08

jan13

Artigo proselitista publicado n’O Nortão despeja preconceito contra descrentes no deus cristão

somos-po-sem-deus

De tempos em tempos aparecem na mídia artigos de pessoas excessivamente religiosas despejando moralismo, credocentrismo e preconceito contra quem não segue suas crenças e ditames arbitrários. E hoje foi ao ar, no portal O Nortão, mais um desses textos, de alguém – o articulista João Antonio Pagliosa – que aparentemente não conhece nenhum ateu ou não admite que ateus e outros não cristãos existam.

Nos primeiros seis parágrafos, três momentos de preconceito contra quem não acredita no Deus cristão aparecem:

É deveras interessante observar como Deus requer nossa dependência, como Ele ama ser requisitado, e como tem imenso prazer em auxiliar na resolução de nossos problemas grandes ou pequenos. Ele é nosso socorro! Está sempre disponível! Fiel!

Mas é apenas quando nos conscientizamos de nossa pequenez, de nossas limitações, de nossas fraquezas e vulnerabilidades, somente assim, Deus pode nos ajudar. E então transformar a nossa vida. Aqueles de narizinho empinado, creia, estão longe de Deus.

Caros, se confiar apenas na força de seu braço, na sua beleza estética, nas suas potencialidades físicas e mentais, talvez alcance sucesso profissional e econômico.

Asseguro-lhe, entretanto, que se não estiver aliançado com Deus, jamais alcançará sucesso pleno e absoluto. Afirmo-lhe com convicção que ninguém alcançará vida em abundancia, sem viver e sem consolidar os princípios cristãos estabelecidos por Deus. NINGUÉM!

Qualquer pessoa, seja ele um estadista de renome global, seja ele o jornaleiro de sua esquina, possui aptidões e limitações diversas. E enfatizo isso porque as pessoas nunca devem limitar os seus sonhos às suas capacitações pessoais. Devem sempre ousar e ir além, muito além daquilo que julgam capazes de empreender.

Não limite os seus sonhos e procure dar o melhor de si em tudo que realizar porém, em tudo clame a ajuda e o favor de Deus. Saiba que somos apenas pó, sem Ele.

Segundo o raciocínio credocêntrico de Pagliosa, ateus (e outras pessoas que também não acreditam no Deus cristão) são apenas pó, incapazes de ter uma vida feliz e alcançar sucessos. Fica claro, aliás, no quarto parágrafo, que ele desvaloriza as pessoas que não seguem os princípios da religião cristã – ou, interpretavelmente, a religião cristã em si -, vendo-os como seres humanos fracassados.

Esse artigo nos passa uma conclusão desagradável: existem muitas pessoas que não admitem, ou sequer sabem, que existem outras religiões e também pessoas que não seguem nenhuma religião; e que também ignoram que existem nas mitologias milhares de outros deuses adorados ao longo da História humana, nos mais diferentes espaços e épocas. Pessoas assim não admitem que ninguém é obrigado a se submeter a uma divindade em quem não acreditam e em quem não são todos os seres humanos que creem. E comportam-se como se pessoas não cristãs não existissem – como se quem existe fossem apenas cristãos fiéis e cristãos rebeldes.

Portanto, precisamos fazer essas pessoas entenderem que não existem apenas cristãos no mundo, tampouco o cristianismo é a única religião existente. Protestos educados devem ser enviados ao formulário de contato do portal O Nortão e/ou ao e-mail onortao@gmail.com.

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

mariana fuzaro

fevereiro 3 2014 Responder

Santa ignorância… Já ouvi e li cada coisa desses crentes… Eles acham que a religião deles é a única existente…

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo