24

jun12

Facebook: Fanpages de imagens de humor fazem pregação religiosa perturbando curtidores não cristãos

Um fato que vem me chamando a atenção cada vez mais é o fato de diversas fanpages de humor memético do Facebook (por exemplo, Humormemes, Pai Troll e Chaves) alternarem suas postagens de humor com pregação cristã. Agem como se todos os seus milhares de fãs fossem cristãos e não houvesse nenhum não cristão curtindo tais páginas, e como se fossem páginas feitas apenas para cristãos.

Esse comportamento, de não aceitar que existem pessoas de outras religiões e também pessoas sem religião, é recorrente entre muitos cristãos (não sei se entre a maioria). E vem incomodando os fãs que de fato não são cristãos. Afinal, curtimos tais páginas para rir e nos descontrair, não para ler postagens religiosas das quais não somos o público alvo – ainda mais a contragosto.

A não laicidade dessas fanpages, com todo o seu proselitismo, remete a um artigo que escrevi no passado: A “pregação-spam” também é uma forma de intolerância religiosa. Porque os pregadores não aceitam que continuemos sendo ateus, judeus, pagãos, afrorreligiosos, budistas, deístas etc., não respeitam o fato de termos crenças diferentes. E, no caso das fanpages de humor, não admitem que queremos apenas rir e não somos obrigados a receber mensagens acerca de crenças que nos são alienígenas. Também nos incomoda muito a ideia de, eventualmente, acabarmos sendo respondidos com algo como “Se não gosta das mensagens desta página, deixe de nos curtir então” e sermos privados de receber mensagens/imagens humorísticas em nossos murais.

Todo mundo, independente da crença e descrença, tem o direito de rir dessas páginas. Até porque elas não se chamam, por exemplo, “Humor Cristão” ou “Humor para cristãos” – casos esses em que realmente não cristãos virtualmente não teriam motivos para curtir. Da mesma forma, tem o direito de não ser fustigado com mensagens de públic0-alvo restrito que não fazem deste mundo um lugar melhor.

Me pergunto, até, se os autores dessas páginas gostariam de curtir uma fanpage de humor que alternasse suas postagens humorísticas com mensagens neoateístas, de críticas às religiões, ou fizesse tal alternância com postagens candomblecistas, wiccanas, islâmicas, judaicas ou hinduístas. Se gostariam de receber mensagens de uma fanpage com título de humor e objetivo de fazer rir mas pregasse religiões de crenças alienígenas às suas.

O ideal seria que essa fanpages, algumas das quais possuem mais de um milhão de curtidas, se tornassem realmente tão laicas em seu todo quanto suas postagens humorísticas. Que seus mantenedores aceitassem o fato de que existem pessoas que não compartilham das crenças cristãs; que há, entre seus milhões de curtidores, também ateus, judeus, candomblecistas, budistas, taoístas, muçulmanos, pagãos, deístas, hindus etc., não só cristãos; que essas pessoas se incomodam (tanto quanto com spams propriamente ditos) e/ou se sentem excluídas do seu público-alvo quando veem pregações cristãs a contragosto. Enfim, que parassem de divulgar pregações religiosas.

imagrs

7 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ivani Medina

outubro 25 2015 Responder

“[…]. Porque não há coisa alguma escondida, que não venha a ser manifesta: nem coisa alguma feita em oculto, que não venha a ser pública”. (Marcos 4: 38-21)

http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/paguei-pra-ver

oculto

fevereiro 18 2013 Responder

meu tem paginas de humor que também não respeitão a fans critãos falando de coisas sujas

Fernando Soares

junho 27 2012 Responder

Isso é absurdo imenso. O dono da página faz o que ele quiser com ela. Se você não gosta, deixe de assinar. Ninguém tem o “direito de não ser fustigado com mensagens de público-alvo restrito”. Decerto isso pode ser uma sugestão, mas dizer que alguém tem o direito de obrigar outra pessoa a fazer algo que não quer é apenas uma manifestação totalitária.

Também não entendo essa coisa com a pregação. Cada um pode falar, pregar, dizer o que quiser. E uma coisa bem comum é pregação ateística, como neste blog. Não há razão para proibir alguém de fazer proselitismo. Se você não gosta da pessoa, deixe de andar com ela. Agora obrigá-la a calar a boca é uma coisa bem diferente.

Ninguém tem a obrigação de ser tolerante com as opiniões contrárias.

    Robson Fernando de Souza

    junho 27 2012 Responder

    1. Faz o que quiser, mesmo impor uma religião a quem quer rir daquela página mesmo sem a página ser de humor pra cristãos?
    2. “mas dizer que alguém tem o direito de obrigar outra pessoa a fazer algo que não quer é apenas uma manifestação totalitária.” – Isso é o que você está fazendo, como se houvesse termos de serviço nessas fanpages dizendo que as pessoas terão que ver pregações religiosas caso queiram continuar curtindo.
    3. “Também não entendo essa coisa com a pregação. Cada um pode falar, pregar, dizer o que quiser. E uma coisa bem comum é pregação ateística, como neste blog. Não há razão para proibir alguém de fazer proselitismo. Se você não gosta da pessoa, deixe de andar com ela. Agora obrigá-la a calar a boca é uma coisa bem diferente.” => http://consciencia.blog.br/2011/12/a-pregacao-spam-tambem-e-uma-forma-de-intolerancia-religiosa.html

      Fernado Soares

      junho 29 2012 Responder

      1. Ninguém está colocando uma arma na sua cabeça (coerção), ou seja, ninguém está “impondo” nenhuma religião. E não tem nada a ver dizer que, por não ser explicitamente uma página de humor para cristãos, o dono não possa postar suas pregações. Se eu quiser rir de tal página, será que eu posso obrigar o autor a postar ou deixar de postar qualquer coisa?

      2. Não mesmo. Não há nenhum contrato ou termo de serviço obrigando qualquer um dos lados a fazer qualquer coisa. Se houvesse um termo ou contrato dizendo que não haveria posts religiosos, aí sim é que o autor estaria errado.

      A situação é a seguinte: você vê uma página de humor no fb. Você gosta dela e a assina; um belo dia o autor posta uma pregação. Sinceramente, qual é a lógica de dizer que ele não tem o direito de postar o que quiser ? Só porque ele não postou pregações religiosas antes? E se ele quiser postar receitas de bolo? Será que ele tem a obrigação de continuar com os post de humor? Claro que não.

      3. Resposta em http://consciencia.blog.br/2011/12/a-pregacao-spam-tambem-e-uma-forma-de-intolerancia-religiosa.html#.T-4bkLVfGFA

        Robson Fernando de Souza

        junho 29 2012 Responder

        As pessoas caem numa cilada ao curtir essas fanpages, porque não esperam ter uma revoada de pregações vindas dali em seu mural. Não é obrigatório deixarem de postar pregações, mas é ético.

          Silvana Fernandes

          julho 25 2012

          Acontece! Eu fui curtir uma página de humor e só eles alternavam o humor com postagens de mulheres em poses sensuais. Como não curto mulher, deixei de assinar as postagens da página. Mas em nenhum momento fiquei indagando “poxa, será que eles não entendem que não são só homens que curtem a página? Direito da mulher já!” Nem fiquei achando que eles estavam impondo que eu virasse homem ou lésbica!
          Paciência…

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo