02

dez12

Consciencia.VLOG.br: resposta a Clarion de Laffalot sobre feminismo

Em julho passado, o vlogger Clarion de Laffalot, já respondido por mim quando falou de vegetarianismo, levou ao ar um vídeo em que criticava o feminismo em supostas posturas que estariam fazendo-o buscar não mais a igualdade de gênero, mas sim privilégios para as mulheres. Antes tarde do que nunca, o Consciencia.VLOG.br respondeu a esse vídeo, apontando falhas na argumentação dele, que incide em generalizações e achismos típicos de senso comum.

Desde já, pretendo responder àqueles vídeos que criticam com o mínimo de educação o feminismo e tentam formar opiniões (equivocadas) sobre ele.

O vídeo dele e minha resposta estão abaixo:

Vídeo dele:

Minha resposta:

Links referenciados no meu vídeo:

Vídeos em que respondi a Clarion sobre vegetarianismo:
Vìdeo 1, primeira parte
Vídeo 1, segunda parte
Vídeo 2

Exemplos de posts machistas do blog Pesadelo.net:
http://www.pesadelo.net/2011/03/odeio-mulher-bonita.html
http://www.pesadelo.net/2012/07/nao-ha-como-agradar-essas-feministas.html
http://www.pesadelo.net/2011/11/piriguetes.html
http://www.pesadelo.net/2011/02/sabedoria-chinesa-explica-o-machismo.html
http://www.pesadelo.net/2011/12/que-cachorrada.html

Integrante do Femen diz querer derramar sangue de homens e implantar o matriarcado

Integrantes do Femen Brazil depredam loja Marisa

Lei Maria da Penha aplicada contra mulher ex-namorada agressora de homem

Lei Maria da Penha aplicada a favor de homem gay agredido por companheiro

Lei Maria da Penha aplicada a favor de pai agredido por filho

imagrs

7 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Cristiane Candido

maio 27 2016 Responder

Assunto bem em voga… gostaria de saber de você o que achas sobre a seguinte frase: “Todos os homens são potencialmente estupradores”.

    Robson Fernando de Souza

    maio 27 2016 Responder

    Cristiane, eu concordo com essa frase. Ela se justifica pelo fato de que todos os homens cis foram socializados no machismo e na misoginia. Cada rapaz cisgênero “aprende”, desde a pré-adolescência, que o estupro é “tolerável” ou mesmo “recomendável” em algumas situações, como quando a mulher está usando roupas curtas, embriagada, dopada, saindo sozinha de casa, sexualmente ativa etc.

    Eu repudio por completo a cultura de estupro que me tentou, no passado, a “aceitar” diversas situações de estupro – ainda mais quando esse tipo de crime é confundido com transa heterossexual. Isso não me impede, “porém”, de reconhecer que já fui machista no passado a ponto de rir de piadas de estupro e ter essa condescendência com parte dos atentados de violência sexual contra mulheres. Felizmente adquiri consciência e evoluí, me livrando de tais crenças absurdas.

    Abs

Thais Linhares

maio 26 2014 Responder

Perfeito, pena que o Clarion é do tipo que cobre os ouvidos e grita “nhénhénhé”. O que se percebe é uma birra infantil dele, de cunho pessoal mesmo. O feminismo feriu algum recalque ali. Não tem jeito.

Queria acrescentar:

_ A Bolsa Família coloca a propriedade para as mães, por perceberem que muitas vezes, ocorria divórcio, seguido da expulsão da mulher e dos filhos da propriedade;

– Quanto o serviço militar, é isso mesmo! Deveria ser optativo, e mesmo assim haveria exesso de contingente! E SIM, muita mulheres querem participar e servir! Venho de uma família toda de militares, e sonhei seguir carreira por ter meu pai como modelo! Mas desisti justamente por descobrir que as mulheres não poderiam almejar cargos de armada! Só poderiam ser “ajudantes” em cargos de intendência.

Beijo imenso! Adorarei se um dia tiver a chance de conhece_lo e nos tornarnos amigos.

Nat

maio 21 2013 Responder

Nossa! Muito bom mesmo! Parabéns!

Luh

dezembro 2 2012 Responder

Parabéns pelo vídeo, é bem esclarecedor!
O blog é muito legal :D

    Robson Fernando de Souza

    dezembro 2 2012 Responder

    Obrigado Luh =D

      Chuck

      janeiro 1 2015 Responder

      cara, esse sujeito se diz descrente, mas parece fundamentalista de alguma igreja evangélica radical.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo