26

jun13

Imagem machista mostra “regras para namorar” impostas por pai “dono” da filha
regras-para-namorar-minha-filha

Faltou um preâmbulo do tipo “Você, pretendente a namorado de minha filha, precisa saber que eu sou dono dela e quem exercita as vontades sobre os namoros dela sou eu, e não ela própria.”

Obs.: A imagem acima tende a ser heteronormativa, por causa de seu machismo. É quase impossível machistas não serem também homofóbicos. Para eles, ter uma filha lésbica seria pior do que um castigo divino, e vê-la namorar seria “o fim”. Portanto, minha abordagem tem a premissa de que as exigências do pai machista são para genros homens.

Ter pai machista é a pior coisa do mundo para moças ainda não emancipadas e para rapazes que não correspondam ao papel de gênero masculino imposto pela sociedade. Isso se torna ainda pior quando o machismo dele o faz arrogar ser não pai, mas proprietário da filha. Pois a mentalidade de um pai que se acha “o protetor” mas nada mais é do que “o machista” o inspirou a escrever esses “dez mandamentos”, colocando a filha como sua propriedade e impondo regras abusivas ao futuro namorado dela.

Segundo a imagem, o pai em questão vigiará o casal em todos os lugares e a priori não gosta do namorado dela, por mais gente fina e ético que ele seja. O mandamento nº 10, por seu duplo sentido, se torna o mais absurdo de todos, insinuando que, se o namorado fizer sexo com ela, o sogro estuprará o genro.

Na prática, o pai machista está proibindo sua filha de namorar, por motivo nenhum fora seu patente machismo. Ela não terá o direito de amar e ser sexual e afetivamente feliz, porque tem um pai idiota que se acha dono dela, e não simplesmente pai.

Aparentemente a imagem tenta não escancarar uma relação de propriedade do pai para com a filha, mas uma tentativa de ele protegê-la, vide mais da metade dos “mandamentos”. Mas é aquele tipo de “proteção” que se torna abusiva, rouba liberdades e torna a filha mera posse do pai. Uma “proteção” cuja inexistência seria muito melhor para a própria segurança da filha.

O cartaz acaba incitando os mais incautos e influenciáveis a nutrirem dentro de si o desejo de serem pais machistas, que, na intenção de serem “pais protetores”, tratarão suas filhas não como filhas, mas como objetos sob sua propriedade.

Comento cada um dos “dez mandamentos de um pai machista sobre seus genros”:

1. Arrume um emprego. Porque a ausência de uma fonte própria de renda diz tudo sobre seu caráter – desempregados, mesmo aqueles que no momento só querem estudar, são todos seres imundos e indignos.

2. Entenda que eu não gosto de você. Mesmo você sendo um rapaz ético, educado e que quer minha amizade, eu sou inflexível e sempre te odiarei. Afinal, você tem chances de morar junto com ela no futuro, e eu não tolero que tomem de mim aquilo que é meu.

3. Eu estou em todos os lugares. Minha escra… digo, filha é vigiada por onde ela vá. Ela não terá liberdade nenhuma, estará sempre debaixo da minha vigilância. Farei sofrer todo aquele que tentar violar minha propriedade.

4. Se você machucá-la, eu vou te machucar. Não porque eu a respeito como uma pessoa digna, mas sim porque não tolero danos à minha propriedade.

5. Traga ela de volta antes do horário combinado. Eu a considero incapaz de voltar sozinha para casa, porque sou contra ela ter qualquer autonomia. Não tolero que ela esteja na rua sem um homem. E mais: se o horário combinado de ela voltar for meia-noite e ela chegar meia-noite e ponto, você vai saber o que é ter um sogro machistão que te odeia.

6. Arrume um advogado. Porque eu vou processar você por danos materiais se minha filha se ferir por qualquer motivo (mesmo que o motivo de ela ter se machucado nada tenha a ver com você).

7. Se você mentir pra mim, eu vou descobrir. Se você, com medo de mim, diz que trabalha mas na verdade só estuda, você vai saber o que é ter um sogro misógino dono de sua filha.

8. Ela é a minha princesa, e não a sua conquista. Eu a trato como os monarcas tratavam suas filhas mulheres no passado – encastelando-as e impedindo-lhes qualquer liberdade. Ninguém poderá roubá-la de mim!

9. Encontros apenas em lugares públicos. Se quer um romance, leia um livro. Ou seja, nada de beijo, nada de sexo, nada de afeto, nada de nada. Eu proíbo minha filha de namorar de verdade, afinal, ela é mulher e eu, como machista, não tolero ver mulheres livres e felizes e, sendo dono dela, não tolero que ela tenha qualquer liberdade sexual mesmo depois de fazer 18 anos.

10. O que você fizer com ela, eu farei com você. Ou seja, se você fizer sexo com minha filha, eu vou te estuprar analmente, caro genro odiado sem motivo.

***

No final das contas, as duas únicas regras de verdade de um pai não machista para seus genros (e noras, caso a filha seja lésbica ou bissexual) são:

1. Ame-a.

2. Seja étic@.

imagrs

64 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Vic

dezembro 14 2014 Responder

Como uma jovem de 18 anos, filha única, gostaria de deixar minha opinião sobre o texto (que, aliás, acho que nem merecia ser tão duramente criticado, pois é uma forma bem humorada de falar sobre o assunto filha X genro X namorada). Desde sempre, noto uma certa proteção de meu pai, principalmente quando o assunto é rapazes. Isso pode parecer chato, mas basta pensar um pouco que eu logo compreendo que é para o meu bem. Ele já viveu muito, já viu muita coisa na vida. Sabe que há determinados crápulas que se aproximam de nós, garotas, cheios de segundas intenções. Sabe que somos bem mais propícias a sofrer violência sexual que os meninos. Não quer ver meu nome em uma roda de moleques e teme que meu futuro seja destruído por uma gravidez indesejada, episódio no qual quem geralmente arca com as maiores consequências são as mulheres (sobre nada disso o post falou). Não é que ele não queira me ver namorando. Ele só quer me ver em uma relação sadia, que me faça bem. Quer ter confiança na pessoa que vai sair comigo de mãos dadas. É isso.

No mais, obrigada pai. Podem falar o que quiserem, mas eu sempre serei sua princesa, sua garota, que, como você mesmo diz, não criou para entregar a qualquer safado. Obrigada por me proteger. Sei que há muitos pais que são exagerados por aí, mas você só quer, somente, o meu bem. E se isso é ser machista, sugiro que mais pais sejam machistas no mundo.

Debbye

setembro 29 2014 Responder

Bando de hipocritas alguns homens e mulheres aposto que a maioria nunca sofreu c um pai proibindo o namoro de uma filha ,nem sabem como eh e fica com esse mimimi que eh protecao a me poupe se todas que escreveram sao afavor disso aposto q namoram ou sao casadas pois o papai nao proibiu n eh mesmo? E os homens? Todos casados ou tem namoradas o sograo nao proibiu n eh mesmo ?pq se tivesse proibido estariam ai sozinhos.protecao nao eh isso ok e me polpem de suas hipocresias.

Bárbara Paiva

setembro 22 2014 Responder

Nunca li tanta babaquice em lugar só. Racismo? Onde tem racismo na imagem? Onde tem homofobia na imagem? É um PAI CUIDANDO DE SUA FILHA. É um homem falando para um homem, porque é o que geralmente se espera. Ninguém tem um filho esperando que ele seja homossexual. A gente simplesmente aceita. Deus queria que você realmente nunca seja pai.

Bárbara Paiva

setembro 22 2014 Responder

Muito provavelmente, o autor deste texto não é pai. Ao menos de menina. Isso não é machismo, homofobia ou abuso. Isso é cuidado. Isso é amor. Eu, como mulher que não teve um pai, posso afirmar com certeza absoluta, o quanto eu gostaria de ter tido um pai que me protegesse assim. Em nenhum momento, ele proíbe a filha de namorar. Apenas quer o que TODO pai de verdade quer. Um rapaz sério, bem intencionado e que vá tratar sua filha da forma que ela deve ser tratada.
A respeito das “traduções” feitas para as frases, acredito que o autor do texto tenha colocado segundo sua própria conveniência, sem saber o que é ser pai. Se for um “homem”, um dia terá uma filha e verá o real significado de tudo isso. E mais, achará pouco. Se for uma menina querendo mais liberdade, um dia irá crescer, e agradecer por ter tido alguém que se importasse e a protegesse dessa forma.
1. Arrume um emprego = não dei suporte e educação para minha filha sustentar vagabundo.
2. Entenda que eu não gosto de você = ela é meu maior tesouro e passa tempo demais em mão desconhecida, claro que tenho ciumes.
3. Eu estou em todos os lugares = estou de olho
4. Se você machucá-la, eu vou te machucar = sério que isso precisa ser explicado? Eu, como mãe, machuco quem machuca minha filha. Só quem não tem filhos não entende isso.
5. Traga ela de volta antes do horário combinado = nessa casa existem regras. E regras fora, feitas para serem cumpridas. Minha filha não é uma qualquer.
7. Se você mentir pra mim, eu vou descobrir = Não me faça de idiota.
8. Ela é a minha princesa, e não a sua conquista = ela é meu tesouro e a pessoa mais importante da minha vida. Não a trate como uma qualquer.
9. Encontros apenas em lugares públicos. Se quer um romance, leia um livro = idade no caso?
10. O que você fizer com ela, eu farei com você = se você machuca-la, vou te machucar, se fizer bem a ela, farei bem a você.

marcelo braga

agosto 28 2014 Responder

ela é minha princesa e nao sua conquista :
eu entendo por, ela é alguem especial para mim e nao um premio para qualquer um que a conquiste,
concordo com as imagens e achei o entender do autor exagerado,
que pai nao vai querer a filha com um rapaz que tenha um bom emprego? quemn nao deseja que os filhos, tanto filha ou filho estejam com alguem capaz de dar uma vida boa a ele?

a parte de , “entenda eu nao gosto de voce” : ao meu ver se refere a, eu nao sei do que voce é capaz, machucar ou noa minha filha(o), pois sim, existem mulheres capazes de machucar seus companheiro ,, e esses mesmos talvez por gostarem , entao, eu posso nao gostar de alguem q eu acredite ser suspeito, mostre quem vc é so assim poderei gostar de voce.

“eu estou em todos os lugares” comentario mais para intimidar, tipo, faca algo de errado que lhe encontrarei em qualquer lugar e farei vc pagar,

¨se voce machuca-la eu vou te machucar¨¨ sinceramente, achei ridiculo o que o autor dopost colocou, “nao que a respeito mas sim pq vc danificou minha propriedade” se manca, pensar assim é a mesma coisa que pensar quwe, voce me bateu , eu vou lhe bater nao porque voce me machucou e sim porque voce de danificou meu rosto e por vaidade e nao por defesa propria eu irei lhe bater, claro que esse comentario vem pelo fato de que (normalmente) a mulher noa é capaz de se defender, entao eu como pai farei isso por ela.

“traga ela de volta antes do horario combinado” como pai me preocupo com minha filha, se ela se atrasa fico preocupado, se traz ela antes do horario combinado voce demonstra responsabilidade e mostra que voce sabe que me preocupo com ela, e assim ganha minha confianca..

“arrume um advogado” vem ao ponto que coloco como humor, é uma forma de intimidar tambem, se eu nao puder machuca-lo fisicamente entao irei recorrer a todos os meios para lhe fazer pagar por qualquer coisa que fizer a minha querida filha.

“se voce mentir para mim irei descobrir” é algo simples, me conte a verdade, dependendo do que for e o motivo pode se resolver conversando, caso eu descubra por outros meios voce pode perder minha confiança, alem do mais, quem gosta de mentiras?

“ela é minha princesa e nao sua conquista,” ja disse o que acredito , ninguem quer ser tratado como premio, e muito menos alguem q voce ame.

“encontros so em lugares publicos, se quer romance vá ler um livro” pois se é um encontro entao nao tem nada de mais que se possa fazer em lugares publicos, levar para locais suspeitos, ou que possa fazer algo contra a vontade de minha filha .. . enfim, a parte sexual por si só eu acredito que so deva ser introduzida na vida da filha apartir dos 18 anos, ate la se for menor de idade nao quero e nem acho certo que ela ja comece a parte da vida eual, se for aprender aprenda com a mae, e sempre tendo acompanhamento com a familia, nao tem o porque fazer escondido.

“o que fizer com ela farei com voce” volta a parte da agressao, se a agredir, vai receber agressao, ,

nao discordo de tudo o que o que mencionou pois nao duvido que existam esse tipo de pessoa, mas acredito que machismo as vezes é bom quando medido, ainda noa sou pai, mas quando for pretendo colocvar essa imagem na porta daminha casa, para que todos os amigos e amigas dos meus filhos saibam que tem um pai cuidando deles, e que nao se metam a fazer besteira com eles, e sim pretendo ficar bombado para intimidar quem querer fazer besteira, hojeem dia a aparencia faz diferença, um pai de corpo mole as vezes passa uma visao de um pai relaxado e sem moral,
desculpe mas essa éminha opiniao

Cleiton Sales

agosto 13 2014 Responder

Creio que a questão machista não está corretamente aplicada, o Mundo fala de bobagens dos tempos antigos, os pilares antigos nos levaram a crescer já os novos pilares estão nos levando a Sociedade a ruína, muita coisa tinha que mudar do século XX para o século XXI, mas nem tudo estava errado, a imagem acima retrata um cuidado já esquecido por muitos Pais, as ameaças ilustradas são de cunho ilustrativo, já que a imagem virou paródia nas redes sociais como um cotidiano já esquecido, Porem é bem verdade que a falta de zelo e de uma estrutura Familiar sólida tem me feito sentir falta dos tempos em que Pais cuidavam da vida de seus Filhos e Filhas, sempre tinha algo que dava porem a taxa de Gravides e de Natalidade era bem menor, crianças não precisavam ter palestras sobre como usar Preservativos aos 14 anos, meninas despreparadas não engravidavam aos montes e rapazes não eram tão descompromissados com suas vidas tinham objetivos para seu futuro, O Mundo vive a beira de uma Mudança de Característica, os Pilares que um dia nos levaram a melhora hoje são distorcidos por pessoas que não querem buscar fundamentos com leitura e diálogo e sim com brigas e debates sem fundamento apenas com “achometros” e indagações que não levam a nada a não ser uma desgastante discussão que na verdade é sempre levada pela critica de pessoas que tem opinião formada por uma massa que não se da ao trabalho de conhecer um pouco mais a fundo o que esta sendo citado ou criticado.

Edvânia da Paz Romão de Souza

junho 20 2014 Responder

Sou filha de um pai machista e sei bem o que é essa coisa horrenda disfarçada de proteção. Mais uma vez estamos vivendo esse drama na nossa família, agora com minha sobrinha sendo oprimida pelo meu irmão. Minha mãe também sofreu na pele não por parte do pai dela,mas do meu seu marido e meu pai. Agora minha sobrinha estava passando o mesmo com meu irmão, minha mãe a acolheu em sua casa e contam com meio apoio.

Elton

maio 17 2014 Responder

e a pessoa que escreveu isso não tem o que fazer né… um(a) blogueiro(a) desocupado(a) e sem criticas mais construtivas a fazer, frustrado em seus relacionamentos familiares no minimo… isso é claramente uma postagem de humor, pois todos os pais brincam dessa maneira dizendo que elas não tragam namorados, que ela será freira e que vai intimidar seus namorados… ou vai namorar depois que acabar a faculdade no minimo… mas quando chega na hora, na real que as filhas trazem um rapaz decente pra casa eles permitem… apenas um ou outro pai que tem problemas mentais sérios (precisam de ajuda) não deixam e reprimem… esses precisam de psiquiatra e não criticas.
e essa postagem não tem nada de homofóbica, o problema é que alguns homossexuais que são frustrados com sua vida amorosa deprimente, QUE SÃO SOBERBOS E ARROGANTES veem homofobia em tudo e esquecem de viver sua vida independente de qualquer coisa que os outros postem ai é opção de cada um.

SE PREOCUPE MAIS EM VIVER A SUA VIDA seja homo ou heterossexualmente, PORQUE GENTE FELIZ NÃO ENCHE O SACO DOS OUTROS COM BOBAGEM… GENTE FELIZ NÃO INCOMODA.

    Bárbara Paiva

    setembro 22 2014 Responder

    Disse tudo!

Fabio dos Reis Zerbini

maio 14 2014 Responder

Ai o cara defende o feminismo…critica as regras de uma familia Normal e de um pai super protetor…..(O que eu acho a coisa mais certa do Planeta….e detalhe…são preceitos de uma familia no minimo DECENTE). E quando menos se espera….a filha do “critico feminista” …aparece gravida…de um traficante…..preso ….Mãe Solteira…..

Ai vão dizer…”Esse mundo é injusto”…minha filha é uma santa…e esses abutres do Mundo acabaram com a pureza dela.

Ah faça-me o favor..o Autor dessa matéria….pare de assistir novelinha da globo…e vai arrumar um emprego…..e cuidar da propria vida…e pare de criticar os preceitos de uma familia normal.

Valcleciano

abril 19 2014 Responder

Tenho filhas e concordo plenamente com todos os itens,afinal não criamos para serem machucadas nem saco de pancada.

Antônio maricato

abril 8 2014 Responder

Comentário homofóbico e reacionário apagado. Posturas do tipo não são toleradas por aqui. RFS

Bento

abril 4 2014 Responder

Eu nunca vi tanta asneira escrita em uma só página !!!!

Giemerson oliveira da silva

março 16 2014 Responder

na minha opiniao o machista nao defende a mulher,seja esta sua filha ou nao ele apenas a usa como objeto,um pai q se preocupa com o futuro de sua filha nao pode ser taxado de machista,afinal minha filha tem 13 anos eu perante a lei brasileira sou responsavel civil e criminalmente por ela.

joao rodrigues

março 13 2014 Responder

eu concordo com 85% itens que foi divugado pois tenho uma filha e sei como fociona o mundo dos escarnesedores,portanto todo os cuidados são poucos…

Marcos Leal

fevereiro 18 2014 Responder

Sinceramente,
tenho uma filha de 12 anos que tem aparência de 15 anos,
acompanho ela ao colégio ,na ida e na volta.
Neste trajeto estou sempre conversando com ela sobre os riscos que ela corre quanto as drogas,o crime a violência e ao sexo oposto e principalmente sou realista com ela quando digo que romantismo na maioria das vezes ficou para as mulheres e para os livros ,pois a maioria dos homens só esta preocupada com sexo e dinheiro.

O cara que um dia quiser namorar a minha filha terá que no mínimo conquistar a confiança minha e da minha esposa,e se tenho uma coisa que eu ensino a minha filha e prezo muito e que estejamos sempre nos relacionando com pessoas que antes de tudo nos respeitem pois para nossa família o respeito é a base da nossa estrutura.

QUANTO A POSTAGEM

Acredito que no mínimo esta imagem é a primeira imagem que um pai deveria mostrar,pois se o cara quiser mesmo namorar minha filha ele se esforçara para conquistar a confiança da família,para que enfim possa se considerar bem vindo.

Tiago Steidl

dezembro 18 2013 Responder

Na verdade as frases querem dizer o seguinte:

1. Arrume um emprego. Eu não vou sustentar vagabundo.
2. Entenda que eu não gosto de você. Jamais vou gostar de alguém que pode ferir minha filha.
3. Eu estou em todos os lugares. Se tentar algo com ela ou a machucar de qualquer forma eu vou saber, então é melhor neme tentar.
4. Se você machucá-la, eu vou te machucar. Não preciso nem comentar.
5. Traga ela de volta antes do horário combinado. Se quer meu respeito, faça por merecer, gosto de quem puxa o saco.
6. Arrume um advogado. Ou poderia ser, fuja para o mais longe possível, se fizer qualquer coisa para ela eu vou te matar ou no mínimo te ferir muito.
7. Se você mentir pra mim, eu vou descobrir. Não gosto de mentiras, não criei minha filha neste meio e não tolero o mesmo.
8. Ela é a minha princesa, e não a sua conquista. Até o seu sustento próprio ela vai ser considerada minha propriedade, após apenas minhas eterna princesa.
9. Encontros apenas em lugares públicos. Não quero ela grávida, enquanto morar no meu teto vai me respeitar e respeitar as regras que dito.
10. O que você fizer com ela, eu farei com você. Se a machucar eu te mato, se transar eu enfio um cabo de vassoura no seu @#.

Nós pais somos ultra protetores e jamais vamos querer um idiota, vagabundo ou malandro com nossas filhas.

    Robson Fernando de Souza

    dezembro 18 2013 Responder

    “8. Ela é a minha princesa, e não a sua conquista. Até o seu sustento próprio ela vai ser considerada minha propriedade, após apenas minhas eterna princesa.” – Você acaba de confirmar que a lista é machista e trata meninas adolescentes como propriedade de seus pais.

      Tiago Steidl

      dezembro 19 2013 Responder

      Essa é a intensão, não sou machista, sou realista. A filha é minha e de minha propriedade, não venha um vagabundo querer tirar o que é meu de direito. Se eu a sustento ela é minha responsabilidade, se é minha responsabilidade é minha propriedade.

        Robson Fernando de Souza

        dezembro 19 2013 Responder

        Isso diz muito sobre você e seu “realismo”.

          Tiago Steidl

          dezembro 28 2013

          Só uma pergunta Robson: Tens filha? Se tens imagina você sustentando um vagabundo?
          Imagina alguém transando com ela?
          Imagine…..

          Robson Fernando de Souza

          dezembro 28 2013

          Depende o que seja “vagabundo” pra você. E eu sim, daria liberdade sexual a ela, não diferenciaria filhas mulheres de filhos homens.

        Bárbara Paiva

        setembro 22 2014 Responder

        Não adianta.. Quem não tem filha não tem a menor noção do que é. Mas um dia a vida ensina. Esse mundão é grande e gira a todo momento…

Emerson

novembro 30 2013 Responder

Laryssa, concordo com você em gênero, número e grau. Parabéns pelo comentário equilibrado.

Emerson

novembro 30 2013 Responder

Queiram me desculpar, mas eu não vejo “machismo”, não vejo “pai dono”. Eu sou pai e o que eu quero para minha filha é o bem. Tem muito vagabundo por aí que considera conquistar a mulher como se fosse um troféu. Se fizerem alguma coisa com a minha filha estarão fazendo comigo sim e, parceiro, na moral, a chapa vai esquentar…

jian

novembro 25 2013 Responder

primeiro tenha uma filha, e depois me diga oq pensa
vendo como esta indo esse mundo
esse ato machista ainda é pouco
no mundo de hj só tem, de ruim á pior.
vc quer dexa sua filha ou seu filho, entrar nisso?

Lydi

novembro 15 2013 Responder

Que coisa mais ridícula.

Laryssa

novembro 13 2013 Responder

Quanto à imagem eu posso até concordar que retratar um homem forte e musculoso como pai pode ter esse tipo de enfoque machista e errado.
Quanto ao resto é simplesmente puro exagero.
O sentimento de “posse”, que foi sensacionalisticamente alardeado, nada mais é que o sentimento natural de cuidado e zelo que todo pai tem ou deveria ter com os filhos.
Óbvio que em casos extremos, esse zelo pode gerar ciúme e sentimento de posse doentio, o que claramente é prejudicial, mas também seria em absolutamente qualquer relação e não apenas nessa.
Contudo, baseado nisso, encontrar machismo nessa mensagem é bastante forçado. Ou vocês acham que é diferente da mãe para os filhos? Sejam filhos homens ou mulheres?
Alguém quer ver seu filho ser maltratado por alguém ou muito íntimo na companhia de uma pessoa que você ainda não conhece ou que não considera uma pessoa de bom caráter ou de boas intenções?
O que isso tem a ver com machismo?
Todo pai e mãe são cautelosos ao ver seus filhos namorando e isso não é nada mais que apreensão comum. As regras citadas na foto são pequenos exemplos, engraçadinhos e exagerados, de manifestações de um suposto pai zeloso que tenta proteger sua filha de usada ou magoada e fazer seu namorado pensar duas vezes antes de causar alguma dor a ela. Mas o que mais se espera de um pai ou de uma mãe em semelhante situação com qualquer filho que fosse? Vejam a maior parte das sogras com suas noras, por exemplo.
A postura defensiva é perfeitamente natural e não significa que nossos pais não nos considerem maduros ou independentes. Significa apenas que, em geral:
1. Eles são parciais. Sempre vão achar que precisam nos defender porque foi assim que se acostumaram a pensar em seus filhos enquanto os criaram e quem se opõe a eles é “inimigo”.
2. Consideram ter mais experiência e serem capazes de ver detalhes e condutas dos outros que não somos ainda capazes de identificar ou entender.
O machismo sem sombra de dúvidas existe e está por aí em vários traços da sociedade… Machismo é se esse pai, por exemplo, largar o filho por aí sem nenhuma dessas preocupações que ele tem com a filha porque foi ensinado de que os rapazes não precisam de proteção… E na verdade nem sei se é machismo porque quem sai prejudicado de verdade é o filho que sai por aí dando cabeçadas na vida, ensinado de que isso é o esperado de um “homem”.
Contudo, procurar machismo nessa mensagem específica que é quase uma brincadeira é sinal de que se está começando a perder um pouco a noção das coisas.

sabrina

novembro 10 2013 Responder

Nada a ver mesmo, isso se trata apenas de um pai zeloso e cuidadoso, as pessoas que interpretam mal.

adriana ferreira alves

novembro 6 2013 Responder

eu achei que elas sao regras verdadeiras e como as pessoas neo cumprem regras nem leis mas se voce colocar pelo menos 50% disso em pratica ja deve ajudar

Gabriel Barrionuevo

setembro 19 2013 Responder

ok, muito obrigado

Gabriel Barrionuevo

setembro 19 2013 Responder

errei, esses pensamentos devem ser sempre MUTÁVEIS

Gabriel Barrionuevo

setembro 19 2013 Responder

obrigado pela recomendação, Vygotsky é muito interessante, de qual de texto você está falando ?

eu não acho que nossas ações tem tanta raiz biológica quanto nos outros animais, só acho que TEM motivações biológicas, por mais mínimas que sejam, e talvez não seja a malhor coisa querer retificar a natureza. Também não me guio por idéias positivistas e nem vejo o pensamento humanista clássico com (apenas) bons olhos, nem acho que qualquer teoria de qualquer tipo possa sustentar o machismo como coisa natural e necessária, só acho que um pai ter ciúme da filha “dentro dos limites do respeito) não é uma atitude machista, é uma coisa natural, e que não desrespeita as pessoas e nem é uma ameaçã à liberdade pessoal, entende, eu sou defensor dos direitos civis ao máximo, e acho que na questão do feminismo, os homens e as mulheres devem ter igualdade de direitos perante a sociedade, mas mulheres e homens tem papéis diferentes na sociedade, um não deve dominar o outro, mas não são de fato iguais, biológicamente falando, os cérebros não são os mesmos, os instintos não são os mesmos, a mente não é a mesma. não podemos passar da luta contra o machismo à negação
dos papéis fundamentalmente diferentes e complementares do homem e da mulher na natureza e acima disso, não devemos nunca sectarizar o nosso pensamento pois isso põe uma barreira no nosso raciocínio. Se podemos impor barreiras morais no nosso pensamento, que sejam o respeito, a liberdade e dignidade coletivas, mas não os conceitos que usamos na defesa destes, pois os conceitos que não sejam os que eu citei agora, devem ser sempre imutáveis no campo intelectual de um livre-pensador, se quiser continuar livre. e mesmo que nem tudo em nossas relações, ou quase nada, tenha base biológica, a nossa existência é completamente biológica, por isso eu disse: não se leve tão a sério

    Robson Fernando de Souza

    setembro 19 2013 Responder

    Aqui tem algumas indicações sobre a teoria sócio-histórica de Vygostsky, embora eu não tenha achado um nome de livro de autoria dele sobre isso: https://en.wikipedia.org/wiki/Cultural-historical_psychology

    Robson Fernando de Souza

    setembro 20 2013 Responder

    E sobre essa suposta diferença biológica entre mulheres e homens, o que explica então a existência de pessoas trans?

Gabriel Barrionuevo

setembro 19 2013 Responder

cara você não entendeu bem. não tem NADA a ver com restrição de gênero, e foi exatamente isso que eu quis dizer com o meu comentário. naturalmente um pai vai ter mesmo mais ciúme ou uma certa possessividade com a filha mulher, do mesmo jeito que também se observa que as mães tem uma desconfiança maior com as namoradas dos seus filhos, isso é uma característica biológica, e não social, é isso que eu quis dizer, não tem nada a ver com sociedade patriarcal etc, e sim com que por mais evoluído que nós sejamos como humanos em nossos sentimentos e relações, continuamos sendo animais. uma coisa é querer consertar os erros que foram consolidados na nossa sociedade para melhorar cada vez mais nossas relações e para que não haja opressão de nenhum grupo, mas querer mudar nossa natureza ja parece muito pretensioso, veja bem, uma coisa é ser conservador, outra é ter a consciencia de que uma certa conservação é um parametro necessário, até mesmo os primeiros anarquistas no século XIX pensavam assim, é bom lembrar que ser politicamente correto é bom mas não pode pretender passar os limites de nossa propria natureza, ja que a vida humana, como uma simples vida animal que é no fundo, é, antes de um vasto campo filosófico, um simples ciclo da natureza. entendeu. eu não discordo de você na grande maioria dos seus pontos de vista, mas uma sugestão que eu te dou é que você lute ferrenhamente contra as injustiças e por um mundo melhor, mas não se leve tão a sério

    Robson Fernando de Souza

    setembro 19 2013 Responder

    Recomendo que você leia sobre a teoria de Vygotsky sobre o ser humano ser um ser sócio-histórico, de comportamentos não tão biologizados quanto os de outros animais. Muitas dessas conclusões de que o machismo viria de instintos biologicamente determinados vêm de pesquisas carregadas de subjetividade machista, de uma ciência positivista igualmente orientada pro machismo.

Gabriel Barrionuevo

setembro 14 2013 Responder

hahaha cara eu gosto de praticamente tudo o que você escreve aqui mas dessa vez acho que pegou meio pesado, com certeza quando voce tiver uma filha com 12, 13 anos vai lembrar desse comentário… ter ciumes da filha não tem nada a ver com ser conservador e machista, é um sentimento muito diferente que voce tem com a sua companheira, por exemplo. por mais de esquerda e pró liberdade que seja um homem, uma filha mulher acaba tendo mesmo uma figura de “princesa”, mesmo não sendo reacionario não vai ser muito comodo pensar na possibilidade de um cara transando com a sua filha, o ciume e a possessividade tem que ter limite, é claro, sem carater de opressão, mas isso é natural, biologicamente, confie em mim

    Robson Fernando de Souza

    setembro 14 2013 Responder

    Eu e minha namorada não pensamos em ter filhos. E mesmo se tivéssemos, não teríamos qualquer restrição determinada por gênero a uma filha.

    “não vai ser muito comodo pensar na possibilidade de um cara transando com a sua filha” – Mas é cômodo e normal pensar na possibilidade de uma moça transar com um filho meu?

nhf75

agosto 10 2013 Responder

Comentário homofóbico apagado (“ditadura gay” é gatilho pra comentário ser apagado por aqui). Você sequer leu o post, pra ver que ele não fala de LGBTs, e sim de machismo? RFS

Murilo

agosto 5 2013 Responder

Para o pessoALL que acha que quando é uma piada, então está automaticamente liberado para falar o que quiser para qualquer um, proponho um experimento mental: Troque os gêneros!

(as mesmas) Regras para namorar o meu filho!

Depois me digam se a piada ainda tem graça/sentido.

Kalel

agosto 4 2013 Responder

O racista vê diferenças qualitativas nas coisas: uma coisa é melhor que outra. Mas na verdade, uma coisa é diferente da outra, só isso.
Esta piada apenas usou o recurso do absurdo, do sem noção, do exagerado pra mostrar o zelo do pai para com a filha. Não vi atitudes racistas na piada.
Por fim, as vezes nossa mente é que é poluída e vê além do que realmente é. Você pode não gostar da piada, mas daí a achar que ela seja realmente racista (talvez a pessoa que fez nem tenha noção disso) esta piada… é uma piada.

Wagner

agosto 4 2013 Responder

Estou muito saudável. Você que está tentando impor opinião com um ad hominem. Já que não vai voltar, foi banido de primeira, por comentário ofensivo. RFS

Wagner

agosto 3 2013 Responder

Acessei o link e não vejo nenhuma relação à piada do pai histerico querendo proteger a filha, e a propaganda nazista. Não tem nada a ver uma coisa com a sua, exceto nos teus olhos.

    Robson Fernando de Souza

    agosto 4 2013 Responder

    Nenhuma relação referente a fomentar valores e comportamentos com a normalização dos mesmos?

Wagner

agosto 3 2013 Responder

Tem gente que não consegue entender uma simples piada, precisar desenhar e colorir. Se não achou graça, tudo bem é um direito seu. Mas ver machismo, homofobia, racismo, onde só existe humor é demais.

Adriana

julho 24 2013 Responder

Cara,meu pai é assim,não sei mais o que eu faço.Conversar?Já tentei,mas não adianta.Brigar?Já briguei e quase apanhei.Ele me trata super mal,pra vc ter uma ideia, mal deixa eu sair de casa.Outro dia meus primos me convidaram pra passar uma semana na casa da minha prima,todos estariam lá,e meu pai disse na maior brutalidade que não me deixaria ir e que passaria minha ultima semana de férias com ELE,sendo que passei minhas férias INTEIRAS com ELE!!! Ele é um pé no saco, oq eu faço?

    Bárbara Paiva

    setembro 22 2014 Responder

    Cresça e tenha filhos. O tempo vai te ensinar… ;)

Lucas

julho 8 2013 Responder

A imagem é apenas uma paródia irônica de qualquer pai que cuia de seus filhos. Agora a crítica a ela só pode vir uma uma mente de um gay babaca que não teve um pai que zelou por sua vida.

Paulo

julho 6 2013 Responder

Como o mundo está ficando chato, não? As pessoas não conseguem mais rir de piadas. É apenas uma brincadeira. Será que existe alguém que REALMENTE leva esses mandamentos ao pé da letra? Será que REALMENTE alguém se deixaria levar pelo sentido literal dos mandamentos? Não é possível que as pessoas não consigam mais ler alguma coisa ou ver alguma imagem e filtrar os sentidos das mensagens. É … o povo precisa ler mais …

    Robson Fernando de Souza

    julho 6 2013 Responder

    Você ri de piadas racistas?

      Paulo

      julho 8 2013 Responder

      Mas … há racismo na imagem ou nos mandamentos?

        César Marques

        julho 16 2013 Responder

        Concordo: o povo precisa ler mais. Você por exemplo, que não consegue interpretar minimamente uma mensagem. Rir de uma piada machista é tão preconceituoso quanto rir de uma piada machista.

          César Marques

          julho 16 2013

          *Corrigindo: rir de uma piada machista é tão preconceituoso quanto rir de uma piada racista.

Vitor

julho 3 2013 Responder

Adorei os 10 mandamentos quando eu tiver uma filha tatuarei no meu braço, e direi pro namorado dela, se você quer namorar com ela leia isso aqui!

Leandro

julho 1 2013 Responder

Ou seja, se minha filha resolvesse namorar um cara que não trabalha, não estuda, bebe muito, usa drogas e é violento eu seria obrigado a aceitá-lo porque ela o ama? Se esse cara a esbofeteasse, eu teria que parabenizá-lo? Eu teria que respeitar essa decisão?

    Robson Fernando de Souza

    julho 1 2013 Responder

    E o que isso tem a ver com o pai tratar a filha como posse?

      Leandro

      julho 2 2013 Responder

      Simples, se eu proibisse minha filha de namorar alguém assim, você diria que isso é uma atitute machista e dominante de alguém que trata a filha como posse, não a deixando namorar com quem quer.

        Robson Fernando de Souza

        julho 2 2013 Responder

        E o que proibir esse tipo de namorado tem a ver com as regras vigilantistas do pai da imagem? Você precisa tratar a filha como se fosse dono dela pra ela não namorar caras sem caráter?

gabriel

junho 29 2013 Responder

Por favor alguem teria como me manda algum tipo de resposta sobre esse assunto aii em cima, tipo como responde essas perguntas de um mode geral, tipo falando alguma coisa pro sogro curto direto ir objetivo.

    Robson Fernando de Souza

    junho 29 2013 Responder

    Leia o post, tem respostas a cada uma das “regras”.

    joelson

    agosto 4 2013 Responder

    Comentários machistas em série vindos do IP 179.210.8.242 apagados e comentador bloqueado. Machismo não é tolerado por aqui. RFS

Murilo

junho 26 2013 Responder

Existe uma outra característica inerente a todo machista, que se acha proprietário de suas mulheres e que não foi abordado aqui. A covardia!
A imagem mostra um homem musculoso e de grande porte. Mas homens pequenos e “fracos” também são pais. E se a filha namorar um rapaz que seja maior e mais forte que seu pai, será que o discurso intimidador (e posterior atitude) seria o mesmo?

Em outras palavras… o homem, sobre tudo o machista, só se garante quando sabe que está em vantagem física ou numérica.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo