04

dez12

Consciencia.VLOG.br: resposta ao Eu Ateu sobre ética animal, alimentação e pesquisas

Meses depois do último vídeo dele que tocava no assunto Direitos Animais, Yuri Grecco, do canal Eu Ateu, resolveu falar de Ética Animal, um assunto que ele na prática não aceita discutir validamente com a profundidade necessária. Num vídeo de meia hora, ele assume desavergonhadamente ser especista e consider animais não humanos seres inferiores. Tão logo eu soube do novo vídeo dele, de uma série intitulada “Ride With Me”, eu o respondi, via Consciencia.VLOG.br, com um vídeo de duas partes, que mostra que a mesma lógica que o faz se assumir especista lhe tira a moral para criticar alguém que assume ser racista, misógino ou memso neonazista.

Abaixo, o vídeo dele e as duas partes da minha resposta:

Vídeo dele:

Minha resposta – 1ª parte:

2ª parte:

Links referenciados na minha resposta:

Desmatamento de mangues pela expansão de tanques de carcinicultura

Impactos poluentes da piscicultura/aquicultura (em inglês)

Os limites do veganismo – meios de ativismo que se adicionam ao veganismo:
Parte 5
Parte 6

imagrs

3 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Gabriela

dezembro 12 2012 Responder

Se diz ateu, mas aceita a falácia biblica e difundida na idade média de que animais são inferiores.

Poser!

Joseanne de Araujo Rodrigues

dezembro 5 2012 Responder

Achei ótima suas respostas, o Yuri precisa abrir o pensamento dele de que tudo na vida tem duas partes. Ele pediu métodos alternativos para parar a vivissecção, pois eu indico aqui dois artigos científicos reconhecidos com tais métodos alternativos para ele pesquisar e entender, que nada é uma verdade absoluta.
Artigo 01: A verdadeira face da experimentação animal;
Artigo 02: Alternativas ao uso de animais vivos em experimentos científicos e educacionais;

    Robson Fernando de Souza

    dezembro 5 2012 Responder

    Obrigado, Joseanne =)

    Mas infelizmente tenho que discordar de que já existiriam modelos à altura da vivissecção pra substituí-la totalmente. Nossa tecnologia ainda é rudimentar pra reproduzir organismos funcionais insencientes tanto in “vitro” como “in silico”. Mas isso não quer dizer que temos que aceitar que essa exploração e matança de animais em laboratório continue pra sempre. É nossa obrigação pressionar a comunidade científica pra que desenvolvam métodos substitutos e acelerem o desenvolvimento tecnológico da Biologia Experimental.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo