06

fev14

Portal católico divulga artigo preconceituoso julgando não católicos como “falsamente” bondosos

portal-catolico

O portal Aleteia, de Portugal, levou ao ar ontem um artigo preconceituoso que julga católicos como as únicas pessoas “verdadeiramente” bondosas e, por tabela, trata os não católicos como pessoas que “não podem” ser realmente boas. Tem todos os aspectos da tradicional arrogância do clero católico, que tenta dar à Igreja Católica Apostólica Romana o monopólio da bondade, da moral e da educação ética na tentativa de evitar que mais católicos abandonem a instituição e partam para outras religiões, cristãs ou não, ou deixem de ser religiosas.

Diversos trechos do artigo, traduzido do portal mexicano Desde La Fe, passam a mensagem clara de que não católicos são “bons mas não tanto” e tendem a ser menos bondosos e menos verdadeiros em sua bondade do que os católicos. Isso atinge desde os ateus e os religiosos não cristãos até os cristãos não católicos (protestantes, evangélicos, ortodoxos, coptas etc.).

E o engraçado é que o artigo também diz que a ICAR faz pessoas seguirem o exemplo de Jesus e as influencia a serem “santas”, ignorando a própria história da instituição, sujada de sangue pelas inquisições, cruzadas, apoios a regimes fascistas, doutrinações moralistas, mortes por perseguição de minorias etc., e a incapacidade da Igreja de tornar “santos” mesmos os próprios papas.

Contra essa incitação ao preconceito, protestemos nos comentários do texto. Não podemos deixar passar nenhuma apologia à intolerância religiosa, que inferiorize não cristãos ou não católicos em favor de uma suposta superioridade moral dos cristãos/católicos.

Leia abaixo a resposta que dei ao texto, ao estilo dos comentários que faço a prints de textos carnistas no Veganagente. Clique na imagem para vê-la em tamanho completo:

bons-sem-deus-e-sem-igreja

 

imagrs

Seja a primeira pessoa a comentar

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo