18

out13

Nova categoria de posts: Política
Bandeira rubronegra do anarquismo, corrente ideológica que eu considero a melhor representante da esquerda libertária

Bandeira rubronegra do anarquismo – ou melhor, ao anarcocomunismo -, corrente ideológica que eu considero a melhor representante da esquerda libertária

Consciencia.blog.br há tempos se declara de esquerda. Desde 2010 eu já investia em posts com a iniciativa de barrar a eleição de José Serra para presidente do Brasil e permitir a de Dilma Rousseff – o que, no entanto, teve efeitos nefastos, como mostra o Blog do Tsavkko em post recente. Hoje eu me declaro da esquerda libertária, simpatizante do anarquismo mas ainda “realista” no que tange a encarar o modelo político atual e a baixíssima probabilidade de sua derrubada e substituição por um modelo de democracia mais direta a curto ou médio prazo. Tendo em vista isso e os diversos posts de caráter político e de viés inquestionavelmente esquerdista trazidos nos últimos meses, crio hoje a categoria de posts Política, dando ao blog uma abordagem fora do tradicional da política e da esquerda brasileira.

Recentemente eu trouxe três posts explorando um total de 180 pérolas raivosas de páginas de direita conservadora no Facebook, e isso já deixava clara a posição política do blog, sendo questão de tempo e de alguns posts que a política fosse ganhar uma posição definitiva de destaque por aqui. Facilitou a ascensão do tema político por aqui o remanejamento do tema Direitos Animais e Veganismo ao Veganagente, já que Direitos Humanos era o único tema daqui e isso estava deixando precária a frequência de postagens do Consciencia.blog.br.

Aviso de antemão, contudo, que a abordagem daqui não vai ser nos moldes da Ciência Política ou dos blogs políticos em geral, abordando de forma naturalizada e praticamente inquestionadora o sistema político vigente (liberal eleitoral partidário). Busco falar de política à minha própria maneira, trazendo aqui eventualmente temas como socialismo libertário, anarquismo – do qual eu preciso ter melhor conhecimento -, críticas a visões direitistas – as quais muitas vezes atentam contra os Direitos Humanos -, política “aplicada” – ao comentar assuntos como os próprios Direitos Humanos e a economia – e a politização das nossas vidas e pensamentos. Será tudo de modo que a pessoa que me ler poderá repensar sua visão política e, no mínimo, abandonar preconceitos sobre o que a esquerda realmente pensa.

Espero inclusive aumentar um pouco a frequência de posts por aqui, com a oficialização da categoria Política, que vem subcategorizada em “Direita criticada” e “Esquerda”.

Então, desejo a você uma ótima leitura dos posts, e que, caso seja indecisx e ainda simpatize com pensamentos senso-comum da direita, reveja essa simpatia.

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

R

outubro 31 2013 Responder

Errou da primeira vez e está errando de novo. Só o PSDB de Aécio conserta a cagada que o PT de Lula fez. Mais 4 anos de esquerdismo bolivariano vão decretar a falência de mais indústrias. E dessa vez sem boom de commodities pra salvar. O PT ainda não aprendeu que indústria automobilística não gera inovação para o país. E nem vai aprender com os gordos cheques que chegam ao bolso de meia dúzia em Brasília. Fizeram cagada do mercado de capitais(elétricas e concessões) e agora pedem investimento estrangeiro pra salvar o défict na balança. Amadores!

Privatização de todas as estatais já!

Gabriel Barrionuevo

outubro 23 2013 Responder

Dá-lhe esquerda utópica e liberal

~epix

outubro 19 2013 Responder

Muito bom ver seu foco anarquista, Robson! Se eu te disser que foi tu que me fez simpatizar com o anarquismo e hoje virar um ferrenho anarquista, cara! :D

Aquele seu post “102 perguntas sobre o Anarquismo” me fez pesquisar sobre o assunto. Fiquei meio perdidão. Foi então que um dia, quando pesquisava sobre pedagogia libertária (i.e. anti-autoritária), que encontrei um livro muito foda que apresenta o anarquismo de maneira perfeita, com uma linda construção gradual de ideias e de bônus uma lapada argumentativa em toda ideologia contrária. Chama-se “An Anarchist FAQ”, “Um FAQ Anarquista”. Mas os autores estão sendo humildes, pois esse é “O” faq anarquista. O livro é tão conciso e preciso que decidi começar a traduzi-lo do inglês. Então já te passo ele pra você ir se tornando cada vez mais anarquista:

Original em Inglês: http://goo.gl/TjFjy
Minha tradução em andamento: http://goo.gl/v3ZUJX

Inclusive, estou com uma ideia em mente de criar um canal do youtube sobre anarquismo, apresentando a teoria para leigos e refutando argumentos contrários. O único problema é que eu sou muito procastinador. Se algum dia eu por em prática isso, te mando os links.

    Robson Fernando de Souza

    outubro 20 2013 Responder

    Valeu ae =) Que massa saber que, mesmo sem ser anarquista declarado ainda (por insuficiência de conhecimento), já tô influenciando pessoas a se tornarem anarquistas =D

Sergio Luiz Sant´Anna

outubro 18 2013 Responder

Poderia abordar o cooperativismo também, que se extrapolar, pode até substituir os partidos políticos em matéria de representação com mais eficiência. Esse fosso entre o que a população pede e o que os políticos fazem é bom exemplo disso.

A.N.

outubro 18 2013 Responder

Bandeira rubronegra do anarcocomunismo.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo