27

set14

60 pérolas de páginas de direita no Facebook #18: especial do antipetismo conservador eleitoral

perolas-de-direita

Leia aqui todos os posts da série de pérolas de páginas de direita do Facebook

TW (aviso): algumas imagens-pérola contêm machismo, gordofobia, racismo velado, ódio contra pobres e apologia à ditadura militar. Este post denuncia e responde a esse tipo de absurdo, mas sinta-se à vontade de evitar contato com tal conteúdo.

Obs.: Este post corre o risco de deixar a entender que o Consciencia.blog.br é petista. Antes que se pense isso, deixo claro que não defendo o PT, exceto em relação a algumas políticas. Faço oposição de esquerda ao partido, e isso está claro em outros posts de coletâneas de pérolas de páginas de direita.

O post aqui, ainda que defenda algumas políticas petistas, como o Bolsa Família, concentra-se em denunciar como parte da direita brasileira, pelos motivos e métodos errados, declara seu ódio ao PT e parece querer que ele seja incondicionalmente substituído por gente da oposição de direita, por mais que esta seja ainda mais envolvida do que o próprio PT em corrupção, outros crimes diversos e inúmeras violações da Constituição e dos Direitos Humanos.

Mas o Brasil vai ficar rico
E vamos faturar um milhão
Quando botarmos o PT pra fora
E elegermos um direitão!

Imaginária versão antipetista de trecho da música “Que País É Esse”, de Legião Urbana

Em temos de eleições estaduais e federais, multiplicam-se as baixarias dirigidas contra aqueles nos quais não se quer que outras pessoas votem. Petistas descem a lenha em tucanos e pessebistas (candidatxs do PSB, como Marina Silva e alguns governadoráveis). Gente de direita mete pau em Dilma e, em menor intensidade, em candidatxs locais do PT, do PSB ou de partidos de bandeiras vermelhas aliados a esses dois. Não se discute com a devida maturidade os problemas do país e dos estados. O debate sobre a possibilidade de aumentar a participação política democrática da sociedade governada se mostra uma utopia distante.

Nesse contexto, a direita se mostra como a literal “salvadora da pátria”, muito embora não mostre qualquer proposta destinada a redimir totalmente as classes populares da situação de exclusão sociopolítica. Sua prioridade máxima é atacar o PT, pelos motivos e meios mais errados, preconceituosos e falaciosos possíveis.

Às vezes essa direita tenta fingir que não é direita, escondendo suas preferências partidárias e eleitorais. Mas um olhar mais apurado mostra quem ela, por eliminação, apoia: tucanos acusados de envolvimento com corrupção e narcotráfico; ruralistas envolvidos com crimes como destruição ambiental, grilagem, pistolagem e emprego de mão de obra escrava; evangélicos fundamentalistas metidos em estelionato, lavagem de dinheiro, violações de Direitos Humanos e crimes de preconceito; militares defensores de valores fascistas e ansiosos pela oportunidade de esmagar às balas a esquerda brasileira e indiretamente massacrar as minorias políticas; entre outros seres carregados de interesses espúrios.

O apoio dessa parcela “protestante” da direita a essa gente não é explicitado. Mas fica claro quando os crimes de políticos dessa estirpe são acobertados, omitidos da opinião pública, ignorados ou relativizados, mesmo quando envolvem delitos ainda mais graves e envolvedores de quantias de dinheiro muito maiores do que quando pessoas do PT cometem crimes similares. E um ponto curioso é quando perpetuam os ataques a Lula, mesmo tanto tempo depois de seu mandato presidencial ter terminado, elevando-o sem querer ao título de presidente emérito e eterno.

Nisso tudo, os legítimos abusos, omissões e também crimes vindos de petistas, da cúpula do PT federal e dos governos de Lula e Dilma ficam na obscuridade. Deixa-se de ter ciência de problemas como as privatizações disfarçadas com o nome de “concessões” e “PPPs”, as violentas repressões políticas contra movimentos sociais de rua, o apoio à radicalização da violência policial, as alianças com religiosos fundamentalistas e com latifundiários perigosos, o “desarmamento” político da população mais pobre – induzida à falsa ideia de que justiça social é meramente aumentar o poder de consumo das classes populares -, o rendimento de lucros recordes a bancos e montadoras automobilísticas, a promiscuidade potencialmente corruptiva com empreiteiras e mineradoras, a destruição ambiental, o quase zeramento da reforma agrária, a genocida exclusão sociopolítica das populações indígenas, a cumplicidade com o inchaço da população de automóveis nas cidades e a consequente perda de qualidade de vida urbana, o negligenciamento das demandas pela democratização da imprensa etc.

E ao mesmo tempo, ruralistas latifundiários, religiosos fundamentalistas, militares neofascistas, diversos políticos opositores do PT, parlamentares donos ou representantes de empresas robustas e outras categorias de mandatários ficam livres, leves, soltos e impunes. Cometem seus crimes à revelia de qualquer olhar crítico dos “conscientes” “politizadores” de direita. Sucateiam serviços públicos, arquitetam a revogação de direitos de minorias políticas e a aquisição de mais privilégios e regalias para si, mantêm artigos e incisos importantíssimos da Constituição Federal permanentemente rebaixados a letra morta, privatizam – não sem esquemas de corrupção por trás – patrimônio outrora público, promovem censura e remoções forçadas em seus estados com o auxílio de uma duvidosa “Justiça”, faturam dinheiramas com corrupção etc. Tudo sem que os “politizadores revoltados” dediquem um mínimo de atenção a isso.

Tudo isso tem sido acobertado pelas “TVs Revoltas” da vida. O foco exclusivista em algumas iniquidades (supostas e reais) do PT, de Lula e de Dilma nada ajuda e muito atrapalha nos esforços de tornar a política brasileira algo mais transparente e permeado de honestidade, ética e justiça.

Por tudo isso, pelo esforço de contribuir para o amadurecimento das discussões políticas no Brasil, vale mostrar como grande parte da direita brasileira, em especial aquela parcela que mistura conservadorismo com livremercadismo privatista, tem atrapalhado e obscurecido, ao invés de ajudar e esclarecer, as discussões sobre os problemas brasileiros. E também vale escancarar como, nessas parciais ou falsas denúncias contra o PT, tem-se mostrado racismo velado, machismo, elitismo, capacitismo, especismo, xenofobia, heterossexismo e outras excrescências na intenção de atacar o partido e tentar tirá-lo do poder – mesmo que isso acabe colocando gente ainda mais corrupta, antiética e criminosa no poder.

Vale criticar o PT e também desejar que ele seja derrotado nas urnas. Mas não vale fazer isso usando de falácias, mentiras, ódios, preconceitos, manipulações e desonestidades. E isso este post escancara, ao trazer as devidas respostas às 60 imagens abaixo.

 ***

perola-13motivos

– E é claro que, ao votarmos na oposição à direita do PT, isso tudo vai acabar, e enfim teremos um Brasil que…
– Tende a continuar a mesma coisa ou ficar ainda pior, considerando que PSDB e DEM têm um histórico de corrupção bem maior do que o PT em termos federais, estaduais e municipais e os escândalos desses partidos são acobertados pela mídia mainstream e por vocês; seus governos só fizeram piorar muitos setores de investimentos básicos, como educação, saúde e segurança pública, sendo o estado de São Paulo um grande exemplo disso; e o que há de “alternativa” de direita são ruralistas, militares e teocratas envolvidos em lavagem de dinheiro, cerceamento de direitos alheios, violações à Constituição, trabalho escravo, crimes ambientais, assassinato de opositores e vários outros crimes e abusos?
– Grrrrrr… Seu petralha @$#&$&#%! Grrrrrrr!!!!! *#%#*$@##!!!!!!!!

***

perola-14anos

As leis precisam de uma reforma que satisfaça nossa sede de vingança contra jovens negros pobres que se envolveram em crimes que odiamos (e não penalize brancos filhos de pais ricos cujos crimes a mídia acoberta ou relativiza)! Isso mesmo que não haja nenhuma diminuição das taxas de criminalidade, nem nenhum adolescente infrator tenha mais a chance de ser regenerado e ressocializado, nem haja investimentos na reforma educacional de centros de detenção de menores infratores, nem seja eliminada a chance de adolescentes de 13 anos cometerem crimes chocantes que nos vão levar a exigir nova diminuição da maioridade penal!

***

perola-ajudasdogoverno

Basta de ajuda humanitária à Palestina! Se o Hamas, que tanto odiamos, tá no poder lá, é lógico que isso significa que o Brasil e os demais países devem deixar o povo palestino totalmente à mercê dos opressores israelenses e não destinar nem um centavo pra’quela população!

***

perola-aprendeai

Que horror! Dilma falou “diuturna e noturnamente”! Vamos aproveitar isso pra promover patrulhamento linguístico, usar xingamentos especistas e provar que Dilma é totalmente incompetente e não merece nosso voto!

***

perola-bolsafamilia

Esse programa de “compra de votos” que EUA (aquele heroico país que nos inspira), Japão (onde um governo de direita estudou a possibilidade de conceder ajuda financeira aos mais pobres) e Alemanha também promovem precisa ser extinto! Dane-se se isso devolver milhões de famílias a uma situação de miséria e exclusão social total!

***

perola-chega

Tirando o PT, vamos livrar o Brasil da corrupção, mesmo que isso signifique colocar no lugar teocratas, ruralistas e gente de partidos muito piores do que o próprio PT em corrupção!

***

perola-chibatada

Vamos promover a grande mudança que o Brasil precisa incitando a misoginia e a violência contra a mulher! Ajude a página a imaginariamente agredir Dilma fisicamente e imaginar que isso é uma grande contribuição pra que o Brasil se torne um país melhor!

***

perola-corrupto

Não voto em “corruPTo”. Só voto em corruptos do PSDB, do DEM e das bancadas ruralista e evangélica fundamentalista. E me acho o máximo ao dizer que a galera vote em gente que não seja petista ou aliada do PT mesmo que isso implique votar no PSOL, PSTU, PCB e/ou PCO.

***

perola-devolvammeupais

Devolvam meu país, PT! Ou melhor, devolvam o país pro PSDB, ou entreguem-no pros ruralistas e pros religiosos fundamentalistas! Eles sim são gente confiável mesmo estando envolvidos em corrupção e tantos outros crimes até o pescoço!

***

perola-dilmavez

A grande sacada que vai promover uma revolução política no Brasil: chamar Lula (nosso eterno e emérito presidente) de alcoólatra e esculhambar com programas de ajuda financeira alguns dos quais até nossa própria querida “América” usa.

***

perola-diplomadejumento

Usar ataques pessoais com xingamentos especistas contra quem vota nos nossos opositores é a grande estratégia pra tornar o Brasil um país livre de corrupção e mais “justo” (mesmo que essa “justiça” signifique abandonar a população pobre de novo).

***

perola-direito

Porque, afinal, assegurar direitos constitucionais é “dar direitos de graça”, e ruralistas, teocratas, tucanos, milicos etc. não negam nem anulam nenhum direito à população com seus atentados aos Direitos Humanos, à laicidade do Estado, à transparência política, ao patrimônio público, ao orçamento governamental etc.

***

perola-distribuidinheiro

É claro que os programas de ajuda financeira não estão ajudando a população pobre. É claro que a porcentagem de pessoas que saíram da pobreza absoluta não diminuiu nem 0,01% graças a eles. E esses programas são tão absurdos que nossos queridos e inspiradores países do “Primeiro Mundo” também estão implementando. O objetivamente melhor é que esses programas sejam todos extintos e a parcela da população que era beneficiada afunde de novo na miséria e se vire sozinha com os próprios recursos (mesmo que sejam recursos zero) pra mudar de vida.

***

perola-elacaira

Dilma é corrupta! Mesmo que nenhuma CPI tenha descoberto qualquer envolvimento direto dela com escândalos de corrupção, vamos adiantar logo e jogar uma difamaçãozinha com calúnia comparando ela com Collor, carimbando uma acusação até hoje nunca comprovada e exigindo sua derrubada. E que se dane se gente do PSDB tá numa situação parecida com a que dizemos que Dilma tá – jamais exigiremos, por exemplo, que Geraldo Alckmin sofra impeachment também.

***

perola-entenderasmulheres

Como entender (a cabeça oca dos) machistas (se é que é possível entender por que machistas são machistas): comecemos pelas imagens pseudo-humorísticas que fazem pra depreciar as mulheres, como essa.

***

perola-errodeportugues

Meu ódio aos pobres (e à sua cultura) vestido de patrulha linguística, por sua vez, não dá nenhum nojo, né verdade?

***

perola-euapoio

Que se dane se isso não diminuir nem em um traço a incidência de crimes violentos cometidos por adolescentes, ou se algum crime chocante cometido por algum menino de 13 ou 11 anos nos levar a exigir a redução da maioridade penal pra 12, 10, 8… anos, ou se os adolescentes infratores saírem da cadeia ainda mais perigosos e cruéis. O que interessa não é justiça nem a diminuição da violência, mas sim que nossa sede de vingança seja satisfeita.

***

perola-facaalgumacoisa

E contra essa situação absurda, vamos de falácia do espantalho, pra deixar a entender que a esquerda não quer que adolescentes autores de crimes graves não sejam retirados de circulação.

***

perola-gentehonesta

“Gente honesta” não vota no PT. Mesmo que vote em corruptos do PSDB e de outros partidos; ou em evangélicos fundamentalistas envolvidos em violações de Direitos Humanos, charlatanismo, estelionato, narcotráfico e lavagem de dinheiro; ou em ruralistas acusados de crimes ambientais, trabalho escravo, pistolagem, grilagem, assassinatos políticos etc.; ou em milicos perseguidores de minorias e adeptos de discursos fascistas e antidemocráticos.

***

perola-historiadopt

Lá você vai achar um ótimo livro, chamado “A História Inexistente do PT: como gente de direita fanática e cheia de ódio adora inventar ou superexagerar acusações contra o partido que mais lhes causou ódio na história do Brasil”.

***

perola-homemhonesto

Sou um homem honesto. Prefiro votar em gente corrupta do PSDB, ruralistas e/ou religiosos fundamentalistas, só pra tentar tirar o PT do poder.

***

perola-horariopoliticodopt

Quando o horário eleitoral do PT acabar, ligue a TV de novo e assista aos guias do PSDB, PSB, PMDB, PR, PP, PSC, DEM, PTB etc.

***

perola-importarmedicos

Não veem que é óbvio que nunca faltou nenhum médico no interior do Brasil, nem faz falta por aqui um paradigma medicinal humanitário, focado na prevenção e que se preocupe em tratar pacientes com dignidade?

***

perola-infeliznacao

Infeliz é a nação cujo governo tem defeitos que nós inventamos, distorcemos ou exageramos. E feliz é a nação que troca um partido cujo passado era de esquerda por governantes de direita cujo envolvimento em corrupção, crimes, abusos e violações de Direitos Humanos nós acobertamos e ignoramos.

***

perola-inteligencia

E minha inteligência é tão grande que ofusca totalmente o envolvimento da oposição de direita (PSDB, ruralistas, teocratas, militares etc.) em corrupção, em sucateamento de serviços públicos, em violações de Direitos Humanos, em ações inconstitucionais etc.

***

perola-levejunto

Fora Dilma, PT e aliados! Que venham corruptos do PSDB, DEM, PR, PP, PTB, PSB, PSC etc. pra assumir o lugar deles!

***

perola-licaodosamericanos

A lição dos estadunidenses: viu movimentos sociais ameaçando seu status quo? Bala neles! Afinal, movimento social, manifestações de rua e gente de esquerda têm mais é que ser tratados com violência e morte! Sabe como é, se alguém se opõe a nossos privilégios, tem que ser (literalmente) abatido à bala.

***

perola-logicadopt

A lógica do oposicionista de direita: vamos tratar animais como objetos a serem comprados e usados, e também ignorar que um governo de oposição pode ser ainda pior, já que no passado a equipe econômica de FHC impulsionou a subida dos preços com a liberação do câmbio e sufocou o poder de consumo (o qual tanto exaltamos) da população com juros altíssimos.

***

perola-lucianagenro

O mínimo que você precisa saber pra esculhambar uma pessoa da política que você odeia: use uma frase totalmente arrancada do seu contexto, atribua a ela tal frase descontextualizada mesmo que esteja entre aspas, use ataques pessoais etaristas (com preconceito de idade) e associe a pessoa, das maneiras mais forçadas, ao PT.

***

perola-lulapreso

Olha que massa: se nosso eterno e emérito presidente Lula for preso por um envolvimento criminal direto nunca comprovado, a educação brasileira vai vivenciar uma revolução democrática e libertacionista, a violência urbana vai bater patamares mínimos recordes, todo mundo terá uma casa pra morar e conseguirá se livrar da miséria, o SUS vai se tornar um sistema nota 10, a corrupção (inclusive a promovida por tucanos, ruralistas, evangélicos fanáticos e militares) vai acabar, a economia vai começar a crescer dois dígitos por ano, o meio ambiente vai se tornar uma das prioridades da política federal, todos os seres humanos terão seus direitos todos reconhecidos no Brasil e haverá pra todo mundo no país uma qualidade de vida de níveis nórdicos.

***

perola-maioridadepenal

Maioridade penal baixa já, mesmo que isso não diminua a violência no Brasil, não recupere ninguém, só piore a periculosidade dos menores infratores e não elimine a possibilidade de reivindicarmos depois a redução da maioridade penal pra 12, 10, 8… anos!

***

perola-medicocubano

A grande solução pra saúde no Brasil: piadinhas xenofóbicas, com “humor” pior do que A Praça É Nossa, envolvendo trocadilhos com línguas estrangeiras.

***

perola-meoprimir

Oh não! Estão chutando uma bicicleta do Itaú! Deixem nosso pobre banco em paz!

***

perola-milhoesparapobreza

O PT empurrou milhões pra pobreza, mesmo tendo tirado esses mesmos milhões de uma situação de pobreza extrema. Tipo, é como se tivesse apagado a luz ao acender a lâmpada. Não é o máximo?

***

perola-militaresditadores

Afinal, o ato do governo de Dilma de financiar políticas em Cuba, em Venezuela e na África (continente que no fundo é um único país, não existindo lá nenhum país chamado Congo, Sudão, Argélia, Egito, Nigéria, Angola, Moçambique, África do Sul, Gana, Chade, Zimbábue, Suazilândia, Quênia, Malawi, Tanzânia, Etiópia, Somália, Botswana, Tunísia, Marrocos, Mali, Senegal etc., segundo nossa “consciência” racista) é a refutação definitiva da crença de que o regime militar era uma ditadura.

***

perola-minhaproposta

Vamos combater a impunidade aumentando o número de criminosos a serem procurados e presos, e não nos importando se algum dia estivermos começando a exigir que crianças de menos de 12 anos também sejam presas caso cometam algum crime que nos cause indignação.

***

perola-mobilizacao

Junho de 2013? Não veem que aquilo ali nunca aconteceu? Não veem também que o recebimento de Bolsa Família lógica e necessariamente impede que a pessoa vá às ruas pedir pelo respeito aos seus direitos?

***

perola-naopermita

Ainda há tempo! Pra nossa sorte, 12 anos de governo petista já passaram e o Brasil não virou Venezuela, nem Cuba, nem Coreia do Norte, nem uma União Soviética do Sul. Não permita que o governo do PT faça a qualquer momento aquilo que nunca fez nesses últimos doze anos.

***

perola-noticiaurgente

Notícia urgente: somos especistas e achamos que ataques pessoais usando figuras de animais é a grande estratégia pra promover conscientização política e mudar o Brasil.

***

perola-optfoila

Coitada de Sheherazade, não pode nem mais defender o “direito” dos “justiceiros” de violar a lei e torturar pessoas! Coitado também do pessoal do Santander, não pode nem mais promover, por meios antiéticos e provavelmente ilegais, propaganda política voltada a interesses privados! A culpa disso tudo é do PT!

***

perola-oqueehsocialista

O que é um discurso falacioso? É atribuir ao socialismo (que nosso eterno e emérito presidente odiado Lula nunca promoveu) características do próprio capitalismo (patrões fazerem planos sobre o que fazer com o dinheiro gerado pela mais-valia na exploração dos seus empregados) e em seguida tacar uma falácia da bola de neve promovendo apelo ao medo pra tentar controlar as pessoas induzindo-as a ter medo e ódio da esquerda.

***

perola-paradoladrao

Sabe de nada, inocente. O nosso negócio é usar acessórios usados por jovens negros pobres (óculos de sol com lentes coloridas) pra simbolizar criminosos, ou seja, atribuir ao rapaz negro pobre a pecha de pessoa fadada a cometer crimes, ao mesmo tempo que acobertamos, relativizamos ou ignoramos crimes cometidos por adolescentes brancos ricos. Sabe como é, precisamos combater o crime usando do “melhor” do nosso racismo e elitismo.

***

perola-pessimaeducacao

Nós não. Nós tivemos uma ótima educação. Uma educação tão boa que nos fez estar aqui promovendo capacitismo contra pessoas cegas de um ou dois olhos e nos achando o máximo por atribuirmos unicamente a Dilma, a Lula e ao PT a culpa por toda a corrupção no Brasil (enquanto acobertamos ou inocentamos crimes cometidos por tucanos, ruralistas, teocratas, milicos etc.)

***

perola-piorditadura

E o melhor jeito de acabar com essa “ditadura” que faz “o homem” refém de suas necessidades (coisa que o nosso amado capitalismo nunca fez ao forçar seres humanos a se subordinarem a empregadores exploradores pra não passarem fome) é eliminar qualquer ajuda governamental a pessoas em situação de pobreza extrema e negar qualquer política pública voltada a essa população (afinal, ajudar pessoas pobres sempre é comprar os votos delas, né mesmo?).

***

perola-porumbrasilmelhor

Se você quer um Brasil melhor, não vote em Dilma. Vote em alguém que não seja do PT, como tucanos corruptos, ruralistas envolvidos com destruição ambiental e trabalho escravo, evangélicos fundamentalistas acusados de lavagem de dinheiro e estelionato, militares defensores da tortura e da extinção dos Direitos Humanos etc. E se você usar meu mandamento pra votar na oposição à esquerda do PT, como a turma do PSOL ou do PSTU, vou rosnar e manifestar verbalmente o quão forte desejo bater em você.

***

perola-povoconformado

Caro povo, deixe de ser conformado. Tire o PT do poder, logo teremos magicamente:
– um Brasil com a justa distribuição de alíquotas de impostos (mesmo que os governos brasileiros antes de Lula nunca tenham feito isso, aliás, só tenham aumentado os impostos das classes mais pobres),
– juros baixos (mesmo que tucanos tenham promovido juros ainda maiores do que hoje no passado),
– pedágios baratos ou eliminados (mesmo que nossos apreciados partidos de oposição à direita do PT adorem privatizar rodovias),
– carros baratos (mesmo que os preços dos carros também tenham explodido no governo FHC e o aumento incessante do número de carros esteja destruindo a mobilidade e a qualidade de vida nas cidades),
– combustível em conta (mesmo que os partidos de que gostamos não façam nada hoje pra tentar forçar uma queda do preço dos combustíveis)
– e energia barata (mesmo que o PSDB cujos abusos consentimos seja especialista em secar reservatórios e promover crises de abastecimento de energia e água).

***

perola-praga

Maldita Dilma, que promoveu uma ideologia totalitária, mergulhou o Brasil num regime nazi-fascista, construiu campos de concentração e matou milhões de pessoas pelo crime de subversão política! Temos que derrubá-la atirando calúnias e difamações e acusando ela de crimes que ela nunca cometeu!

***

perola-propagandadadilma

E o autor da imagem representa o Brasil gordofóbico, racista (atente-se pros cabelos das moças) e machista.

***

perola-reagan

O governo petista brasileiro tá subsidiando o grave problema de ajudar milhões de pessoas a se livrarem da pobreza extrema e da fome crônica. Temos que resolver esse seríssimo problema revogando o Bolsa Família e mergulhando todas essas pessoas de volta na miséria e na exclusão sociopolítica. Aí sim, problema resolvido.

***

perola-reagiraoassalto

Polícia de Espantalhos! Alto lá! Você está preso! Ser de esquerda é crime em nosso mundo das falácias do espantalho, porque aqui a esquerda deseja que criminosos sejam inocentados e pessoas inocentes sejam presas.

***

perola-rejeicaodedilma

Fonte desses sérios dados: Instituto Chapolin Colorado de Eu-achos e Dados Imaginários.

***

perola-renomadojurista

Que horror! Nossa democracia baseada na hegemonia de quem tem dinheiro e mando religioso pode desaparecer e virar uma democracia um pouquinho mais próxima da sociedade! O que faremos se acontecer essa tragédia de cidadãos organizados em movimentos conseguirem novos direitos políticos e prerrogativas de participação nas decisões dos governantes?

***

perola-semianalfabetopreguicoso

E por isso eu adquiri ódio contra pessoas pobres de baixa instrução e declaro Lula como nosso eterno e emérito presidente, contra quem sempre dirigirei meu ódio político pelo restante dos meus anos de vida.

***

perola-serpetista

Ser um reaça antipetista é: abrir uma fábrica de espantalhos pra usá-los como sacos de pancada e achar que tô batendo de verdade no PT.

***

perola-todoindividuo

Logo, há motivos de sobra pra eu criticar com força os teocratas evangélicos que tentam proibir pessoas não héteros, pessoas trans, mulheres, ateus, afrorreligiosos, pagãos etc. de terem seus direitos reconhecidos; exigir que ruralistas parem de destruir os direitos da população ao meio ambiente; demandar que latifundiários e empresários parem de uma vez por todas de empregar trabalho escravo etc. Mas você realmente acha que vou cometer esses absurdos, que me fariam parecer um esquerdopata mesmo eu tendo ódio visceral contra a esquerda?

***

perola-transformouobrasil

E eu transformei o PT em um exército de espantalhos que vestem camisas com a frase “Bata em mim” escrita.

***

perola-umgenio

Por tudo isso, temos a obrigação moral de exigir o impeachment de Lula, mesmo quatro anos depois de ele ter deixado a presidência.

***

perola-vacinese

Leia, pense, pondere, questione, não se omita, vote. Mas se você concluir, a partir de suas leituras, pensamentos, ponderações, questionamentos, não omissões e votos, que a esquerda brasileira contemporânea tem razão em muitos, senão na grande maioria, dos seus argumentos e que a mídia mainstream é uma grande manipuladora política da opinião pública, vou rosnar muito, manifestar verbalmente todo meu ódio contra você, desejar espancar você e vomitar xingamentos de “esquerdopata”, “defensor de Cuba”, “bolivarianista”, “chavista”, “comunista que come criancinhas no jantar” e outras maravilhas.

***

perola-vaiados

Vamos meter pau em Dilma e no nosso eterno presidente Lula a todo custo! Mesmo que isso signifique desrespeitar um momento de luto e sofrimento e promover baixaria quando há pessoas mortas sendo veladas na ocasião.

***

perola-vergonha

E a culpa disso é toda do PT federal. São totalmente inocentes os governos estaduais e municipais (constitucionalmente incumbidos de investir na educação básica pública), o próprio sistema de ensino (arquitetado pra minimizar a quase zero a formação cidadã de crianças e adolescentes nas escolas), as camadas superiores da hierarquia organizacional do ensino público dos estados e municípios (que negligenciam problemas locais que elas próprias podem resolver), muitos diretores e diretoras (que muitas vezes declaram que odeiam os estudantes de suas próprias escolas e não acreditam neles) e a imprensa (que deixa a entender que não é necessária nenhuma mudança qualitativa radical no sistema de ensino como um todo).

imagrs

7 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Lucas Martins

setembro 5 2015 Responder

Simplesmente achei que os comentários às imagens são mais para defender o governo petista e atacar os outros partidos contrários do que realmente defender a racionalização e o dabate inteligente, fazendo parecer esta página nada mais do que um site petista fanático do que um blog para promover a consciência politica, que é o que deveria significar pelo próprio nome do blog.
Aliás, a resposta irônica na imagem da bike do itaú sendo chutada foi muito ignorante, parecendo que a mensagem era defender o vândalo, provavelmente antipetista (ou somente vândalo mesmo) por atacar “um símbolo de uma corporação maligna”.
O ponto é que se o blog for mesmo conscientizador, tente não escolher tanto lados como bom e mal, pois na maioria das vezes todos os lados são ruins, sendo o melhor julgar as atitudes; senão, no final, depois de todo o discurso escrito do blog, vai parecer que a mensagem é tão ignorante quanto a das imagens de que voce reclama.

Roberto Francisco Almeia

outubro 10 2014 Responder

É impressão minha ou as palavras negro e pobre são usadas mutuamente em todas imagens pró-redução da maioridade penal?
Apelo à emoção, argumento tendencioso e sensacionalismo não são coisas adaptáveis para usar em críticas sérias.
Justiça não é vingança, você força o termo: “mudança do código penal brasileiro” a se transformar em “vingança no código penal brasileiro”, está levando algo à um extremo que não existe.
Estamos usando esse sistema de ressocialização dos bandidos coitadinhos e ~alguns~ negros maravilhosos (não pude perder o trocadilho) há décadas e ainda sim o Brasil tem um dos maiores índices de reincidência do mundo.
NÃO CULPE A POBREZA! Temos educação nas escolas, não é uma das melhores do mundo e etc porém é sustentável, sem contar que o governo está dando até faculdade de graça e cá entre nós, não é necessário estudar muito para passar de ano (pelo menos até a 8ª série) nesse país maravilhoso né?
Então se o aluno não está se esforçando é por uma causa que ele mesmo criou, a de não querer! Já fui na escola do meu filho e sei como é, os alunos vagabundinhos não obedecem os professores, aquela escola pública que meu filho estuda é um inferno e ele não consegue estudar ou conversar com o professor, apesar de ser superdotado e ter sido atendido pelo Conselho Brasileiro para Superdotação, ainda sim ele quer estudar em escola pública e passar por todos os anos do ensino como todo mundo, enfim, os alunos NÃO QUEREM aprender, não se importam com o futuro.
Os alunos ouvem funks onde crianças como Mc pedrinho, Mc zóio de gato e Mc brinquedo cantam músicas de apologia ao crime, às drogas e ao sexo.

NÃO CONFUNDA MÚSICA DE POBRE COM MÚSICA DE VAGABUNDO!
Funk, alguns poucos são músicas de pobre “e negro” como você diz, mas boa parte não passa de música de marginais e tarados.
Música de pobre seria um pagode, samba, rap ou funk que fala sobre a periferia, um namoro de favelados ou até que conta uma história real (sobre crime inclusive) mas rimas como: “Dom dom dom, faz um boquete bom” e “Cai com a boceta para frente, cai com a boceta para trás” não é coisa de pobre e sim de pervertido sexual.

Raramente um funk representa o pobre em sí, a as roupas dos funkeiros são todas de marca que pobre nenhum tem condições de comprar, por isso quem mais usa elas é bandido pois rouba, trafica e mata para conseguir dinheiro para comprar roupas caras de marca (juliet, nike shox, correntes de ouro e relógios rolex são exemplos usados por esses Mcs e marginais que pobre nenhum tem condições de comprar).

[Trecho grosseiro e ofensivo apagado. RFS]
Prisão perpétua em conjunção com trabalho produtivo já! Vamos transformar esses cancerígenos em algo produtivo para nossa sociedade.
Eu sou um pobre (pode acrescentar negro se quiser continuar com seu sensacionalismo) e nem por isso cometi crimes nem na infância e nem na adolescência, eu comia fruta do chão da feira enquanto os vizinhos bandidinhos riam de mim e ostentavam drogas e dinheiro, hoje estão todos mortos (um deles está preso e é do tal pe cê cê) mas eu sobrevivi e tenho minha liberdade hoje, sai da favela e sou classe média alta graças ao meu esforço, estudei em escola pública e sofri preconceito dos burgueses por ter ganhado bolsa na universidade deles, terminei os estudos e passei num concurso público. Hoje sou gerente de uma agência do Banco do Brasil na minha cidade, posso dar um estudo de qualidade para meu filho porém ele não quer, prefere estudar em escola pública; é apenas um gesto de humildade dele e eu compreendo.
Enfim, ressocialização de criminosos não funciona nem aqui e nem na China.

V.

outubro 1 2014 Responder

Olá!

Obrigado pela resposta.

“A imagem diz exatamente o contrário: que a ESPN, canal exclusivamente de esportes, estaria fazendo propaganda política do PT.”

Desculpe se pareceu isso, mas meu exemplo sobre canais nada tinha a ver com as pérolas, foi apenas um exemplo (assim como o das frutas).

“E quando a intenção é depreciar seres humanos imputando a estes supostas características imaginadas nos animais não humanos por preconceito?”

Certas características não são imaginadas, mas são apenas fatos… Por exemplo, animais não humanos, talvez com algumas poucas exceções, não têm “consciência”, “racionalidade”, etc., ou talvez as possuam em menor intensidade. Dizer que um ser humano “é burro” pode ser uma ofensa ao humano, mas não ao burro, uma vez que a ideia é sugerir que o humano não possui alguma das vantagens de sua espécie. Vejo isso de maneira análoga a expressões como “olhos de águia”, que apenas fazem uma metáfora sobre a melhor visão que águias possuem, em relação à nossa. Não estou querendo dizer que não exista preconceito, mas que não é em atitudes como essas que ele se manifesta. Porém, concordo sobre o especismo quando o termo “animal” é utilizado para referir-se apenas aos não humanos, principalmente em frases como “estou sendo tratado como se fosse um cachorro”, “não se faz isso nem com um animal”, “ele é violento como um animal”, etc., pois, nesses casos, a característica é realmente imaginada, isto é, a ideia é a de que animais não humanos são violentos (como se humanos não o fossem, por vezes ainda mais!) e supostamente merecem um tratamento inferior.

“Atribuir aos cegos a qualidade de pessoas que “se recusam” a perceber a realidade não é um preconceito contra eles?”

A atribuição que vejo é inversa: pessoas que “se recusam” a perceber a realidade estão abstendo-se de compreender o mundo real, deixando de observar, analisar, “ver” (em sentido conotativo, que consta dos dicionários), logo estão sendo “cegos” (conotativamente também). Isso não sugere que deficientes visuais tenham atitudes semelhantes.

“Generalizar a todxs adolescentes um nível igual ou similar de imaturidade não é um preconceito?”

Não acho que haja essa generalização. Dizer que alguém é “uma adolescente de 43 anos” é semelhante a dizer: “você, que já possui essa idade, já deveria ter adquirido experiência e maturidade”, e não “todos os adolescentes são imaturos, e você está agindo como um deles”. Acho que a ideia é a de que imaturidade em adolescentes é tolerável e esperável até certo ponto (embora não seja algo determinístico, não se pode generalizar), mas não em pessoas de muito mais idade. (Obs.: não concordo com a “crítica” à Luciana Genro feita em uma das pérolas, apenas discordo de sua resposta à imagem quanto ao “etarismo”.)

“Natural ou socialmente construído?”

Não considero que seja sexismo/machismo/femismo citar atributos comumente diferentes entre os gêneros. Porém, não estou me referindo aos estereótipos sexistas impostos em nossa sociedade, como a ideia de que homens têm que ser fortes e insensíveis, mulheres devem ser submissas e dóceis, e qualquer “transgressão” a esses papéis estabelecidos é mal vista e atribuída à homossexualidade (como se fosse um defeito). Contudo, por motivos biológicos, mulheres possuem maior instabilidade emocional (devido à variação periódica de hormônios), o que pode ser um motivo para que sejam “difíceis de entender”.

“E quando a crítica é usada com o fim de discriminar e rebaixar a pessoa que comete o erro?”

Depende bastante do alvo da crítica. Se é em relação a alguém que vive em área isolada e não possuiu oportunidade alguma de aprender a ler e escrever adequadamente, então a crítica realmente é discriminatória; caso contrário, principalmente quando o alvo possui acesso à internet, acho válida a crítica.

“O que é bem visível na imagem é que as bicicletas são propriedade do Itaú. E provavelmente o manifestante chuta a bicicleta na intenção de mostrar que rejeita políticas que impliquem aliança entre Estado e bancos – aliança essa que é tudo menos altruísta.”

Entendi, apesar de não concordar com esse tipo de protesto.

“A citação dela em si não é. A pérola aqui é o contexto – quando, por que e por quem a frase é reproduzida, assim como o fato de que a frase pode se voltar contra o próprio reprodutor dela.”

Ok!

    Robson Fernando de Souza

    outubro 2 2014 Responder

    “Por exemplo, animais não humanos, talvez com algumas poucas exceções, não têm “consciência”, “racionalidade”, etc., ou talvez as possuam em menor intensidade. Dizer que um ser humano “é burro” pode ser uma ofensa ao humano, mas não ao burro, uma vez que a ideia é sugerir que o humano não possui alguma das vantagens de sua espécie.”

    Sobre a palavra consciência, vc fala no sentido neurológico (“consciousness” em inglês) ou consciência moral/política (“conscience” em inglês)?
    Quanto ao burro, vale lembrar que é possível essas depreciações resultarem em violência e exploração contra os animais. Em relação aos burros, não sei ainda como seria essa implicação fisicamente violenta, mas acredito que há alguma relação entre o uso da figura do animal burro como símbolo de desinteligência e atos de violência contra esses animais.

    “Acho que a ideia é a de que imaturidade em adolescentes é tolerável e esperável até certo ponto (embora não seja algo determinístico, não se pode generalizar), mas não em pessoas de muito mais idade.”

    É tolerável, mas, como eu disse, traz o risco de generalizar aos adolescentes um mesmo patamar de imaturidade avançada, principalmente política. E isso tem sido usado pra silenciar as opiniões políticas de adolescentes.

    “Contudo, por motivos biológicos, mulheres possuem maior instabilidade emocional (devido à variação periódica de hormônios), o que pode ser um motivo para que sejam “difíceis de entender”.”

    Vale pesquisar se essa instabilidade emocional também acontece com a mesma frequência em culturas diferentes das ocidentais modernas, pra verificar se isso é realmente algo inescapavelmente biológico ou algo que a socialização reforça.

    “caso contrário, principalmente quando o alvo possui acesso à internet, acho válida a crítica.”

    Mesmo quando é usada pra silenciar opiniões políticas (ex.: uma opinião que use ‘pra mim fazer’ e crases erradas ser esnobada em vez de refutada, e seu autor atacado em sua pessoa, por causa desses erros)?

V.

setembro 29 2014 Responder

Olá, Robson.

Gosto bastante do conteúdo do seu blog, repasso diversos dos seus textos; porém, em suas respostas às pérolas de páginas de direita, sempre vejo diversos exageros.

1. O uso de comparações e metáforas não implica obrigatoriamente uma depreciação daquilo ou daquele com o que se compara. (Conjuntos de) objetos, ideias, plantas, animais (inclusive humanos), etc. inevitavelmente possuem apanágios, os quais são utilizados comparativa ou metaforicamente para caracterizar outros. Cito alguns exemplos:
– Dizer que uma laranja está se parecendo com um limão não obrigatoriamente implica criticar negativamente esta e favorecer aquela, uma vez que “ser azedo” não é necessariamente ruim.
– Dizer que um canal exclusivo de notícias está se tornando um canal esportivo não é um desmerecimento aos canais esportivos, mas apenas uma observação de que o canal de notícias em questão possui mais enfoque esportivo do que se espera de um veículo do tipo.
– Comparar seres humanos às demais espécies animais, ainda que em alguma vantagem que (supostamente) apenas nossa espécie possui, não é “especismo”, não é uma discriminação aos animais não humanos. É uma comparação com base na realidade, a qual não está sob nosso controle. É previsível esperar que indivíduos humanos possuam atributos (positivos e negativos) próprios da espécie; caso contrário, é válida a comparação com outros animais, os quais, nas características em questão, assemelham-se (para melhor ou pior) ao indivíduo humano destoante. Burros, antas, jumentos, etc. são frequentemente associados à falta de inteligência; elefantes são associados à boa memória; cavalos são associados à rudeza; pombos são associados à paz e à união de casais; gatos são associados à beleza; entre diversos outros. Em nenhum dos casos há algo que mereça ser combatido. [Uma ressalva: chamar uma mulher de perua por ser excessivamente vaidosa; de cachorra, cadela, vaca ou galinha por relacionar-se com várias pessoas, ou, pior ainda, como uma crítica vazia e genérica a alguém do sexo feminino, não é “especismo”, porém continua sendo machismo.]
– Atribuir, em comparação ou metáfora, uma deficiência a um indivíduo que não a possui não é “capacitismo”. Se alguém está concentrado em alguma atividade e deixa de responder a quem o chama, está tendo uma característica mais própria de surdos, ainda que não o seja. Isso não significa menosprezar os surdos (ou deficientes auditivos) reais. Ademais, no caso da visão, não existe apenas o sentido literal: conotativamente, “ver” significa “observar”, “compreender”, “ponderar”. Consequentemente, quem não o faz é “cego” nesse sentido, e não há de modo algum uma discriminação aos deficientes visuais. [Novamente, uma ressalva: a alegação de que o Brasil é uma “terra de cegos” e “burros” por eleger petistas, feita por algumas das imagens criticadas, continua sendo “vira-lata” e sem nexo, com críticas infundadas e exclusivamente destinadas a um partido, conforme este site magistralmente denuncia em diversas coletâneas como esta.]
– Por brevidade, encerrarei por aqui este item, resumindo outras situações semelhantes: é natural que crianças e adolescentes possuam menos maturidade que um adulto, logo chamar um adulto de adolescente não é “etarismo”; é natural que pessoas de gêneros diferentes possuam características distintamente notáveis, não necessariamente negativas, e apontá-las não é “sexismo” ou “femismo” (uma imagem sugere que homens precisam esforçar-se para compreender as mulheres, isso não significa que mulheres sejam inferiores ou piores, pode até significar o contrário, isto é, a ideia de que homens têm de “fazer cálculos” para compreenderem a avançada mente feminina; o mesmo vale para uma imagem de algum post de meses atrás, na qual se dizia que mulheres falam muito por terem de explicar duas vezes aos homens: ao contrário da resposta dada, claramente foi uma estereotipação negativa dos homens, sugerindo que são menos capazes de entender o que mulheres dizem).

2. Críticas a erros de português não são obrigatoriamente “ódio aos pobres”, principalmente quando dirigidas a indivíduos com acesso à internet. [Observação: a generalização cometida ao insinuar que funkeiros escrevem mal continua sendo inadequada e preconceituosa.]

3. Não entendi sua ironia na resposta à imagem sobre bicicletas. O texto da imagem comete falácia do espantalho ao atribuir aquele discurso aos opositores, porém as tais bicicletas “do Itaú” fazem parte de um projeto de mobilidade da prefeitura de São Paulo que incentiva o uso desse meio de transporte gratuitamente ou a baixo custo, dependendo do tempo necessário. Ademais, considerando sua publicação recente sobre “carrocracia”, não é meio autocontraditório tentar justificar a depredação de uma bicicleta que é emprestada/alugada à população, ainda que pelo Itaú?

4. A imagem com uma citação de Ayn Rand não é uma pérola, uma vez que, isoladamente, pode ser utilizada por defensores de qualquer posicionamento político.

Para encerrar, confesso que cheguei a rir da pérola do médico cubano, não da piada, mas do autor da imagem e sua tentativa fracassada de fazer humor, uma vez que “hola” é com um L e não tem o H pronunciado, impossibilitando a confusão cometida pelo personagem paciente.

Espero que não veja minhas críticas de maneira negativa. Continue o excelso trabalho no blog. Até a próxima!

    Robson Fernando de Souza

    setembro 30 2014 Responder

    Olá, V. Obrigado pela apreciação =) Respondendo:

    “Dizer que um canal exclusivo de notícias está se tornando um canal esportivo não é um desmerecimento aos canais esportivos, mas apenas uma observação de que o canal de notícias em questão possui mais enfoque esportivo do que se espera de um veículo do tipo.”

    A imagem diz exatamente o contrário: que a ESPN, canal exclusivamente de esportes, estaria fazendo propaganda política do PT.

    “Comparar seres humanos às demais espécies animais, ainda que em alguma vantagem que (supostamente) apenas nossa espécie possui, não é “especismo”, não é uma discriminação aos animais não humanos. É uma comparação com base na realidade, a qual não está sob nosso controle.”

    E quando a intenção é depreciar seres humanos imputando a estes supostas características imaginadas nos animais não humanos por preconceito?

    “Atribuir, em comparação ou metáfora, uma deficiência a um indivíduo que não a possui não é “capacitismo”. Se alguém está concentrado em alguma atividade e deixa de responder a quem o chama, está tendo uma característica mais própria de surdos, ainda que não o seja. Isso não significa menosprezar os surdos (ou deficientes auditivos) reais. Ademais, no caso da visão, não existe apenas o sentido literal: conotativamente, “ver” significa “observar”, “compreender”, “ponderar”. Consequentemente, quem não o faz é “cego” nesse sentido, e não há de modo algum uma discriminação aos deficientes visuais.”

    Atribuir aos cegos a qualidade de pessoas que “se recusam” a perceber a realidade não é um preconceito contra eles?

    “é natural que crianças e adolescentes possuam menos maturidade que um adulto, logo chamar um adulto de adolescente não é “etarismo”;”

    Generalizar a todxs adolescentes um nível igual ou similar de imaturidade não é um preconceito?

    “é natural que pessoas de gêneros diferentes possuam características distintamente notáveis, não necessariamente negativas, e apontá-las não é “sexismo” ou “femismo””

    Natural ou socialmente construído?

    “Críticas a erros de português não são obrigatoriamente “ódio aos pobres”, principalmente quando dirigidas a indivíduos com acesso à internet.”

    E quando a crítica é usada com o fim de discriminar e rebaixar a pessoa que comete o erro?

    “Não entendi sua ironia na resposta à imagem sobre bicicletas. O texto da imagem comete falácia do espantalho ao atribuir aquele discurso aos opositores, porém as tais bicicletas “do Itaú” fazem parte de um projeto de mobilidade da prefeitura de São Paulo que incentiva o uso desse meio de transporte gratuitamente ou a baixo custo, dependendo do tempo necessário. Ademais, considerando sua publicação recente sobre “carrocracia”, não é meio autocontraditório tentar justificar a depredação de uma bicicleta que é emprestada/alugada à população, ainda que pelo Itaú?”

    O que é bem visível na imagem é que as bicicletas são propriedade do Itaú. E provavelmente o manifestante chuta a bicicleta na intenção de mostrar que rejeita políticas que impliquem aliança entre Estado e bancos – aliança essa que é tudo menos altruísta.

    “A imagem com uma citação de Ayn Rand não é uma pérola, uma vez que, isoladamente, pode ser utilizada por defensores de qualquer posicionamento político.”

    A citação dela em si não é. A pérola aqui é o contexto – quando, por que e por quem a frase é reproduzida, assim como o fato de que a frase pode se voltar contra o próprio reprodutor dela.

    []s!

Thaise Amaral

setembro 27 2014 Responder

Só estou tentando entender na imagem da “infeliz nação” o que ele quis dizer com “dívida interna” e “decretos bolivianos”.
Ah, na boa? Eu mando tratar porque isso é caso sério de doencinha mental.

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo