20

maio13

Nova novela da Globo traz alguns personagens gays, mas nenhum negro
Cadê os negros no elenco não figurante da nova novela?

Cadê os negros no elenco não figurante da nova novela?

A Rede Globo passa a impressão de que tem o compromisso de, em suas novelas, trazer temas progressistas, que fazem conservadores arrancarem os cabelos e urrarem de ódio, como barriga de aluguel, religiões espíritas e afrobrasileiras e (aceitação da) homossexualidade. Mas o que adianta quando, ao mesmo tempo em que parece esboçar inovação em um tema, traz um retrocesso lamentável em outros?

Isso porque a nova novela das 9, Amor à Vida, traz alguns personagens homossexuais – pelo menos três – mas, em contrapartida, não traz nenhum ator ou atriz negr@ em seu elenco não figurante. A lista do elenco de 44 atrizes e atores, incluindo-se protagonistas, antagonistas e coadjuvantes, não tem nenhum indivíduo com traços afrodescendentes marcantes. Todos são brancos, variando-se apenas um pouquinho do tom de bronzeamento.

Prevejo que, quando os movimento negro começar a protestar, a emissora colocará no meio do caminho uma ou duas atrizes ou atores negr@s, mas essa possível atitude terá sido apenas a correção apressada de uma falha crassa e passará muito longe de corrigir a desproporção absurda entre a distribuição racial da população brasileira e a porcentagem de atores brancos e negros na Globo.

Em uma época recente eu já falava que, ao mesmo tempo em que a Globo finge pioneirismo ao colocar atores negros como Taís Araújo e Lázaro Ramos como protagonistas muito ocasionalmente, como se estivesse promovendo a inclusão racial na teledramaturgia, mantém uma porcentagem desproporcionalmente enorme de atores brancos. Enquanto os atores negros que se destacam na emissora em uma década podem ser contados nas mãos, os brancos notórios figuram às centenas ou mesmo milhares.

Aliás, mesmo a pose “inclusiva” em relação aos homossexuais estará em xeque à medida que a emissora, com medo de perder a audiência dos cristãos fundamentalistas, adiar ou mesmo negar os beijos e afetos do casal gay Eron e Niko (respectivamente Marcello Antony e Thiago Fragoso).

A Globo não pode ser considerada um exemplo de emissora socialmente progressista – e isso também o seu jornalismo deixa claro. Ela falha miseravelmente em tentar sê-lo mesmo quando tenta posar de moderna e inclusiva. Ao mesmo tempo em que inclui uns, exclui outros – e nem quando inclui, faz isso de forma completa e contra as pressões reacionárias de parte da audiência.

imagrs

11 comentário(s). Venha deixar o seu também.

joana

outubro 28 2016 Responder

So o fato de pessoas assistirem a uma novela ja é algo preocupante.

Vic Sage

agosto 2 2013 Responder

Caras, a verdade é a seguinte… novelas não deveriam ter nenhum valor progressista ou de condizer com a realidade colocando negros ou gays, uma novela é uma novela, uma historinha contada para diversão e entretenimento simplesmente. Ter ou não um gay ou um negro no elenco não faz diferença, porque se for pensar por esse lado, tem de botar gordos também, pessoas feias também seria legal, pessoas de cabelo ruim, todos deveriam ter olho preto, etc. Tipo… eu cresci vendo nos programas matinais um bando de seriados sobre negros, onde todos numa casa eram negros e todos diziam coisas do tipo “Ih, você vai sair com esse branco? Qual é branquelo? Brancos não são de confiança cara.” (e não havia moral da história, eles falavam isso e não falavam nada no final do tipo: isso é preconceito ou não devemos fazer isso ou todos são iguais, etc.) e isso nunca me incomodou.

O caso é que o que a Globo quer realmente dizer é o seguinte: “se gays querem ter um esteriótipo que não é aceito pela sociedade, então vamos enfiar esteriótipos goela abaixo até isso ser normal”.

É pura e simplesmente isso.

    Robson Fernando de Souza

    agosto 2 2013 Responder

    Pra você novelas não deveriam ter responsabilidade social, mesmo sendo conhecidamente meios de formação de opinião e modelagem de valores?

Patrícia Alves

junho 13 2013 Responder

É triste em pleno século 21 esse tipo de coisa ainda existir , na novela Dona Xepa na Record também ainda não vi a participação de nenhum ator negro.

Luis Elias

maio 28 2013 Responder

O que essa postagem não diz é a importância dada unicamente à Rede Globo, já que não diz nada sobre outras emissoras em que a relevância dada a personagens negros é quase nenhuma, excetuando-se um ou outro. Essas emissoras jamais criaram uma reputação artística negra, excetuando-se a finada Rede Manchete. Isso revela a vaidade da comunidade negra a quem só interessa aparecer na Globo.

    Robson Fernando de Souza

    maio 29 2013 Responder

    Me referi especificamente à Globo porque é ela que gosta de posar de vanguardista e progressista, ao contrário das outras emissoras, que nem se arriscam a isso.

R.Lacerda

maio 23 2013 Responder

Essa foi a crítica mais sensata que eu já li sobre a Globo.

Vinícius F S

maio 22 2013 Responder

Tem uma ÚNICA atriz negra na novela, que será uma enfermeira, a Raquel Villar ….
Detalhe: quem está escrevendo essa novela é o autor de “Xica da Silva” ….

Dê uma olhada no “Prêmio Contigo”, verifique a lista dos vencedores (principalmente da Globo): a Cacau Protásio perdeu na categoria “revelação” para um empate entre Ivete Sangalo e Titina Medeiros (voto de 50 jurados), só o Cirilo, do SBT, saiu vitorioso !!!!

15º Prêmio Contigo!

* MELHOR NOVELA – Avenida Brasil (Globo)
* MELHOR AUTOR DE NOVELA – João Emanuel Carneiro (Avenida Brasil)
* MELHORES DIRETORES DE NOVELA – Ricardo Waddington, Amora Mautner e José Luiz Villamarim (Avenida Brasil)
* MELHOR ATRIZ DE NOVELA – Adriana Esteves (Carminha – Avenida Brasil)
* MELHOR ATOR DE NOVELA – Murilo Benício (Tufão – Avenida Brasil)
* MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Totia Meirelles (Wanda – Salve Jorge)
* MELHOR ATOR COADJUVANTE – José de Abreu (Nilo – Avenida Brasil)
* REVELAÇÃO DA TV – Ivete Sangalo (Maria Machadão – Gabriela) e Titina Medeiros (Socorro – Cheias de Charme)
* MELHOR ATRIZ INFANTIL – Mel Maia (Rita – Avenida Brasil)
* MELHOR ATOR INFANTIL – Jean Paulo Campos (Cirilo – Carrossel)
* MELHOR SÉRIE / MINISSÉRIE – As Brasileiras (Globo)
* MELHOR ATRIZ DE SÉRIE / MINISSÉRIE – Andrea Beltrão (Sueli – Tapas & Beijos)
* MELHOR ATOR DE SÉRIE / MINISSÉRIE – Domingos Montagner (Paulo Ventura – O Brado Retumbante)
* PRÊMIO MULHER EXTRAORDINÁRIA – Fátima Bernardes
* PRÊMIO HOMENAGEM/CONJUNTO DA OBRA – Glória Menezes e Tarcísio Meira

E o “Domingão do Faustão”, então:

* Atriz – Adriana Esteves (Carminha, de Avenida Brasil)
* Ator – Murilo Benício (Tufão, de Avenida Brasil)
* Atriz Coadjuvante – Isis Valverde (Suellen, de Avenida Brasil)
* Ator Coadjuvante – Juliano Cazarré (Adauto, de Avenida Brasil)
* Ator ou Atriz Mirim – Mel Maia (Rita, de Avenida Brasil)
* Atriz Revelação – Titina Medeiros (Socorro, de Cheias de Charme)
* Ator Revelação – Tiago Abravanel (Demir, de Salve Jorge)
* Jornalismo – Sandra Annenberg
* Comedia – Rodrigo Sant’anna (Valéria de “Zorra Total”)
* Música do ano – “Camaro Amarelo”, Munhoz & Mariano
* Prêmio Especial: Personalidade da música – Roberto Carlos
* Prêmio Especial: Troféu Mário Lago – Roberto Carlos

(cancelaram as categorias de cantores, quando, em 2012, brilhavam Thiaguinho e Gaby Amarantos)

Danizita L.

maio 20 2013 Responder

Esse é um triste fato, e falta de noção do ridículo também. Sim porque com uma população tão grande de negros e mestiços que temos chega a ser constrangedor a ausência da nossa diversidade racial nas novelas, sobretudo da Globo, que tantas vezes gosta de usar causas sociais mas apenas para se promover,realmente não cansa de dar um passo a frente e dois pra trás.Uma pena.

~epix

maio 20 2013 Responder

E o pior é que essa inclusão da diversidade sexual nas novelas provavelmente será feita do jeito mais bobo possível: com esteriótipos estúpidos, como Gays sendo consumistas, Gays sendo invasores (promíscuos), Gays sempre expressando diversos maneirismos, etc.
Até a comunidade LGBT em geral despreza tais esteriótipos justamente for fazerem a orientação sexual humana parecer um clubinho cheio de regrinhas.

Rafael

maio 20 2013 Responder

Quando a Globo tem oportunidade põe reportagem sobre um padre, santo, igreja, evento religioso, espírita todo dia em todos os jornais… Nem perco mais meu tempo dando audiência.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo