22

dez12

Outro Dom preconceituoso: “Uma sociedade sem Deus perde o equilíbrio e passa a agredir as pessoas”

As postagens regulares voltam em janeiro, mas o recesso do blog não impede que posts ocasionais apareçam.

principe-da-paz

Mais um clérigo católico vomita preconceito contra ateus em um artigo de internet. Em artigo intitulado “O Príncipe da Paz”, publicado pouco depois da meia-noite de hoje no JM Online, o arcebispo Dom Paulo Mendes Peixoto ataca o secularismo e o ateísmo, tentando convencer os leitores de que só o cristianismo pode “salvar” a sociedade.

Abaixo, os trechos preconceituosos – o artigo inteiro é uma massa de preconceito, mas há os piores:

Os acontecimentos falam por si mesmos. Os casos de assassinatos vão se repetindo a cada dia, revelando uma cultura que gera loucos. O mundo não tem levado em conta Aquele que é o Príncipe da Paz. Uma sociedade sem Deus perde o equilíbrio e passa a agredir as pessoas. Realidade que estamos assistindo a todo momento.

(…)

O que vemos é um total abandono das práticas cristãs, deixando de lado os compromissos com o Príncipe da Paz, o único que é capaz de ocasionar paz verdadeira. (…)

A falta de Deus faz com que as pessoas sejam desumanas, inconsequentes e insensíveis aos verdadeiros valores de tudo. (…)

(…) [Cristo] Veio restaurar a comunhão e recuperar a verdadeira paz, que só acontece Nele.

Discursos preconceituosos de arcebispos intolerantes, denunciados várias vezes aqui no Consciencia.blog.br, mostram a ignorância histórica desses indivíduos. Afirmam que o ateísmo e o secularismo são culpados pela violência nas cidades, enquanto ignoram que a Igreja Católica foi uma das instituições que mais fomentaram a violência desde a Idade Média, com inquisições, cruzadas, teocracias, massacres de protestantes e apoio a regimes fascistas, e ainda hoje insiste em discursos desumanos que promovem a homofobia, a intolerância religiosa, o machismo e a proliferação de doenças como a AIDS. Não estou criticando a religião católica ou os católicos, mas considerando-se o histórico da instituição ICAR, essa tal “sociedade com Deus” pregada por padres e arcebispos que difamam o ateísmo não é nada diferente do espantalho “maligno” que confeccionaram e nomearam de ateísmo.

Protestos devem ser enviados por aqui e por aqui, em especial exigindo direito de resposta.

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Jones

junho 11 2013 Responder

Papa…alô…inquisição, cruzadas!!!!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo