferir tal preconceito gritante contra o ateísmo, o artigo cai na falsa dicotomia religião X caos e amoralidade. Segundo o autor, só haveria retidão e equilíbrio espiritual dentro de uma religião. E outra dicotomia ali presente é religião X material-consumismo – expressa-se ali que a pessoa ou é religiosa ou é uma consumista compulsiva, ignorando-se terceiras possibilidades e mesmo a própria realidade, na qual tanto pessoas religiosas não deixam de ser consumistas no contexto socioeconômico atual como certas denominações religiosas (adeptas da Teologia da Prosperidade) justamente incentivam o consumo de bens materiais como uma das grandes razões de viver.

Protestos devem ser enviados aos comentários do texto e também aos e-mails vanessamazza@comerciodafranca.com.br e administracao@comerciodafranca.com.br.

São textos como esse que fomentam o preconceito contra ateus e proporcionam toda a sorte de violências que a ateofobia traz – destruição de famílias, bullying nas escolas, violações do Estado Laico, estigmatização político-eleitoral etc. Isso deve ser detido.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Jesiel

maio 6 2012 Responder

Eu nasci e fui criado em uma família espírita e desde cedo aprendi que devia respeitar e amar as outras pessoas e formas de vida, que ninguém era superior, e isso acabou me levando ao vegetarianismo. Porém em certa fase da vida, em várias discussões, eu comecei a perceber que os espíritas dirigentes eram muito conservadores e possuíam até certos “dogmas” disfarçados, o que Kardec sempre criticou, foi quando resolvi deixar de me dizer espírita. Eu acho que de tanto ler apenas livros e artigos espíritas, certos espiritistas viciam o raciocínio e perdem a capacidade de julgar as coisas de um ângulo mais imparcial. Esse texto poderia ser respondido com inúmeras citações de obras espíritas mesmo mostrando-o como parcial, mas o autor nunca iria aceitar uma crítica e iria se colocar numa defensiva ruim. Por isso muitas pessoas inteligentes que eu conheço deixaram a casa espírita e passaram a se declarar apenas como “espiritualistas” pois não encontraram ali um campo bom para discutir e expressar suas ideologias. O espiritismo mesmo como foi codificado por Kardec se perdeu e se transformou numa religião conservadora cujos membros se acham mais evoluídos que as demais pessoas e tentam comprar o céu com atos de assistencialismo, muitas vezes, frios. É triste. Vou mandar uma mensagem ao autor.

ruth iara

maio 6 2012 Responder

Fonte de todos os males dizem que é o medo. Podemos como causa dos males o egoísmo, o preconceito, o orgulho e a prepotência, a tirania de alguns líderes como este sujeito preconceituoso contra os ateus, supracitado. Foi dado poder para uma pessoa com condições de conduzir inúmeras pessoas para semear mais amor na Terra e esta pessoa erra ou se equivoca muito e semeia desamor, desunião e discrimina o seu semelhante. Esta não é atitude própria de espirita, quanto menos de um lider religioso. E como cidadão infringe a Constituição. A responsabilidade recai também sobre a instituição que não pode prosseguir com tal lider sob pena de estar infringindo a Constituição Federal que obriga a todo brasileiro a respeitar a liberdade de crença.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo