10

jan13

Consciencia.VLOG.br: escravidão e mortes na produção de leite e ovos

conscienciaVLOGbr-miniaturaO Consciencia.VLOG.br traz mais um vídeo de seu tema principal – veg(etari)anismo e Direitos Animais. Agora é derrubando um mito em que muitos lacto e ovolactovegetarianos ainda acreditam: o de que a produção de leite e ovos não implica mortes como a de carnes. A verdade é que há muitas mortes, tanto das fêmeas como de seus filhotes – todos serão mortos no final das contas, seja logo ao nascer, seja depois de uma vida menos curta mas bem mais sofrida do que os animais de rebanhos “de corte”.

E revelo algo que incomoda mais ainda: fêmeas exploradas pela pecuária ovoláctea muitas vezes também são mortas em prol da produção de carne.

Portanto, o consumo de leite e ovos é tão antiético quanto o de carne. E isso deve servir de incentivo para que vegetarianos não estritos que estejam em transição ao veganismo acelerem sua mudança, e que aqueles que acreditam que já basta ser ovolactovegetariano repensem suas crenças na “desnecessidade” do veganismo.

Vídeo abaixo:

Links referenciados no vídeo:

Causas que levam pecuaristas a matarem vacas “leiteiras”

Pecuaristas mandaram vacas “leiteiras” à morte no matadouro em protesto em 2008

Vacas “leiteiras” também são mortas para a produção de carne: link 1
link 2

Bezerrinhos roubados das mães são mortos por descarte ou para a produção de carne de vitela

Pintinhos machos mortos e descartados logo após saírem da casca

Galinhas mortas por “baixa produtividade” e aspectos físicos que a atestem: link 1
link 2

Galinhas “poedeiras” também podem mortas para produção de carne

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Luara

janeiro 12 2013 Responder

Agradeço por esse post. perei d comer animais faz quase 2 anos e ñ consigo parar d pensar q devo parar com os derivados tb. Vivo adiando, mas está se tornando insuportável a culpa q sinto por consumir ovos, mateiga e queijo, estou amando seu blog e percebo q preciso entrar em contato com essas informações p dar mais um passo p a mudança. Gratidão!

    Robson Fernando de Souza

    janeiro 12 2013 Responder

    Obrigado também, Luara =) Te desejo força e boa sorte nesse caminho de transição. Abs

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo