01

maio13

Por que defender experiências em criminosos é ser contra os Direitos Animais
Manifestantes "antivivissecção" pedem testes científicos e industriais em criminosos: o reacionarismo toma de assalto parte da militância animal

A demanda fascista dessas pessoas que dizem “defender os animais” só piora a situação já miserável dos “defendidos”.

Desde o último fim de semana, uma polêmica vem agitando os abolicionistas: uma faixa ostentada no protesto antivivissecção do dia 27/04, em São Paulo, exigia que os experimentos científicos cruéis fossem feitos em humanos assassinos e pedófilos. Muitos ficaram indignados, clamando que tal postura não só é equivocada e reacionária como é francamente oposta ao ideal dos Direitos Animais. Com toda razão.

Diversos são os motivos pelos quais a tal faixa mostrou de fato que há pessoas que dizem defender os animais mas, nada entendendo sobre os princípios dessa defesa, estão sabotando a causa e rasgando a bandeira. O primeiro e mais importante deles é que, como libertação animal também é libertação humana, a reivindicação falhou miseravelmente em manifestar algo relativo a libertar animais.

Leia o artigo completo no Veganagente

imagrs

1 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Marcos Freybert

maio 16 2013 Responder

Isso só me prova uma coisa. Humanos criminosos, definitivamente, SÃO ANIMAIS!!!!
Troquem os animais não-humanos INOCENTES por animais humanos CULPADOS.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo