16

jan13

Desmentindo imagens antirreligiosas preconceituosas: mais generalizações contra a “religião”

A esfera antirreligiosa do Facebook, de fanpages que dizem ser ateístas e defender os ateus mas na verdade vêm servindo, vez ou outra, de janelas de despejo de preconceito antirreligioso, continua emanando rajadas de preconceito e generalização e, por tabela, agredindo aquelas pessoas que são religiosas e nem por isso saem por aí ferindo, torturando e matando seres humanos e outros animais.

Nas duas imagens abaixo, atrocidades praticadas por religiosos fundamentalistas novamente são atribuídas à religião em seu conceito e essência:

a)

ashura-generalizada

b)

meu-nome-e-religiao

As imagens não dizem a qual/quais religião(ões) se referem, como se desde o animismo de povos indígenas até o mais pacifista sincretismo contemporâneo fossem responsáveis por ações como, respectivamente, o ritual Tatbir performado por alguns muçulmanos shi’as (xiitas) e a tortura de mulheres na Idade Média realizada por católicos fundamentalistas.

É como se alguém ser, por exemplo, um evangélico da Igreja Cristã Contemporânea (conhecida por celebrar casamentos igualitários independentemente de orientação sexual) e adepto da Teologia da Libertação, ou um budista ganhador do Nobel da Paz, ou um adepto da vertente hinduísta de Mahatma Gandhi, implicasse necessariamente que crianças fossem cortadas com facas por adultos e mulheres fossem torturadas em máquinas medievais bizarras. A generalização preconceituosa, a extrapolação espantalhosa do conceito de religião e o non sequitur oculto são muito perceptíveis.

Já está começando a ser infrutífero exigir coerência e honestidade argumentativa de quem acredita que o conceito de religião é profundamente ligado com as atrocidades do fundamentalismo de alguns indivíduos religiosos os quais sequer chegam perto de compor a maioria das pessoas que seguem as religiões que eles maculam. Aliás, a posição desse tipo de antirreligiosos já é fundamentalista há algum tempo, e fundamentalistas, sejam religiosos ou antirreligiosos, não costumam dar espaço à Razão e à honestidade intelectual.

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Paulo Araújo

fevereiro 13 2016 Responder

Caro Thiago,lê este post e venho lhe parabenizar por dividir conosco seu opinião,que também partilho em parte,pois tenho dúvidas quanto a existência de Deus,talvez por ter sido criado no catolicismo,e após adulto ter participado de várias religiões.
Acredito que religião é uma farça,após me dedicar a várias tive esta confirmação.Sei bem que o homem de bem ,de carater ,bondoso e horando o será mesmo sem ser religioso,mas o inverso se encontra mesmo dentro , e sendo parte delas.

Vitória Borges

setembro 14 2015 Responder

Nossa Thiago você me fez realmente refletir…
E como todo o ser humano,tenha ou não uma religião,tem sua opinião e livre arbítrio..
Quando vc fala “Tudo tem um propósito por trás.” fiquem refletindo..Que propósito seria esse?e para que seria? propósito significa “oque se quer alcançar; aquilo que se busca atingir; objetivo” E qual seria esse objetivo?o que se quer alcançar?
Queira ou não Thiago você está sim se apoiando em um ser imaginário.Somos seres humanos,totalmente limitados,o que acontece quando a força dos nossos braços se esgotam?e quando não temos mais a nossa família à nossa volta?quando estamos em perigo de vida?quando os médicos não descobre mais a cura?Será que a nossa força de vontade será suficente quando não alicersada na Fé em um ser supremo?!
As duas coisas coisas caminha lado a lado desda criação de Adão Deus nunca mais fez nada sozinho,todo o restante foi com a ajuda do ser humano,sempre ele teve o livre arbítrio tanto que escolheu ficar sem o paraíso por conta da sua desobediênica a Deus.Desobediêcia??ué tá vendo um “pau mandado” “sem escolha””sem livre arbítrio” pode pensar…Não! assim como somos obedientes ao nossos pais e temos consideração com eles por ter nos criado e nos dá apoio em tudo que fazemos,assim tambem deveria ser o caso de Adão,nós seres humanos..
E porque não seria Deus um Pai!?Pai criador de nossos pais! porque ignoramos Ele a tal ponte de duvidar de sua existenência seria nós mesmos que chegaríamos ao mundo com um propósito para nós mesmo? não é coerente..
sei tbm que hoje em dia a geração de filhos nada mais é do que a própria vontade do homem e da mulher..porém pela forma em que Deus criou(Divinamente).
Enfim…Um dia todos nós precisaremos de Deus,Todos sem EXCEÇÃO! Mais um dia será tarde demais…
E todos prestarão conta do que fomos e de quem somos aqui na terra,seja de Deus ou não,rico ou pobre,tenha ou não religião,acredite ou não em Deus!
Eu particularmente eu não sou Religiosa,Deus não é uma religião.Deus é Deus!nada mais e nada menos…
Todos nós temos Fé! mesmo que seja como um grão de areia ou até mesmo uma simples atitude de pegar um ônibus e saber que vai cehar no seu destino,isso tbm é Fé!
Só temos que saber em que apoiar essa Fé! Eu apoio primeiramente em Deus e depois em Mim..porque sem o meu 50% não é possível Deus fazer os outros 50%.
Que Deus te abençoe e te ilumine!

Vinícius

janeiro 18 2013 Responder

Concordo exatamente com a Bianca. Dá raiva esse tipo de post generalizador ¬¬

Bianca

janeiro 16 2013 Responder

O que me deixa mais chateada nisso tudo é que esse tipo de coisa só gera mais ódio. Sem falar que se for um teístas nessas páginas tentar ter uma conversa racional com esses caras é bloqueado na hora. e se um ateu faz isso idem, e ainda ouve “você não é um ateu de verdade”.

    Quézia

    maio 7 2013 Responder

    Pelo jeito nem tudo está perdido.A única diferença entre fundamentalismo ateu e religioso é que o primeiro não crê na existência de Deus e o segundo afirma crer.
    Sou cristã e me choca tais coisas.Se é para criticar pessoas que usam a fé como desculpa para enriquecer e ter poder, luto poro isso também.Mas usar este tipo de coisa para colocar no mesmo barco um mercenário e um religioso que faz o bem é muita falta de respeito.
    Todos são livre para acreditar no que quiserem, mas não usar de violência, seja ela física ou psicológica.

    Thiago

    maio 21 2015 Responder

    Boa tarde, Bianca.

    Sei que faz muito tempo que você comentou isto. Mas não posso deixar de responde-la.
    Não possuo religião. Não acredito em nenhum “deus” das religiões vigentes no mundo de hoje. E, com todo o respeito, acho que a religião é uma grande farsa. E tenho meus argumentos para comprovar.

    Se você observar pinturas feitas nas rochas existentes desde o primórdio do ser humano, observará a presença (em praticamente quase todas elas) de “algo” nos céus. Um “disco”, uma “nave” com seres diferentes de nós.
    Mais tarde no tempo, observamos novamente estes discos representados em quadros famosos e etc… Tribos da África afirmam (sem exceção, dentro da população) que possuem contato com seres extraterrestres. Inclusive contam que estes seres contaram para eles que eles se encontram na estrela Sirius B (se não me engano). Este conhecimento, para a época é IMPOSSÍVEL de ser conhecido. Isto porque, esta estrela não pode ser vista à olho nu. Apenas na modernidade, com toda a tecnologia atual podemos observá-la.
    Mas este argumento não é suficiente.

    Pegue esta analogia que trouxe… Agora observe com a mente aberta que a Bíblia é um dos maiores livros de Ufologia do planeta.
    “Um ser, com poderes sobrenaturais, que veio dos céus, com conselhos de paz”.
    Observe este apontamento:

    Poderes sobrenaturais. Natural = algo comum do planeta Terra. Sobrenatural = algo além da Terra.

    Extraterrestres são encontrados além da Terra. No caso, eles vem dos “céus”. Eles buscam a paz não somente do planeta, mas de toda a Galáxia. (Esta é minha opinião).
    Caso duvide deste último apontamento, veja o vídeo do meteoro que atingiu a Rússia em 2013 e perceberá claramente um OVNI atravessando o meteoro, partindo-o ao meio. O que acabou por amenizar o impacto que o meteoro causou ao atingir a Terra. Estima-se que com o tamanho original, o meteoro acabaria por destruir, possivelmente, a Rússia inteira. O OVNI nos salvaram.

    Finalizado este assunto, que creio ter ficado bastante claro, procederei agora com as escrituras religiosas.
    Acho completamente preconceituosa a Bíblia e todos os outros livros “sagrados” religiosos.
    São preconceituosos, excluem os demais. Veja o que a Bíblia fez, por exemplo.
    Qual o seu conceito de alguém que gosta do Satanismo? Medo, certo?
    Na Bíblia, o Satanás nada mais é do que o “do contra” o seu “Deus”. Nada mais é do que ser contra o que a Bíblia traz, o que o Cristianismo prega. Ou seja… O Cristianismo prega que, quem fosse contrário a estes pensamentos seriam adoradores de um suposto “diabo”.
    Criou-se todo um preconceito, por conta disto. A bíblia satânica não possui ceitas que constam mortes de virgens ou de cabras nem nada disso. É apenas um livro que se manifesta contra a Bíblia, por conta de seus interesses, preconceitos e etc.
    Seguindo a lógica do Cristianismo, eu mesmo seria um satânico, o que não é verdade.

    “Deus” foi uma criação humana para centralizar o poder nas mãos de poucos. Foi mais uma jogada de interesses para conseguir territórios, dinheiro, poder. A pessoa que de fato acredita que a humanidade surgiu da costela de um suposto homem é, no mínimo, ingênuo. Me perdoe, mas é verdade.

    A Igreja ditava o que você deveria pensar. O que você deveria fazer. Alienava e continua alienando as pessoas para que fossem peões de um jogo de xadrez cujo rei não é “deus”, mas sim, a igreja em si. Com isto, não afirmo que todos os religiosos são alienados e “cabeças duras”. Não!
    Mas acho que as pessoas deveriam sair do miolo, a concentração de um pensamento só, fossem para a margem da sociedade e avaliasse a realidade humana com seus próprios olhos. Será mesmo que um “deus” criaria o homem à sua imagem? E o que acontece com os outros seres deste imensurável universo? Todos estes seres seriam renegados? Amaldiçoados pela ridícula criação humana?
    Abram os olhos… Nem todos os que são contra as religiões são ateus. E ser ateu não significa somente não acreditar em um “deus”. Mas sim, não acreditar nos SEUS “deuses”.

    “O que eu faria sem a Bíblia?” Se você fosse ético e responsável, viveria ainda melhor. Consciente de que suas conquistas, foi VOCÊ quem conquistou. E você não deve isso à nenhum ser místico. Você deve se orgulhar de sua conquista. E não agradecer ela à um ser imaginário. Agradeça à sua família pelo apoio, à seus amigos. Tudo tem um propósito por trás.

    Não há essa de “seja o que Deus quiser”. Faça acontecer! Mexa-se! Pare de esperar por algo… Faça este algo acontecer. Todo o poder está nas suas mãos. Você só esteve cego por um bom tempo (provavelmente). Abrir os olhos pela primeira vez dói… Mas é bom criar este senso crítico apurado para analisar todas as ocasiões e aprender a lidar com a vida, que até hoje, não tinha significado. Isto porque as pessoas ficavam tempo demais atribuindo os fatos (que poderiam ser explicados pela lógica, ciência e razão) significados de coincidência ou até mesmo destino. Não. Você está onde está hoje por conta de seu caminho, suas escolhas. E NINGUÉM MAIS fez estas escolhas por você. Arque com as consequências, seja responsável. Não há quem culpar. O culpado é você mesmo.

    Esta é minha linha de raciocínio. Respeito todas as outras, embora não concorde com nenhuma. Sou muito mais feliz e realizado agora que percebi isso tudo. O homem, infelizmente, não é movido por sonhos. Mas por interesses e a ganância. Isto porque esses atributos cresceram na cultura da sociedade, trazida desde os primórdios, quando o homem colocou a primeira cerca, 1 cm a mais do que a do seu vizinho.

    Espero ter feito alguém refletir… Espero ter mudado a vida de alguém… Se não o fiz, pelo menos fiz a minha parte.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo