07

fev13

[OFF] SBT dar voz a Malafaia de novo: liberdade de expressão ou ação antiética passível de protesto?

silas-marilia-gabriela

Declarações exortando protestos contra a futura declaração de algum violador dos Direitos Humanos são polêmicas. De um lado, denunciam o descompromisso do veículo de comunicação entrevistador, exceto quando este quer de fato catar argumentos para serem publicamente criticados e refutados, com os Direitos Humanos. Mas por outro, soa como uma tentativa de censurar o violador, lhe inibindo o direito de expor suas opiniões sobre determinados temas – mesmo que essas opiniões tenham um potencial perigoso de formar opiniões preconceituosas e convicções violentas.

A questão é: é válido convocar protestos contra o ato de chamar fomentadores de formas ainda não criminalizadas de ódio para emitir opiniões que realimentem e reforcem preconceitos que batem diretamente de frente com os Direitos Humanos? Ou o ideal seria não convocá-los, sob pena de estar censurando a opinião de alguém? A diretoria do SBT realmente quer expor os argumentos de Silas Malafaia para eles serem posteriormente refutados (o que eu acho improvável, visto que um debate serviria muito melhor para esse fim)? Ou só quer mesmo faturar audiência com declarações antiéticas?

Convido você leitor/a a opinar nos comentários daqui.

imagrs

3 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Raphael Almeida

fevereiro 8 2013 Responder

Uma sociedade democrática é , antes de tudo, uma sociedade que convive e respeita o contraditório. Robson você que se diz um defensor ferrenho das liberdades individuais, da democracia parece-me que esqueceu dessa velha frase:

“Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lá.” Voltaire

Você reclama que deveria ter havido um debate , até concordo.Em que pese neste referido programa de entrevista já participaram muitas personalidades que expressaram opiniões que vão diretamente de encontro ao que o pastor propõe e aliás foram muitas ,muitas mesmo.

Portanto Robson democracia se faz respeitando as opiniões alheias mesmo que não concordando , agora só me diz uma coisa : e me prova onde foi que o entrevistado na sua entrevista atentou contra os direitos humanos,quero que você me dê uma prova categorica e não fique enrolando com subjetividades.

    Robson Fernando de Souza

    fevereiro 8 2013 Responder

    e me prova onde foi que o entrevistado na sua entrevista atentou contra os direitos humanos,quero que você me dê uma prova categorica e não fique enrolando com subjetividades.

    Discursar contra os direitos dos LGBTs distorcendo a ciência já é um atentado.

      Raphael Almeida

      fevereiro 8 2013 Responder

      Faz o seguinte seguinte ,se realmente vise a entrevista , posta ai um trecho em que acha tu que isso acontece ai podemos debater melhor ok.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo