11

ago12

[OFF] Nenhuma miss estadual do Nordeste tem pele escura; apenas duas negras entre 30 candidatas a Miss SP

Vi hoje circulando no Facebook, através de uma fanpage de orgulho nordestino, as fotos das misses dos nove Estados do Nordeste:

Como é regra oficiosa em concursos de miss no Brasil, nenhuma negra ou mulata foi eleita miss no Nordeste. Todas branquinhas, com leves diferenças de bronzeamento da pele. Também estão praticamente ausentes traços físicos de descendência indígena. Nem a Bahia, o Estado mais negro do Brasil, elegeu uma negra ou parda como miss.

em São Paulo, onde a final do concurso Miss SP vai ser hoje, apenas duas negras, das cidades de Cordeirópolis e Santo André, figuram entre as 30 finalistas. Atualização (12/08/12): Uma branca, da cidade de Jaú, foi a eleita Miss São Paulo 2012.

Novamente fica patente o viés racista do padrão de beleza hegemônico no Brasil. Brancas de olhos claros (azuis, verdes ou castanhos-mel), especialmente loiras, são bonitas por padrão. Considerar bonita alguma negra, ainda mais de olhos escuros (pretos ou castanhos-escuros), é exceção – se tem fenótipo facial africano então, ser considerada bonita é muito difícil. Já com pardas/mulatas, a situação é variada na preferência individual de beleza, mas as pardas claras, principalmente se têm traços faciais caucasianos, prevalecem perante as pardas escuras.

Eu pessoalmente não espero que vá haver mais que duas pardas ou negras entre as candidatas a Miss Brasil em todo o país. Isso se sequer houver alguma moça de pele escura no páreo.

Como brasileiro eu sinto falta de um incentivo de peso, seja público, seja privado, na valorização da estética da beleza negra. Eu sinceramente confesso que, por essa falta e pela hegemonia da beleza branca tendente a europeia, eu também acabei acostumado a valorizar esteticamente mais as brancas que as mulatas e negras. Mas quero que isso mude, e preciso ter mais contato com sites de beleza negra para que isso aconteça.

No mais, quase todo brasileiro acaba tendo escolhas de viés racista ao eleger as mulheres mais bonitas. E isso precisa mudar. Preterir a beleza negra em prol da branca por esse viés é ajudar, mesmo inconscientemente, a perpetuar a desigualdade entre brancos e negros/pardos – desigualdade essa que não se restringe a questões socioeconômicas.

 

P.S: Recomendações de sites e fanpages de beleza feminina negra serão bem vindas nos comentários daqui. Quando tiver ao menos três sites, divulgarei num posto novo aqui no Consciencia.blog.br. Por ora, encontrei a fanpage Beleza Negra no Facebook.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ana Alvim

junho 14 2015 Responder

Todas alvíssimas!!! Onde estão as caboclas cravo e canela e as belas mulatas nordestinas nos concursos? Essas moças não refletem a média da população, que é sobretudo parda (misturas diversas). Deixo meu protesto!

Richard

fevereiro 6 2014 Responder

Nós nordestinos sofremos muito preconceito em geral! Dizem que somos feios,negros cabeças chatas e outras coisas mais. Mas na verdade é puro preconceito mesmo! Porque não somos feios nem burros e nem nada! Temos um tipo de pele diferente que chega a ser mais bonita, que de pessoas de outras regiões. E toda região tem pessoas de tons de pele escuras! E também somos inteligentes como qualquer outra pessoa de qualquer outra região!! Temos a língua um pouco enrolada mesmo, mas isso faz parte de nosso sultaque!! Só temos que aprender a mostrar nossos talentos, para poder mostrar para os outros que somos todos de mesma altura!!!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo