18

maio12

Maurício Apolinário: agressões entre alunos e professores foram influenciadas “pelos sem Deus”

E novamente o preconceito contra os ateus dá as caras, vindo de uma pessoa de renome, nos meios de comunicação. O sujeito da vez é o escritor e especialista em educação Maurício Apolinário. Em entrevista ao Brasília Em Dia, ele falou. metendo religião e preconceito (o dele) num assunto que deveria ser laico por excelência:

São cada vez mais comuns cenas de agressões entre alunos e professores. Afinal, o que está acontecendo?

– Desde a década de 1970 que muitas mudanças vêm ocorrendo na família, na sociedade e na escola – e para pior -, e a psicologia permissiva tem uma grande parcela de culpa nisso. Os valores e o respeito foram sendo deixados de lado, qualquer forma de punição passou a ser considerada traumática para crianças, adolescentes e alunos, e os princípios básicos para uma boa convivência entre as pessoas na vida prática em sociedade foram sendo bombardeados pela televisão, pela música, pelos sem Deus. Deu no que deu. E o pior é que esses atos de agressões não são somente de alunos para alunos e de alunos para professores, mas também de professores para professores. Ninguém quer levar desaforo para casa.

Não ficou claro se ele quis se referir necessariamente aos ateus, mas deve-se alertar que ateus são, por excelência, pessoas sem Deus. E a primeira coisa que vem à imagem do leitor quando se lê tal trecho é o poder crescente do movimento ateísta de formação de opiniões, que, aparentemente à imaginação do especialista, estariam “malformando” a mentalidade das crianças e dos adolescentes.

Mesmo que, quando se fala “sem Deus”, não se queira referir aos ateus, fazê-lo não é mais algo livre de críticas. Pois nós ateus não temos Deus. Somos pessoas sem Deus, não acreditamos nele, e nem por isso somos antiéticos, malignos e corruptores de jovens.

Protestos devem ser enviados ao e-mail do Brasília Em Dia (a página não tem lugar para comentários).

imagrs

5 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Bárbara

maio 25 2012 Responder

aeuhauea, ele ainda veio com o papo de “deus o abençoe”?

Robson, você tem muita paciência mesmo viu? aiai.

    Robson Fernando de Souza

    maio 25 2012 Responder

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Prof. Maurício Apolinário

maio 19 2012 Responder

Meu caro estudante, os ateus (que não são ateus coisa nenhuma) são mais preconceituosos que os não ateus. E não venha colocar preconceito em um texto onde ele não existe. Você ainda tem muito que aprender na vida. Deus o abençoe.

    Robson Fernando de Souza

    maio 19 2012 Responder

    Então me diga a quem você se referiu ao falar dos “sem Deus”, em vez de tentar me responder com Tu Quoque e trazer uma lapadinha de preconceito a mais contra os ateus.

    Sua nota de esclarecimento, caso você queira fazê-la, será postada aqui no blog.

Thiago Vieira Pereira

maio 19 2012 Responder

Obrigado por divulgar, Robson! Já vou enviar o meu e-mail de repúdio!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo