23

ago13

Emerson Sheik pede desculpas por beijo hostilizado e ainda faz piadinha com são-paulinos

emerson-sheik-beijo

O atacante do Corinthians Emerson Sheik decepcionou a comunidade LGBT e os defensores dos Direitos Humanos. Depois de ser hostilizado com homofobia pela torcida, inclusive por um protesto, ele pediu desculpas por ter exercido o direito de beijar quem quisesse – por ter beijado seu amigo na boca – e ainda, de quebra, fez uma surrada piadinha homofóbica com os torcedores do São Paulo, ao dizer que “não é são-paulino”.

Segundo o comunicado publicado pela torcida organizada Gaviões da Fiel, Emerson se disse constrangido e que “sofreu muito” com a repercussão preconceituosa do seu ato, mesmo tendo ele sido simples, inofensivo e ético. O comunicado transcreve um pequeno discurso dele:

“Não poderia ter feito isso, foi sem intenção, mas jogo em um clube de futebol, em um mundo cheio de rivalidades e provocações, qualquer comentário é motivo de chacota […] Lamento se ofendi a torcida do Corinthians, não foi a minha intenção. Foi só uma brincadeira com um grande amigo meu, até porque eu não sou São Paulino”.

Assim fica evidente que Sheik caiu de joelhos diante da homofobia, ao invés de ter aproveitado a situação para levar a bandeira da luta contra o preconceito. Desculpou-se por algo que tinha todo o direito a fazer e que nenhum mal implica a outrem, e ainda usou da mesma homofobia da torcida para provocar a torcida do São Paulo. Em outras palavras, quando teve a oportunidade de lutar contra a homofobia, o que ele fez foi fortalecer ainda mais a convicção preconceituosa de parte da torcida corintiana de que “futebol não é lugar para gays”.

Teorizo que a atitude dele tenha sido por inexperiência e falta de conhecimento sobre a causa LGBT. Mas desde já lamento o “arrego” dele, que se rendeu à homofobia e perpetuou a tradição do futebol masculino brasileiro de esporte segregador de homossexuais.

imagrs

12 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ana

setembro 19 2013 Responder

Uma coisa é fato: Ele só fez isso para chamar a atenção (sim, o certo não era chamar a atenção, afinal foi um ato absolutamente normal)

welington

agosto 31 2013 Responder

vcs gostam é muito de criticar as pessoas principalmenmte esses jornalistas q ficam colocando lenha na fogueira se ele for gay ou naum naum vai ser vcs q vão julgar naum gente !!

    Robson Fernando de Souza

    setembro 1 2013 Responder

    Você ao menos entendeu meu post?

Olandim Sueth

agosto 27 2013 Responder

Sheik arregão. Lamentável!!!

Andre

agosto 26 2013 Responder

Ainda bem que não é SãoPaulino kkkkkkkkkkk

Sergio Luiz Sant´Anna

agosto 24 2013 Responder

Comentário transfóbico apagado. RFS

Alex

agosto 24 2013 Responder

Essa suposta nota foi confirmada em alguma outra fonte? Acho que antes de publicar esse post, seria interessante esperar pra ver se sai publicado algo que realmente seja de autoria do jogador, ao invés de divulgar uma coisa que ele supostamente disse.

    Robson Fernando de Souza

    agosto 24 2013 Responder

    Veja no post que tem um link direto pro comunicado publicado pelo site da Gaviões da Fiel.

      Igor Meneguello

      agosto 24 2013 Responder

      “Gayviões” é uma expressão homofóbica, portanto, comentário apagado. RFS

      latorre

      agosto 26 2013 Responder

      NAO TENHO NADA CONTRA SO FICO CHATEADO COM AS GOZAÇOES DOS COLEGAS DE OUTROS TIMES OUTRA COISA PRO TITE TREINADOR VC FALA QUE TEM O TIME NAS MAOS ELE O EMERSON TE HOSTILIZOU QUANDO SAIU MEXE NESSE TIME

    eduardo

    agosto 26 2013 Responder

    Esse comentário foi publicado no site oficial da Gaviões da Fiel, é só checar.

Panorâmica Social

agosto 24 2013 Responder

Só digo uma coisa: bem feito para quem quebrou a cara e acreditou que o Emerson era o mais novo defensor das bandeiras homoafetivas brasileiras. Sempre soube que o que ele gosta mesmo é de uma boa polêmica para aparecer, e nisso ele foi muito competente.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo