16

fev14

Padre Marcelo Rossi volta a associar “falta de Deus” com violência urbana

pe-marcelo

Mais um artigo do Padre Marcelo Rossi sobre violência nas cidades, mais uma “análise” rasa para coxinha ver, mas uma demonização da “falta de Deus”. O costume já arraigado dele de ver a descrença em Deus e o desapego à religião cristã como problemas retornou com o artigo de ontem chamado “Nossa segurança vem de Deus”, em sua coluna no portal do jornal O Tempo.

No terceiro e penúltimo parágrafo do texto, ele afirma:

Acredito que o mundo nunca esteve tão violento e acredito também que um dos motivos para isso estar acontecendo é a falta de Deus na vida das pessoas e, consequentemente, a falta de amor nos corações de todos. A vida, ou o sentido de “viver”, nunca foi tão desvalorizada.

Isso acompanhado de uma “análise” desprovida de qualquer profundidade histórica e social, tanto sobre as causas da violência urbana como sobre por que ser cristão e crer em Deus faria de alguém mais ético que outras pessoas. Lendo-se o texto, fica-se com a impressão de que assaltantes assaltam, homicidas matam e traficantes comercializam drogas simplesmente por serem ateus, ou cristãos rebeldes que se recusam a levar sua religião a sério. Uma colocação preconceituosa que só agrada àqueles que são predispostos a tratar ateus e outros não monoteístas com preconceito e buscam respostas rápidas e simples para problemas complexos.

Padre Marcelo continua exortando seus leitores a serem preconceituosos e, pior, a culparem os ateus pela violência. Protestos contra essa postura dele devem ser postados nos comentários do texto.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Ronaldo

março 4 2014 Responder

Robson e Felipe,
sou um autodidata. Parece que andar com as próprias pernas e ir fundo no entendimento das coisas é coisa rara. A sociedade que constatamos é uma sociedade da dependência absurda dos donos do saber e do poder. Na escola não deixam o aluno evoluir com na sua velocidade, ele tem que seguir a massa ou a turma e o programa pré-concebido. Portanto, falar de autodidata é um tabu. Quase todo blog religioso não tem a opinião do cidadao publicado. São quase todos uma parede onde se prega a sua opinião e desaparece! Não querem ser questionados ou guardam a opinião dos outros só para eles.
Estudei com carinho e metodicamente as bíblias Católica, Protestantes e textos apócrifos. E cheguei a seguinte conclusão: o Deus do antigo testamento é o Diabo. Olha, meus caros, não foi fácil este estudo. Pois, li tim por tim-tim, com uma visão focada no todo e não por pedaços de texto.
Não participo de nenhum grupo religioso. Nem estou aqui para desmerecer qualquer um deles. Sou como um peixe fora d’água ou alguém remando contra a correteza. Fácil?!

Filipe

fevereiro 18 2014 Responder

Olá, Robson!

Como vc sabe, sou cristão; creio que vc pode me chamar de fundamentalista, termo que está cada vez mais difundido.

Eu não creio que a violência seja explicada simplesmente pelo ateísmo. Conheço ateus que são éticos, cumpridores de seus deveres e solidários com o próximo.

No entanto, eu também vejo que aqueles que assassinam ou roubam não são cristãos de fato. Pois um cristão coloca os mandamentos de Deus em primeiro lugar! Mas, gente corrompida existe em todos os lugares.

Penso no ateísmo como um fenômeno espiritual, que terá consequências espirituais. Coisa que o ateu, por ser ateu, pode viver despreocupado!

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo