08

ago14

Em congresso evangélico, Dilma diz que “o Brasil é um Estado laico, mas…”

dilma-com-religiosos-fundamentalistas

Em mais uma ação, Dilma Rousseff mostra que seu próximo governo será ainda mais de direita do que no primeiro mandato, aprofundando sua aliança com religiosos fundamentalistas. Ela própria posou de fundamentalista religiosa ao dar a declaração acima, de que “o Estado brasileiro é um Estado laico, mas…”, durante o Congresso Nacional de Mulheres da Assembleia de Deus. A imagem acima foi extraída da página oficial dela no Facebook e confirmada em postagem no site oficial de sua candidatura à reeleição.

Em tal postura, ela fecha de vez as portas para políticas que contrariem os conservadores evangélicos, como aquelas ligadas aos direitos das mulheres, ao respeito às pessoas trans, à dignidade dos não heterossexuais e à proteção das religiões minoritárias (afrobrasileiras, pagãs, indígenas etc.). E declara que prefere um Brasil “cujo deus é o Senhor” a um país que não seja assenhoriado por nenhuma divindade específica.

Ela mostra que não difere em praticamente nada de Aécio Neves e Eduardo Campos. Portanto acredito que tanto faz se qualquer um dos três presidenciáveis for eleito. Os três são marionetes das grandes corporações – que têm doado milhões para a campanha de cada um deles -, dos latifundiários, dos religiosos fundamentalistas e, até certo ponto, dos militares.

imagrs

6 comentário(s). Venha deixar o seu também.

silvano

outubro 31 2014 Responder

Nada mais nada menos do que o “início” da nova lei mundial” que quer colocar em prática o que nas escrituras Sagradas já foi escrito…

Jesus está voltando!

Gus Van Sant

outubro 25 2014 Responder

Perfeito. Os que querem impor a religião católica como constituição do Brasil, goela abaixo de todos que não são católicos, alegando que a maioria é católica, são os mesmos que criticam o Irã por impor suas leis islãmicas para os outros. Para os bitolados democracia é a maioria decidir se a minoria tem ou não os mesmos direitos que todos. O Brasil é um estado ateu? Então o que que as igrejas estão esperando para pagar impostos? O papa? A única vez que um papa entrou de verdade numa questão política foi para celebrar uma missa e declarar apoio ao nazismo, e isso é um fato, tem imagens, não adianta, como sempre, o vaticano apresentar um documento 60 anos depois questionando isso!

Heloisa Helena

agosto 10 2014 Responder

Concordo com a Ju (não com a Juliana). A atitude é puramente eleitoreira e necessária para angariar votos…Mas que exagerou na dose, exagerou!

Ju

agosto 9 2014 Responder

É obvio que eles jogam para todos os lados,querendo se mostrar moderados e agradar a todo tipo de público.isso não significam que apoiam ou fazem tudo o que os evangélicos querem,apenas estão querendo parecer ”de deus” para pegar uns cristão desavisados.

Exemplos:

-O PT não aceitou ter silas malafaia entre seus partidários.
-Dilma manda tirar bíblia e crucifixo de seu gabinete:http://www.correiodoestado.com.br/noticias/dilma-manda-tirar-biblia-e-crucifixo-do-gabinete_94432/
-Lula admite que chegou ao poder por causa da igreja católica (http://www.youtube.com/watch?v=kXilUXmPduI)
-O PT é a favor de projetos de legalização de aborto,lei da palmada, redução da maioridade penal,todos eles alvos de criticas dos evangélicos e católicos.

porque de um lado o PT tenta conseguir apoio de religiosos,ou porque é ”aliado” dos grandes empresários?

porque precisa de votos da massa(que na maioria é religiosa e/ou conservadora) e dinheiro e apoio dos ricos.isso não quer dizer que o PT é de direita ou esquerda.isso quer dizer que ele quer se manter no poder.

    Tiago

    agosto 25 2014 Responder

    Ju fala que eles se fazemde crentes pra conseguir votos, como se fosse algo ético. A falta de ética do PT é naturalizada, por eles estarem fazendo o que é preciso pra estarem no poder. E nem PT nem a Dilma sequer tocaram na legislação sobre o aborto. Fora isso, a Dilma engavetou o projeto que visava combater a homofobia nas escolas, pra manter o apoio dos evangelicos.

    Dilma tirou a cruz pra fazer media com outras religioes ou os ateus. Apoia esses congressos pra fazer media com os crentes,; fala em Deus pra fazer media com os cristãos, e por aí vai. Como o autor aponta: nao é diferente de qualquer um dos candidatos.

Juliana

agosto 8 2014 Responder

Que lamentável.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo