28

jan13

Consciencia.VLOG.br: resposta ao Eu Ateu sobre feminismo

conscienciaVLOGbr-miniatura O Consciencia.VLOG.br retorna com mais uma resposta a besteiras ditas por Yuri Grecco, do canal Eu Ateu. Dessa vez o tema é feminismo, o qual Yuri diz apoiar mas acaba demonstrando conhecê-lo de menos.

Ele diz que falar de cultura de estupro é um “exagero”, requenta a ideia já rebatida de que a aposentadoria mais cedo para mulheres seria um “privilégio”, diz que não é saudável misturar ateísmo com feminismo – ignorando os desdobramentos humanistas seculares do abandono de certas crenças religiosas.

No mais, minha resposta não é para convidar Yuri a me rebater, mas sim apenas para mostrar aos seus telespectadores o outro lado.

Vídeo abaixo:

Resposta minha mencionada ao vídeo de Clarion de Laffalot também sobre feminismo

imagrs

5 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Alexandre

julho 2 2013 Responder

Defender a aposentadoria mais cedo da mulher é um absurdo.

E reescrevendo o que o A.N. falou, mas de uma maneira mais clara:

Se você mesmo disse “Tratar diferente os desiguais”. Então, o homem que tem expectativa de vida menor que a mulher, deve ter o direito de se aposentar antes que a mulher?

Se você ficar achando desculpas para colocar privilégios, nunca será justo.

O justo é ser igual. Mesma idade e tempo de contribuição para os dois.

Porque se as mulheres ter jornada dupla, os homens vivem menos, portando cada um tem seus motivos pra benefícios pra aposentadoria. E o único jeito justo de resolver isso é deixando o tempo para aposentadoria exatamente igual.

A.N.

janeiro 28 2013 Responder

“Tratar diferente os desiguais”, assim os homens deveriam se aposentar antes, pois morrem mais cedo. E, como o Yuri disse no vídeo, esse tipo de atitude causa o raciocínio “já que se aposentam mais cedo, nada mais justo do que terem jornadas duplas”, e eu concordo.

Olhando minha mãe eu concordo que ela tenha a aposentadoria mais cedo, mas olhando pra minha irmã, não. Minha irmã tem as mesmas oportunidades que eu e não tem jornada dupla. Logo essa lei vai estar obsoleta, mas não creio que o sistema previdenciário público vai durar muito mais.

Eu não concordo com o argumento do Yuri de “alguém as obrigou a ter jornada dupla?”, mas a sua comparação com negro e pobreza ficou ridícula, falácia de falsa analogia pura.

    Robson Fernando de Souza

    janeiro 28 2013 Responder

    Você acredita que é justo mulheres terem jornada dupla e homens não? (foi o que pareceu no primeiro parágrafo do seu coment)

    E por que a comparação com negros soou falsa analogia?

A.N.

janeiro 28 2013 Responder

O vídeo que tá na página é sobre ingredientes ocultos, e não a resposta…

    Robson Fernando de Souza

    janeiro 28 2013 Responder

    Consertei já, obrigado pelo toque.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo