23

out12

Panfleto dado a rapazes dispensados do serviço militar em São João de Meriti (RJ) discrimina ateus

Uma mensagem assinada pelo presidente da Junta de Serviço Militar de São João de Meriti (RJ), Cpt. Benigno Valentim, e entregue a rapazes dispensados do serviço militar daquela cidade propaga de forma descarada a discriminação contra ateus. É mais que visível a frase discriminatória, extraída de discurso feito na década de 1910 por uma organização militar*: “A grande pátria aceita todos os credos, só não aceita (sic) os que não creem”.

Fac-símile da Mensagem aos Cidadãos Dispensados do Serviço Militar distribuída em São João de Meriti (RJ) mostra trecho em que junta de serviço militar discrimina “os que não creem”

É inegável que muitas vezes a lavagem cerebral militar vem acompanhada de lavagem cerebral religiosa, de modo a tornar os militares berserkers instigados a matar por instinto e fanatismo. Mas esse detalhe, o da discriminação de pessoas descrentes em divindades pelas Forças Armadas, ainda é pouco conhecido, e merece de fato atenção das entidades ateístas e humanistas seculares.

Desde já, entidades como a ATEA e a Liga Humanista Secular do Brasil precisam tomar o compromisso moral de pedir explicações na Justiça sobre essa discriminação que toma caráter oficial quando assinada por uma pessoa de alta importância funcional nas Forças Armadas e distribuída a milhões de rapazes.

*Configure a codificação da página, ao entrar nela, como Unicode e procure por “nada crêem” para encontrar a frase.

imagrs

4 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Anônimo

julho 1 2013 Responder

Eu moro lá. Vou lá amanhã pegar meu certificado. Sinceramente eu estou cagando… A “pátria” não me aceita e eu não aceito essa pátria alienada de merda. Todo esse processo de alistamento é uma grande babaquice. Assim como quase tudo nesse país…

Celso Junior

dezembro 26 2012 Responder

Só quem foi obrigado a servir o Exército sabe o grau de alienação dos que fazem parte dessa instituição. Foram nove meses de sofrimento, meus amigos.

@ntiteísta Netto

outubro 26 2012 Responder

O “nosso” Exército “varonil” sempre foi uma instituição lamentável, homofóbica e distante da Democracia Republicana.

vinícius h

outubro 23 2012 Responder

E lá vem aquela novela da Globo ensinando os brasileiros sobre o quão bom e necessário é o exército…
B-B-B-B-BRAINWASHING!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo