06

set12

Exemplo ao mundo: menina chora para mãe parar de comer animais

O vídeo abaixo merece correr a internet brasileira inteira. É uma menininha, que deve ter uns cinco ou seis anos de idade, chorando porque a mãe come carne e pedindo imploradamente para ela parar de comer animais.

Como Tom Regan falou no livro Jaulas Vazias, esse é o tipo de ser humano defensor vinciano dos animais, que sabe desde tenra idade, praticamente de nascença, que os animais não humanos são nossos irmãos de consciência e não devem ser mortos por nenhum motivo (exceto quando a vida humana está ameaçada e não há alternativa fora matá-los, como nos casos de ataques de animais ferozes ou de matar baratas ou ratos).

Crianças como ela devem ser incentivadas ao veganismo e, quando crescerem, à militância coletiva e politizada pela libertação animal. Da mesma forma, devem ser protegidas de qualquer estímulo carnista que as faça esquecer essa compaixão e passar a comer alimentos de origem animal. São prodígios que podem, algum dia, revolucionar a relação do ser humano com os animais não humanos.

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ivana Maria

setembro 8 2012 Responder

Me emocionei ao ver esse vídeo. Essa menininha é da geração das crianças Índigo, que vieram ao mundo neste momento conturbado para ajudar a humanidade na grande transição. Ela já tem a consciência que muitos adultos não possuem. É por causa dessas crianças especiais, que ainda devemos ter esperanças no futuro.

nina

setembro 8 2012 Responder

Tadinha, fiquei com pena. Dela ter uma mãe que prefere fazer um video e expor a filha como chacota na internet em lugar de respeitar a vontade da menina. Com pena, porque ela vai passar por tanta m**** na própria casa que pode acabar sendo convencida – ou coagida – a mudar.

Renan Gonçalves

setembro 7 2012 Responder

Por essas e outras eu vou fortalecendo a minha tese de que o respeito mútuo pelos animais não-humanos é algo adquirido no momento em que ainda somos um feto. Algumas crianças não dão a mínima pra isso, já outras, agem como se cada animal fosse o seu melhor amigo. Se essa tese se mostrar verdadeira pode ser um problema para a tão sonhada revolução vegana, pois se alguns nascem providos e outros desprovidos de tal respeito, então sempre haverá carnistas pró-exploração animal. Ou será que qualquer criança pode ser educada de modo a respeitar todas as formas de vida senciente? Enfim, tenho minhas dúvidas.

Andressa Resende

setembro 6 2012 Responder

triste de ver é que um vidio como esse vai servir como chacota na comunidade onivora (ou seja no resto do mundo) que vão rir da prbre menininah que ainda não aprendeu ‘ás delicias da picanha bacon’ ou qualquer outra coisa e vão rir da menina que infelizmente vai creser ouvindo isso tomara que ela encontre pessoas que comprenderão ela

Bárbara

setembro 6 2012 Responder

que mãe palhaça, se divertindo com o sofrimento da filha… tomara que a menina não perca essa consciência conforme for crescendo :/

    Tais

    setembro 6 2012 Responder

    Pensei a mesma coisa, fiquei triste vendo esse vídeo por isso

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo