19

out14

Padre Marcelo Rossi volta a desrespeitar quem não crê em Deus: “[caem] em depressão, bebida, droga”

padre-marcelo

Aviso: Este post não é uma página do site oficial do Padre Marcelo Rossi. Caso você tenha chegado aqui com a intenção de mandar mensagem para ele, faça isso no site oficial dele. Comentários direcionados a ele serão apagados.

O Padre Marcelo Rossi voltou a desrespeitar ateus e outras pessoas que não creem em seu Deus. Numa entrevista feita na segunda metade da semana passada, em que falou sobre seus recentes problemas de saúde, ele atirou mais um ofensivo libelo contra pessoas que vivem “sem Deus”, acusando-as de suscetibilidade à depressão e ao uso de drogas pesadas.

Na entrevista, dada ao grupo de comunicação Diários Associados, ele soltou essa, respondendo a uma pergunta que também termina tendo consequências maliciosas:

O senhor acha que vivemos um momento em que as pessoas se distanciam da Igreja, da religião?
Uma das minhas grandes preocupações é as pessoas se esqueceram de Deus. Sem Deus, ela [a pessoa] cai em depressão, bebida, droga. Ela cai em alguma coisa errada. Mais do que nunca, falta Deus. Eu vou tentar falar muito na televisão sobre isso. O CD vai ajudar as pessoas a se encontrar com Deus. São inúmeras forças que querem o nosso mal, inveja… É importante sentir a proteção divina.

Ao dizer que vai “tentar falar muito na televisão sobre isso”, fica aberta a elevada possibilidade de ele incidir, no futuro próximo, em mais desrespeito e preconceito contra quem não crê em Deus e, por excelência, vive conscientemente “sem Deus”.

Não se sabe se ele tem ciência disso, mas a cada declaração sua que se refere às pessoas que vivem “sem Deus” como “mais propensas” a problemas como depressão, angústia, recorrência a drogas pesadas, alcoolismo e criminalidade, mais preconceito é incitado contra ateus, agnósticos e também religiosos politeístas que não creem numa divindade que se chame “Deus”. Uma carga ainda maior de preconceito e discriminação é direcionada, por tal discurso, a pessoas que eram católicas, desconverteram-se de sua religião e se tornaram ateias.

Portanto novamente reitero que precisamos cobrar do Padre Marcelo o que ele pensa dos ateus e de pessoas religiosas que não incluem a divindade Deus em seu panteão, e também se os discursos dele sobre a “falta de Deus entre as pessoas” abrangem também descrentes ou só cristãos desapegados de sua religião. Essa cobrança pode ser feita através do formulário de contato no site oficial dele.

imagrs

2 comentário(s). Venha deixar o seu também.

Fatima

outubro 19 2014 Responder

Ótimo texto.Parabéns!

    Robson Fernando de Souza

    outubro 20 2014 Responder

    Obrigado =)

Sua opinião é bem vinda, desde que respeitosa. Fique à vontade para comentar abaixo