19

maio13

Padre Marcelo Rossi diz que “falta de Deus” é um dos motivos para violência urbana

padre-marcelo-rossiMais um preconceito de clérigo católico contra a descrença em Deus ressoa pela internet. O preconceituoso da vez é o padre Marcelo Rossi, que, abordando de maneira rasa o problema da violência urbana, culpa a “falta de Deus” como “uma das causas” do aumento dos índices de criminalidade nas cidades. O artigo preconceituoso dele é intitulado “Com Fé venceremos a violência” e foi publicado no portal O Tempo ontem:

Acredito que o mundo nunca esteve tão violento, que um dos motivos para isso estar acontecendo é a falta de Deus na vida das pessoas e, consequentemente, a falta de amor nos corações de todos. A vida, ou o sentido de “viver”, nunca foi tão desvalorizada.

E ao contrário de alguns outros autores de texto “anti-falta de Deus”, Pe. Marcelo é mais enfático ao assumir essa “falta de Deus” como ausência de fé religiosa no cristianismo, ao escrever o trecho abaixo, anterior ao parágrafo acima:

Na internet, enviei, através das redes sociais, 25 cartões com mensagens criadas especialmente para aumentar a fé em Deus e para transformar, em todos os sentidos, os corações dos que sofrem com a violência e também dos que praticam tais atrocidades.

E também ao falar isso, perto do fim do texto:

Como estamos chegando ao Pentecostes, que é a vinda do Espírito Santo sobre os que são fiéis a Cristo, dirigimos nossas orações ao Espírito Santo de Deus, para que seu poder infinito realmente invada a alma e o coração de todos. Quem é do bem deve redobrar suas orações e manter a fé em elevação, para que nenhum desses males o atinja. Além disso, deve orar para que os que praticam maldades sejam tocados e renascidos no poder de Cristo.

Sua abordagem sobre a gênese da violência urbana, além de preconceituosa, é rasa, apelando para um senso comum que nada mais é uma expressão de preconceito pessoal, e fugindo do ato de pesquisar estudos sociológicos que pudessem esclarecer essa origem.

Ele deixa a entender que a ausência de fé no deus cristão causa a violência e a solução para ela é pregar o cristianismo para quem não compartilha de tal crença religiosa. Ou seja, ateus e outras pessoas que não acreditam nesse deus têm parte da culpa ora em causar e alimentar a criminalidade, ora, interpretavelmente, em sofrê-la.

A culpabilização dos ateus, pagãos etc. vítimas de violência fica patente em frases como “Quem é do bem deve redobrar suas orações e manter a fé em elevação, para que nenhum desses males o atinja” e “Tenhamos a verdadeira fé em Deus e seu poder irá nos proteger como uma armadura contra as forças malignas.”. Por não termos fé nesse Deus – que inclusive permite que muitos cristãos sejam assaltad@s, estuprad@s e mort@s mesmo com tanta fé que carregam -, somos culpados até mesmo por sermos vítimas de criminosos.

O debate sobre segurança pública não precisa disso para progredir, tampouco as pessoas que não acreditam em Deus necessitam desse apelo credocêntrico e intolerante para serem salvas da violência urbana. Pelo contrário, pessoas de todas as crenças e descrenças precisam cooperar umas com as outras para encontrarem uma solução para que formemos uma sociedade pacífica.

Protestos devem ser enviados aos comentários do texto e aos e-mails luciacastro@otempo.com.br (redação), joao.castro@otempo.com.br (redação de internet) e walmir@otempo.com.br (administrativo).

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Solange

novembro 25 2014 Responder

Pregação religiosa e preconceito contra ateus apagados. Respeite o direitos dos outros de manter suas crenças ou descrenças religiosas. RFS

nelly bruno rosas

agosto 2 2013 Responder

Aqui não é o site ou coluna do Padre Marcelo. Leia o conteúdo do blog antes de comentar, por favor. RFS

Bruno C

maio 22 2013 Responder

Eu acredito que em parte isto é certo, a falta de Deus é a razão para todas esta violência. Pois o simples ato de amar a Deus faz com que você se sinta mal por desrespeitar o seu propósito. O primeiro mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas. Se você ama a Ele de verdade e 100%, então não cometerá os outros pecados.
O que dá nojo é achar que enviar cartõezinhos vai ajudar alguma coisa. Ai ele merece vaias. Não se põe Deus no coração com a força do Espirito Santo, para por Deus no coração é preciso deixa-lo entrar. AHA, isso faço até eu.
Mas em um mundo dão cheio de diversidade não há espaço para mudança: Sou ateu, sua religião é baseada em uma mentira e rouba dinheiro dos fiéis. Sou cristão, sua religião é a causa de toda violência. Sou testemunha de Jeová: você não vai para o paraíso se não for também.Tem toda esta ideia de imposição da religião.
A religião só transforma quando você quer. Tem muito cara que mata, rouba, e REZA para que não seja pego. E é católico batizado, crismado e casado.

    Robson Fernando de Souza

    maio 22 2013 Responder

    Eu acredito que em parte isto é certo, a falta de Deus é a razão para todas esta violência. Pois o simples ato de amar a Deus faz com que você se sinta mal por desrespeitar o seu propósito. O primeiro mandamento é amar a Deus sobre todas as coisas. Se você ama a Ele de verdade e 100%, então não cometerá os outros pecados.

    E quem não ama a esse deus realmente é necessariamente violento ou culpado de ser vítima da violência?

~epix

maio 20 2013 Responder

Nossa… às vezes quase perco a esperança de encontrar cristãos que não joguem a culpa de tudo para a “falta de Deus”.

    luciacastro@otempo.com.br

    abril 12 2014 Responder

    MCF A referencia quem não tem fé em Deus e aumento da violencia eu entendo que o ser humano deixou de valorizar a vida um dos principio basico de Deus claro junto tem ser acompanhada ações do governo melhores condições de vida dessa população.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo