27

nov13

“Reportagem” do R7 insiste em impor padrão perfeccionista de beleza às mulheres

r7-machista

O portal R7 soltou mais uma pérola do jornalismo do tipo “não tem o que fazer” contra as mulheres, agora condenando mulheres que não têm vergonha de seu próprio corpo e persuadindo as leitoras a tentarem se livrar daquilo que, apesar de ser natural do corpo humano, os homens machistas chamam de “imperfeições”. A “reportagem” em questão mostra fotos de diversas mulheres famosas se divertindo sem preocupação com detalhes corporais como estrias e celulites e julga-as de forma implicitamente negativa, aproveitando para divulgar tratamentos caros de estética corporal e mostrar verbalmente exemplos de mulheres que recorreram a eles.

Cada foto traz um trecho daquilo que seria um texto completo. Abaixo está a matéria desfragmentada:

O verão bate à porta e, com ele, vem o biquíni. Mas o que fazer com as celulites e estrias? O primeiro passo é se acalmar, porque até beldades como Juliana Paes têm os temidos furinhos. E o segundo é procurar o tratamento estético correto para minimizar o problema e desfilar pelas areias brasileiras sem encanação.

Tati Minerato tem celulites discretas, que só aparecem quando ela senta ou aperta as coxas. Para ela, existe o Manthus, aparelho que promete reduzir os furinhos de todos os graus e ainda combater a flacidez. O tratamento feito com o Manthus, que também pode ser boa pedida para Andréa de Andrade, tem ultrassom e um gerador de estímulos elétricos e correntes polarizadas que reduzem células de gordura e toxinas.

Outra possibilidade para quem quer se livrar da celulite é o Powershape, que com sucção, laser e radiofrequência ativa a circulação sanguínea e estimula a produção de colágeno e fibras elásticas. O Powershape também é saída para quem tem gordura localizada, como Andréa Sorvetão. Ele causa um efeito tensor na pele e, por isso, ajuda a perder medidas.

Quem tem celulite, como Jéssica Lopez, e procura algo totalmente relaxante para dar adeus aos furinhos pode tentar a máscara mineral Gernetic. O tratamento é feito com aromaterapia e utiliza óleos essenciais de lavanda. Depois, é feita uma massagem nos pés para abrir o que a medicina chinesa chama de canais vitais. Em seguida é feita uma massagem drenante e a pessoa é coberta com gaze da barriga aos pés. A máscara é aplicada com um pincel e age por 20 minutos .

De acordo com a esteticista facial, corporal e gerneticienne ortomolecular da Clínica de Estética Dan Corps, Cecília Souza, os resultados aparecem na primeira sessão. — O tratamento ameniza a celulite e visivelmente você consegue diminuir de dois a quatro centímetros de medidas (- diz ela).

Fica claro que a “reportagem” se soma a tantos outros conteúdos compartilhados na internet que contribuem para que as mulheres tenham ódio de seus próprios corpos e dos seus aspectos naturais e se forcem a se encaixar num estrito e racista “padrão Photoshop de beleza”, no qual as mulheres, para terem a aprovação dos homens, devem ser brancas e não ter nenhum detalhe que eles possam usar como forma de inferiorizá-las.

Matérias assim são grandes contribuidores para a disseminação do falso direito dos homens machistas de julgarem as mulheres por sua aparência, da baixa autoestima feminina e da opressão contra mulheres que ousem estar um centímetro para fora do padrão de beleza hegemônico, além de favorecer diretamente os interesses da indústria cosmética e de estética, que ganham muito dinheiro ao fomentar entre as mulheres o desgosto por seus próprios corpos, a baixa autoestima e a “necessidade” de obter a aprovação dos homens.

“Reportagens” como essa precisam ser escrachadas. Portanto, encorajo o envio de comentários de protestos no post de divulgação da matéria na fanpage do R7 no Facebook.

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo