27

fev14

Páginas de consumidores de cervejas e de rádio divulgam imagem transfóbica contra travestis

dicas-transfobicas-de-carnaval-capa

A fanpage Cervejetariano, feita por e para consumidores assíduos de cervejas e outras bebidas alcoólicas, publicou uma imagem transfóbica dedicada a dar “dicas para o carnaval”, dizendo que “travesti não é mulher”. A imagem foi compartilhada pela página facebookiana da rádio Beat 98, do Rio de Janeiro capital.

Essa é a imagem completa (em tamanho reduzido):

dicas-transfobicas-de-carnaval

Não é raro que, de círculos sociais regados a bebidas alcoólicas, e também de propagandas de cerveja – estas, por sua vez, “especialistas” em tratar mulheres como objetos sexuais -, saiam doses torrenciais de machismo, heterossexismo (principalmente homofobia) e transfobia, costumando os três andar fielmente de mãos dadas. As páginas da Cervejetariano e da Beat 98 não fugiram à regra e reproduziram o costume de desrespeitar a identidade de gênero de mulheres trans, especificando as travestis como alvos de seu “humor” preconceituoso.

A quem de fato respeita mulheres, sejam elas pessoas trans ou cis, recomendo deixar comentário de protesto nos dois links mencionados acima, assim como mandar mensagens de repúdio às páginas Cervejetariano e Beat 98.

imagrs

10 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Marcus

março 12 2014 Responder

Robson, pergunta:
Você seria a favor da censura desse tipo de propaganda por parte do governo ou de algum orgao regulamentador?

    Robson Fernando de Souza

    março 12 2014 Responder

    Sim, seria, da mesma forma que hoje se “censura” conteúdo racista, de ódio regional/xenofóbico e (teoricamente) de intolerância religiosa.

Jhonny F.

fevereiro 28 2014 Responder

Mais que fique claro:
Você se sentiu ofendido com o minha pergunta, e me lançou a pecha de preconceituoso para não precisar responder,você travou o debate.

É muito fácil chamar quem não concorda com as suas idéias de preconceituoso,difícil mesmo é responder as objeções que são apresentadas.
Quando eu tentei jogar a mesmo lógica do texto em você para desmascara-lo e mostrar a sua incoerência,simplesmente apaga o que foi dito ,para dar a impressão a quem lê que eu é que fui o intolerante e preconceituoso.

    Robson Fernando de Souza

    março 1 2014 Responder

    Primeiro, se pessoas merecem respeito e ideias não, fique claro que travestis merecem respeito e são desrespeitadas quando são tratadas pelo masculino. Já não basta serem tratadas como seres “sub-humanos” diariamente, ainda têm seu básico direito de serem quem são vilipendiados todos os dias. E não pretendo que isso aconteça aqui no blog, incluindo nos comentários.
    Segundo, não admito debates em que um lado queira “desmascarar” agressivamente e “derrotar” o outro, ao invés de simplesmente debater ideias (o que não inclui negar a dignidade de seres humanos e outros animais).
    Se você não admite simplesmente respeitar pessoas como as travestis e guardar pra si mesmo o “direito” de negar a identidade de gênero de outras pessoas, e faz tanta questão que, sem o “direito” de insistir que “travestis não são mulheres” – reforçando assim toda a espiral de não reconhecimento de dignidade a pessoas trans e marginalização a que elas são submetidas -, não vai comentar por aqui, então não irá sair perdendo se não comentar mais num lugar onde você insiste em negar reconhecer o direito delas de serem quem são e assim serem reconhecidas.

      Filipe

      março 1 2014 Responder

      Robson, fiquei curioso numa questão.

      No caso de um homem hetero bêbado acabar ficando com uma travesti e descobrir no outro dia, ele ficaria muito envergonhado e irado.
      Você não acha que a travesti deveria recusar ficar com alguém bêbado, para evitar essa situação? Isso seria uma prova de ética da travesti. Ela ficaria apenas com homens que estivessem conscientes de sua situação de gênero.
      você não concorda que isso seria o melhor?

        Robson Fernando de Souza

        março 1 2014 Responder

        Sobre isso, sou em cima do muro. Melhor você perguntar isso diretamente a pessoas trans.

Jhonny F.

fevereiro 28 2014 Responder

Pessoas merecem respeito,ideias e teorias não.

Se eu sou um preconceituoso por falar a verdade (coisa que a ideologia te impede de ver) eu mesmo paro de comentar aqui a partir de agora.

Tenha um bom dia

Jhonny F.

fevereiro 28 2014 Responder

Pela sua lógica (se mulher = travesti) então heterossexuais masculinos iriam gostar tmb de travesti,ja que nao há um diferença tao significativa entre um e outro.

[Trecho transfóbico e ofensivo apagado. Próxima investida transfóbica, será vedado de continuar comentando. Caso queira saber por que a identidade de gênero de pessoas trans, incluídas travestis, deve ser respeitada, pergunte, sem prejulgamentos. RFS]

Jhonny F.

fevereiro 28 2014 Responder

Que absurdo!Só de eu constatar uma diferença obvia,que qualquer pessoas é capaz de reconhecer agora sou preconceituoso.

Para respeitar a pessoa não é necessário dizer que ela é o que de fato nao é.isso é loucura.

Se eu por acaso me senti-se um papagaio,nao poderia exigir dos demais que me vissem como tal.O sentimento(Subjetivo) nao pode ser maior que o Fato (objetivo.

Jhonny F.

fevereiro 27 2014 Responder

Transfobia é transfobia. Comentário transfóbico apagado. Respeite as identidades de gênero, não insista em se arrogar saber melhor do que uma travesti quem ela própria é. RFS

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo