05

jun12

Cuidado: algumas variedades de “couro ecológico” também são couro de pele animal

Eu acreditava que passaria este Dia Mundial do Meio Ambiente em branco, mas felizmente tomei conhecimento de um assunto que interessa diretamente tanto a qualquer simpatizante da causa ambiental como em especial aos veganos.

Este dia é marcado no Consciencia.blog.br por um aviso muito importante para quem acredita que está poupando animais da exploração e da morte violenta em mãos humanas ao comprar móveis ou forrar bancos de carro com “couro ecológico”. Muitos tipos dessa rotulagem de couro também são de origem animal, inclusive bovina.

É o que o blog Casos de Casa denuncia (negritos meus):

Mas é importante esclarecer a diferença entre os couros sintéticos (esses a que me referi acima) e os couros ecológicos, já que muitas vezes há uma confusão entre esses termos e os sintéticos são vendidos como ecológicos.

Para começar, de acordo com o depoimento de Luiz Carlos Faleiros no Jornal Folha de São Paulo, responsável pelo laboratório de couros e calçados do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), o “couro sintético” não é nem couro nem ecológico. “Existem vários materiais chamados de couro sintético, mas que são feitos de PVC, um derivado de petróleo”. Segundo o engenheiro, esse material só não prejudica o ambiente quando é feito de PVC reciclado.

Já o couro ecológico é feito da pele de animais, especialmente bovinos, como o convencional, mas também de couros alternativos, como os de peixes (pescada, dourado e tilápia) e rãs.

A diferença está no processo de curtimento: em vez de se usar metais pesados, em especial o cromo, para o couro ecológico usa-se substâncias alternativas, como os taninos vegetais.

Portanto, o couro ecológico, é um couro animal cujo curtimento é isento de aditivos poluentes ao meio ambiente e nocivos ao ser humano.

Por conta disso, seu custo, como vocês devem imaginar, é maior do que o couro tradicional.

Por isso, não compre gato por lebre… Se te disserem couro ecológico, saiba que o custo deve ser maior e que se trata de um couro animal.

Além de lograr muitos veganos que achavam estar comprando couro vegetal ou couro sintético feito por processos sustentáveis, esse “couro ecológico” não é nada ecológico, dados os efeitos danosos da pecuária e da pesca (link em inglês) ao meio ambiente.

Portanto, não se deixe enganar mais. Exija couros vegetais ou sintéticos de curtimento ecológico quando for comprar um carro ou um móvel ou forrar o banco do carro ou um móvel que você já tenha. E pergunte sempre se o “couro ecológico” que vende naquela loja é de origem vegetal, sintética ou animal.

imagrs

4 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Selma

agosto 2 2015 Responder

Acredito que esteja ficando claro as diferenças.
COURO VEGETAL: lâmina de tecido, coberta com látex, que dá aparência , resistência e sensação de couro animal , o qual estamos acostumados.
Que eu saiba, temos o Couro Vegetal da Amazônia (Acre), o Couro Eko Logica do Pará, que produz sandálias, bolsas e artefatos e a Ecológica no interior de São Paulo.

COURO ANIMAL COM CURTIMENTO ECOLÓGICO: isto é, couro animal de boi, bode, peixes. São utilizados para o curtimento, o TANINO VEGETAL, feito a partir de cascas de arvores. Para quem não sabe o couro curtido , o curtimento normal , utiliza-se de muito cromo para transformar a pele do animal em couro. Muito prejudicial para o meio ambiente.
O couro de peixe, é considerado não tão agressivo, pois suas peles iriam para o lixo e gera em[pregos e finalidade para este “lixo ecológico”. Mais informações são encontradas no site e-fabrics, resultado de uma pesquisa que realizei em 2005/2006.
Espero ter colaborado.
Selma

Selma Fernandes

julho 14 2015 Responder

Olá pessoal! Espero poder esclarecer um pouco o tema acima. Fiz toda a pesquisa em 2005/2006 sobre materiais a serem utilizados na confecção. Então criou-se o selo e- fabrics que é mantido pelo Instituto-e , Odklen. Bem, é chamado erroneamente Couro Vegetal ou Couro Ecologico, aqueles que são feitos com látex. Isto é, mantas de tecido cobertos com látex que tem uma resistência e aparência de couro animal. Temos o Couto vegetal da Amazônia, a Ecológica no estado de SP é Couro ecologico no Pará. Estes são indicados p/ os vejamos. O couro de peixe, curtido com taninos vegetais, sem o cromo, são denominados de bio- lethear ou ecológicos. Saotutilizadis de resíduos que iriam para o lixo e que desta forma gera renda e se faz a utilização de um material de descarte. Espero ter colaborado.

    Robson Fernando de Souza

    julho 16 2015 Responder

    Obrigado pelo esclarecimento, Selma. Abs

Madie

setembro 30 2013 Responder

já tem um tempo que procuro um coturno feito de couro vegan e todos tentam me vender o couro ecológico, só que essa palavra “ecológico” sempre me deixou “meio assim”, por não saber o que isso significava realmente. Ainda bem que estão divulgando isso, as pessoas acabando sendo feitas de besta por vendedores que nem sequer sabem o que vendem! Obrigada!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo